Nutrição & Suplementos

NULL

Well-Known Member
Deves estar a brincar.

Equipas de ciclismo profissionais com médicos e o diabo a quatro sabem menos que eu? Opa...

Sabem as doses que tem de tomar e as quantidades para não acionar o passaporte biológico, mas sabem zero como se protegerem de contaminação de suplementos :rolleyes:
A maior parte dos que são apanhados com doping não são profissionais. Mas não é essa a questão que estamos a falar... estamos a falar de suplementos vendidos como sendo totalmente limpos e afinal não o são. Está provado que acontece com muita frequência.
 

Bruso

Well-Known Member
@Carolina não estamos a falar da Ineos. Maior parte dos ciclistas só é acompanhado via training peaks ou equivalente. Só têm que mostrar números. A suplementacao muitas vezes fica ao critérios deles.

Equipas com um programa de doping estilo Discovery não existem hoje em dia (OK talvez a Ineos mas não há provas). Maior parte dos ciclistas apanhados por doping foi por iniciativa própria.

O Vaughters afirmou no podcast que com 30.000 ao ano consegues arranjar um bom especialista para te seguir (chances de seres apanhado são 50% diz ele).

Ele afirmou ainda, que a EF faz testes independentes de toda a suplementacao que usa. Gastam imenso dinheiro para testar uma amostra de todos os lotes que recebem. Mas o próprio afirma que mesmo assim é difícil garantir que não há contaminação.

A verdade é só uma... Controlo anti doping no Ciclismo está a anos de luz à frente de todos os outros desportos. Para o bem e para o mal. Mesma história de sempre..
 

Carolina

Well-Known Member
A contaminação de suplementos é mais do que conhecida por qualquer ciclista. Sabem que têm de ter cuidado com o que consomem, porque sabem que vão ser testados. Também sabem que podem ficar sem carreira dum momento para o outro se lhes sai a fava.

Só quem quer é que consome suplementos à toa.
 

NULL

Well-Known Member
A contaminação de suplementos é mais do que conhecida por qualquer ciclista. Sabem que têm de ter cuidado com o que consomem, porque sabem que vão ser testados. Também sabem que podem ficar sem carreira dum momento para o outro se lhes sai a fava.

Só quem quer é que consome suplementos à toa.
Tenho a dizer-te que estás muito longe da realidade... :D

Deves pensar que é tudo world tour! E nem nesses...
 

Carolina

Well-Known Member
Vais-me dizer que as equipas portuguesas, que já têm muitos anos disto, não têm pessoas que saibam o mínimo de suplementação?

É como tu sugeres: usar marcas de confiança e com reputação no mercado. Não são capazes de passar essa mensagem aos ciclistas das suas equipas? Não é preciso ser nenhum guru, basta ter algum bom senso.
 

NULL

Well-Known Member
Vais-me dizer que as equipas portuguesas, que já têm muitos anos disto, não têm pessoas que saibam o mínimo de suplementação?

É como tu sugeres: usar marcas de confiança e com reputação no mercado. Não são capazes de passar essa mensagem aos ciclistas das suas equipas? Não é preciso ser nenhum guru, basta ter algum bom senso.
Muitas vezes não sabem o que os ciclistas treinam quanto mais o que comem... :D
 
Discussao interessante sobre se sabem ou nao o que efectivamente tomam, pessoalmente no caso de profissionais é um tema em que o pseudodesconhecimento pelas partes, nomeadamente staff médico me deixa incrédulo, aliás nalgums casos basta uma bateria de analises de controle da propria equipa para perceber se alguem anda com atitude "freelancer".......
Nos amadores.....bem a coisa é na minha opiniao diferente, alias saber que se toma um suplemento com a intencao de andar mais?? já de si é ridiculo, na minha opinião suplementos só para pseudoamadores pois fazem vida de profissionais e no fundo justificam-se por necessidade de aporte impossivel por alimentacao "normal", ou seja se queimas diaramente 3/4000 calorias ou mais dia , certamente precisas de suplementação, e o que te faz andar nao é o suplemento é o facto de treinar bastante.
Voltando à questão inicial dos preworkouts......ainda me lembro que havia rapaziada que antes das corridas arrancarem se entupiam de café expresso (sim já lá vão alguns anos).... e ficavam quando tinham que ficar....aliás nunca os vi ganhar corridas.....treinem e treinem..... arranques rapidos quase a frio ponham carga na coisa ...series ate vomitar...etc....etc.......e depois na hora da verdade se tivermos qualidade.....qual preworkout.... ficam a ver a nossa traseira.
 

