Novidades desta modalidade, as bikes (fotos)..

cou7inho

Well-Known Member
The 2021 Specialized Tarmac SL7 is here and it marks the end of the great aero versus weight divide for the brand, with the new model replacing both the existing Tarmac SL6 and the more aero-focused Venge as the brand’s flagship race bike.
Será este o principio do fim das bicicletas "aerodinâmicas"?
A Specialized diz que sim. ;)
 

jcca

Well-Known Member
Realmente essa não é nada bom negócio, mas as outras até que nem estão muito mal a nível de preço comparando com a concorrência.
Não sei como é que estão a nível de peso.
E é sempre importante salienta a opção MyO que na Orbea dá para personalizar a partir dos 3 300€, enquanto que por exemplo numa Trek com o project one já vai lá para os 6 mil e tal.
Penso o mesmo que tu:)
A equipada com material 105 por exemplo; parece um preço bem balizado em relação as rivais. Cheira-me que essa Tiagra pouco vai vender, tendo em conta o preço da 105. Outra coisa porreira, para além da MyO referida pelo coutinho, é a possibilidade de trocar componentes, ficando a bike ao nosso gosto. Para quem souber bem o que quer é bastante porreiro. Até na 105 podes colocar um PM FSA Powerbox. A hipótese de trocar o guiador para aliviar um bocado o Stack também é engraçada. Colocar espigão sem recuo, etc. São detalhes porreiros para quem souber bem o que quer.
Acham?!?!?! Para mim vai vender e muito....... e com a politica que têm de querer que os clientes testem bem antes de decidir...vão vender pq são mt bons quadros.
Vocês só estão a pensar no Tiagra, não sei se têm noção que o Tiagra hoje tem manetes em Carbono e pesos de ultegra 6600 (que custou a mta malta bicicletas de 4000€ para cima) e um funcionamento igual ao Ultegra só que tem 10 em vez de 11 (tenho uma roda de trás com cubo Zipp 188, é de 10) cassete red 10 porque o cepo não dá para 11 que bate mtas e mtas das que vejo aqui faladas de 11....
Mas esquecendo o Tiagra só pensando no carbono da Burra e na politica da Marca.
Se forem ao site da orbea, desapareceram os quadro para venda neste modelo, já antes eles não gostavam de os vender, pois conseguimos uma bicicleta completa pelo mesmo preço que o quadro (como ainda conseguem observar na Orca Aero que a 105 de pinças custa o mesmo preço do quadro sozinho).
Agora se forem testar e comparar têm uma bicicleta com um carbono de topo (o orca anterior OMR ficava em 2500€, o orca aero 2999€, o orca OMX 3500€ qualquer destes carbonos são de topo e são 1000€ mais baratos que os equivalentes de outras marcas os SLR ou os RC's se não me engano são estas as designações). Exemplo mais caro com Tiagra e quadro com carbono de gama mais baixa.
Agora têm uma bicicleta de topo e mais barata que só o quadro da geração anterior........ Quem for comprar uma bicicleta pq gosta de uma marca.....compra a marca e tem o que gosta, quem for comprar porque experimentou e testou.... compra aquela Orca em Tiagra pq é mais barata que as outras marcas em Tiagra e provavelmente melhor que as outras em 105.
Quem compra por gostar das marcas tem todo o direito e é uma opção super valida, temos todos é muita dificuldade em dizer o que é melhor ou pior objectivamente.
PS eu qd falo em experimentar ou testar (e estou para marcar testes a duas para comparar com a minha peso pluma a nova revelator e a orca OMX) é 40km com sobe, desce e rola, na minha seguido, de 40km na que quero testar para comparar (colocando com o mesmo peso, as rodas não dá para serem as mesmas pois estas já são disco e a minha ainda não), não é voltinha no parque de estacionamento.
 

cou7inho

Well-Known Member
Aquele espaço entre o seat tube e o pneu fica horrivel. O pessoal que compete em Gravel vai ficar contente mas eu sinceramente não me vejo a comprar esta bike.
Eu não acho que fique horrível, mas que preferia ver o quadro quase colado ao pneu isso preferia. Dá um ar mais "agressivo".
As marcas estão a querer fazer uma bicicleta para tudo. E por isso fazem os quadros para pneus acima de 30.
Pessoalmente acho que estão a querer fazer demais em apenas uma bicicleta. Acho que quem quer uma bicicleta destas quer velocidade, performance... não está muito interessado em pneus largos "para andar num sofá".
Mas isto sou eu a pensar. Não gosto de bicicletas demasiado especializadas, mas também não quero uma que "faz tudo em geral e nao faz nada em particular".
 

Bruso

Well-Known Member
Eu não acho que fique horrível, mas que preferia ver o quadro quase colado ao pneu isso preferia. Dá um ar mais "agressivo".
As marcas estão a querer fazer uma bicicleta para tudo. E por isso fazem os quadros para pneus acima de 30.
Pessoalmente acho que estão a querer fazer demais em apenas uma bicicleta. Acho que quem quer uma bicicleta destas quer velocidade, performance... não está muito interessado em pneus largos "para andar num sofá".
Mas isto sou eu a pensar. Não gosto de bicicletas demasiado especializadas, mas também não quero uma que "faz tudo em geral e nao faz nada em particular".
Na mouche
 

joseruivo

Well-Known Member
Era preferivel trabalharem o escalonamento do que meter um cog mais pequeno (caca).
Concordo. Daqui a pouco não se vê o carreto. E deve ter um durabilidade muito boa, com a corrente a agarrar em quantos dentes de cada vez... 3?
Lembrei-me logo foi da AquaBlue, que correu com um sistema 1x11 da Sram
 

Bruso

Well-Known Member
Hummm

Vou ficar com um modelo raro!! :oops:
A própria Specialized admitiu que não há necessidade para a Venge apartir do lançamento da SL7.
“Based on the performance targets and where we landed, the Tarmac SL7 really is the complete package, and knowing that there are no compromises for the rider it is hard for us to tell anyone to go out and buy a Venge once this bike launches,” Specialized product manager Cam Piper told us on this week’s special CyclingTips Podcast.