Bruso

Well-Known Member
Vais-me dizer que as equipas portuguesas, que já têm muitos anos disto, não têm pessoas que saibam o mínimo de suplementação?

É como tu sugeres: usar marcas de confiança e com reputação no mercado. Não são capazes de passar essa mensagem aos ciclistas das suas equipas? Não é preciso ser nenhum guru, basta ter algum bom senso.
Volto a dizer, o Vaughters diz que a EF gasta imenso dinheiro a fazer testes independentes em todos os lotes de suplementos que recebem e que mesmo assim sabe que não está garantido que não há contaminação.
Essa coisa de ser uma marca reputada e com laboratórios certificados não garante nada.

O ridículo aqui é um ciclista ter que viver com a corda ao pescoço porque podem ficar sem carreira por tomarem algum suplemento contaminado. E anda os tenistas, futebolistas, basketbolistas, rugby, futebol americano a tomar tudo e mais alguma coisa e é tudo camuflado mesmo quando são apanhados.
 

Carolina

Well-Known Member
Muitas vezes não sabem o que os ciclistas treinam quanto mais o que comem... :D
Mas informam os ciclistas dos minimos ou é uma selva? Uma coisa é não informarem nada de nada, outra coisa é o atleta ignorar o que lhe foi dito. Quando tomam as atitudes têm de levar com as consequências. É a vida.

@Bruso há mais associações como a Informed Sports, que até é recomendada por várias autoridades anti-doping, que tem uma lista de suplementos/marcas seguras. Claro que o controlo não vai ser a 100%, mas a probabilidade de contaminação será muito mais baixa.

https://www.ukad.org.uk/athletes/supplements

Com tanta informação é ridiculo que se continue a ver muitos casos de contaminação. Os atletas arriscam porque querem. E isto é geral, não é só ciclismo.
 
Volto a dizer, o Vaughters diz que a EF gasta imenso dinheiro a fazer testes independentes em todos os lotes de suplementos que recebem e que mesmo assim sabe que não está garantido que não há contaminação.
Essa coisa de ser uma marca reputada e com laboratórios certificados não garante nada.

O ridículo aqui é um ciclista ter que viver com a corda ao pescoço porque podem ficar sem carreira por tomarem algum suplemento contaminado. E anda os tenistas, futebolistas, basketbolistas, rugby, futebol americano a tomar tudo e mais alguma coisa e é tudo camuflado mesmo quando são apanhados.
Porque aí a condição física já não é maioritariamente vantajosa mas sim a técnica :) É a única explicação que encontro.
 
Mas informam os ciclistas dos minimos ou é uma selva? Uma coisa é não informarem nada de nada, outra coisa é o atleta ignorar o que lhe foi dito. Quando tomam as atitudes têm de levar com as consequências. É a vida.

@Bruso há mais associações como a Informed Sports, que até é recomendada por várias autoridades anti-doping, que tem uma lista de suplementos/marcas seguras. Claro que o controlo não vai ser a 100%, mas a probabilidade de contaminação será muito mais baixa.

https://www.ukad.org.uk/athletes/supplements

Com tanta informação é ridiculo que se continue a ver muitos casos de contaminação. Os atletas arriscam porque querem. E isto é geral, não é só ciclismo.
Concordo a 100% contigo. Acho que já só é "contaminado" quem quiser e tiver essa vontade de tomar suplementos "extra".
 
Técnica? Qual é a técnica que um jogador de futebol americano precisa? É um desporto físico apenas.
Queria colocar aqui uma imagem mas não dá. Não me referia a futebol americano, mas falando nele, futebol americano é muito mais tático-técnico que físico. Assim como o ciclismo é muito mais físico que tático-técnico. Em que um doping no ciclismo influência muito mais o resultado que um doping no futebol americado/futebol/ténis...
 

Bruso

Well-Known Member
Se não consegues correr e aguentar a porrada não há técnica ou tatica que te salve no futebol americano.

Mas lá a imprensa, equipas e organizações protegem o desporto. Se há um caso de doping entra tudo em lock down e ninguém comenta. Não é transparente como o Ciclismo não mas os espetadores não se importam com isso. Não se houve falar da USADA a perseguir atletas da NFL. Da mesma forma que não se houve falar de a agência portuguesa a perseguir as equipas de futebol e a bater à porta de jogadores como o fazem nos ciclistas.

Mas não vale a pena se alongar mais sobre o assunto. Bola para a frente com os pre-workout.

Eu quando tenho corridas cinjo-me ao café e uma barra energética 30min antes da prova. Nunca experimentei nenhum suplemento.
 
Técnica? Qual é a técnica que um jogador de futebol americano precisa? É um desporto físico apenas.
Off topic.:

Dependo das posição e da função de cada um, pode ser mais técnico, físico, ou táctico. Não é assim tão linear. De facto o ciclismo é muito mais básico nesse aspecto, sendo que se um ciclista tiver mais pernas que os outros, pode ganhar na mesma tomando más decisões a cada km.

Por exemplo por ordem de importância um QB: Tático -> Técnico -> Físico. Por isso é que o Tom Brady não tendo físico nenhum, é o melhor do mundo.
Um Receiver -> Técnico - Físico - Tático
Um defendor do QB é só físico com alguma técnica e táctica.
 

Bruso

Well-Known Member
Off topic.:

Dependo das posição e da função de cada um, pode ser mais técnico, físico, ou táctico. Não é assim tão linear. De facto o ciclismo é muito mais básico nesse aspecto, sendo que se um ciclista tiver mais pernas que os outros, pode ganhar na mesma tomando más decisões a cada km.

Por exemplo por ordem de importância um QB: Tático -> Técnico -> Físico. Por isso é que o Tom Brady não tendo físico nenhum, é o melhor do mundo.
Um Receiver -> Técnico - Físico - Tático
Um defendor do QB é só físico com alguma técnica e táctica.
Lá está. Estás a falar de uma posição específica. Eu falo no geral. Há 1 Quarterback por equipa e 40 jogadores ou algo assim....
E o próprio Brady, embora tenha um talento fora do normal provavelmente tem de recorrer a doping para se manter ao nível que tem estado. Aliás, corrijo me, ele provavelmente recorre a produtos considerados doping no Ciclismo para se manter àquele nível (produtos/técnicas essas que não são consideradas doping no futebol americano).

A USADA se tivesse os mesmos tomates que teve para ir atrás do Armstrong, era alta limpeza em todos os desportos nos EUA. mas foi mais fácil mostrar serviço através do Ciclismo porque é um desporto sem impacto a nível nacional. Os grande feitos DO Armstrong foram feitos na Europa. Não era nem é um desporto que moves se massas e milhões como NBA, NFL, NHL e NBL.

Ciclismo sempre será o parente pobre do desporto porque os adeptos não o protegem cegamente como em todos os outros desportos.
 
Ciclismo sempre será o parente pobre do desporto po
Nao sei se é o parente pobre, mas a bem dos praticantes e dos adeptos ainda bem que há um controlo anti-doping rigoroso, pelo menos é mais justo, protege os ciclistas e nao estamos a ver maquinas mas sim humanos que se esforçam e superam para serem melhores.
Agora os USA e respetivos campeonatos, nao conheco bem mas provavelmente estao-se cagando para o espirito do desporto, aquilo é show bizz, como alias o futebol na europa, o problema nao é só dos gringos.