Não há forma de pedalar confortável

Carvalhon

Well-Known Member
#23
Quando fez o bike fit não lhe mostrado se o joelho "vai excessivamente para dentro"?
É que, geralmente, isso identifica-se com alguma facilidade na avaliação biomecanica.
Não, não falámos nada disso. Mas eu tb nunca reparei, pelo que não deve acontecer... mas vou reparar com mais atenção.
 
#24
Já pensaste fazer Yoga?

Um conhecido meu também andava sempre todo empenado, e foi uma boa solução para ele, não quer dizer que seja também neste caso.
Os alongamentos e tudo o resto que se faz foram bastante benéficos no caso do meu conhecido.

Em relação ao "andares" sempre com dores, tens um trabalho de secretária? tens uma posição sentada que é correta? eu noto logo os dias que estou "menos" bem sentado ou que por alguma razão uso a mesa da sala para trabalhar, fico algo dorido, poderá ser também uma "ajuda" ao teu desconforto.
 
#27
Talvez seja da perspectiva mas nas fotos dá a sensação que tens os ombros muito "fechados/contraídos", o que poderia explicar a dormência nas mãos, em particular se a queixa fosse de ambos os lados.
De qualquer forma, se a dormência afecta só uma mão e coincide com o lado em que sentes dores na lombar, isso parece-me problema ao nível musculo-esquelético que deve ser analisado por um fisioterapeuta de desporto/alta competição. Para teres uma ideia, basta um "simples" problema de postura para desencadear todo o tipo de patologias músculo-esqueléticas que se possa imaginar, com consequências directas em qualquer prática desportiva que se tente executar.
 

Carvalhon

Well-Known Member
#29
@mussulo
Sim, dia todo sentado. Acredito que com o tempo vai enfraquecendo o corpo.
Vou seguir os conselhos, e fazer uns exercicios do core que já tinha aqui dos tempos que andava no ginásio, e fazia algum fortalecimento por causa dos joelhos, e na altura até fiquei com menos queixas. Ver se a coisa começa a melhorar daqui a umas semanitas.

@jpacheco
O meu nível é baixinho, e também treino pouco. Nas subidas a cadência é baixa e nas zonas mais rápidas tb me sinto muito "leve" por volta dos 80rpm ou mais, pelo que acabo por colocar mais uma acima e ando na casa das 75 rpm.

@bullspot
Sim, isso foi o que me disseram no bikefit. Que faço muita força no guiador e estou pouco descontraído. E até há pouco tempo, a dormência era quase sempre nas duas mãos ao mesmo tempo. Nas últimas voltas, e com esta "dor" nas costas a ficar mais presente, é que a dormência se tem manisfestado mais na mão direita.
 
#30
@bullspot
Sim, isso foi o que me disseram no bikefit. Que faço muita força no guiador e estou pouco descontraído. E até há pouco tempo, a dormência era quase sempre nas duas mãos ao mesmo tempo. Nas últimas voltas, e com esta "dor" nas costas a ficar mais presente, é que a dormência se tem manisfestado mais na mão direita.
Uma coisa é a força e a tensão que aplicas ao agarrar o guiador (e isso podes ir corrigindo, tentando relaxar os ombros e nunca esquecendo que deves fazer uma ligeira flexão nos cotovelos, nunca braços esticados), outra coisa é o peso que aplicas no guiador. Isso já não depende tanto de ti directamente mas sim do bike fit. A contração dos ombros tanto pode vir da posição das manetes (pela foto não parece muito mal mas também não tens as mãos na melhor posição para avaliar) como da distribuição de peso do teu corpo. Basta teres a zona lombar fragilizada com pouco reforço de core para que o peso do tronco recaia todo sobre as mãos e isso vai sobrecarregar tudo daí para cima: mãos, pulso, cotovelos, ombros, cervical...
De qualquer forma acho que o bike fitter devia ter feito essa análise e não limitar-se a dizer que fazes "muita força no guiador"...
 

jppina

Well-Known Member
#31
Estou a pensar neste por ter normalmente bons feedbacks, embora já tenha visto que não gostaste @jppina. Em todo o caso, se não gostar do selim, devo conseguir vender com alguma facilidade por menos uns euros, face à procura que está a ter.
A Bontrager permite testar qualquer produto deles por 30 dias e devolvê-lo se não estiveres satisfeito, por isso não é preciso inventar! Compras, testas, se te adaptares, melhor, se não te adaptares é devolver na loja antes dos 30 dias e receber o dinheiro de volta. Eu andei 28 dias com o meu, fiz vários ajustes, nunca consegui encontrar um que me satisfizesse, mas devo ser exceção porque há muita gente satisfeita!
 

Carvalhon

Well-Known Member
#32
Uma coisa é a força e a tensão que aplicas ao agarrar o guiador (e isso podes ir corrigindo, tentando relaxar os ombros e nunca esquecendo que deves fazer uma ligeira flexão nos cotovelos, nunca braços esticados), outra coisa é o peso que aplicas no guiador. Isso já não depende tanto de ti directamente mas sim do bike fit. A contração dos ombros tanto pode vir da posição das manetes (pela foto não parece muito mal mas também não tens as mãos na melhor posição para avaliar) como da distribuição de peso do teu corpo. Basta teres a zona lombar fragilizada com pouco reforço de core para que o peso do tronco recaia todo sobre as mãos e isso vai sobrecarregar tudo daí para cima: mãos, pulso, cotovelos, ombros, cervical...
De qualquer forma acho que o bike fitter devia ter feito essa análise e não limitar-se a dizer que fazes "muita força no guiador"...
Numa das vezes que lá fui, o guiador foi um pouco rodado para cima, por causa da dormência. Mas porque falas da posição das manetes? Estão como vieram de fábrica.
 
#33
Numa das vezes que lá fui, o guiador foi um pouco rodado para cima, por causa da dormência. Mas porque falas da posição das manetes? Estão como vieram de fábrica.
Sim, estamos a falar do mesmo. Quando refiro posição das manetes falo do ângulo das mesmas em relação às mãos, claro que rodando o guiador atinge-se o mesmo efeito. Se isso não resolveu o problema virá mais de cima, nomeadamente cervical. Tenta perceber se consegues flectir ligeiramente os cotovelos em andamento e relaxar/abrir mais os ombros sem exigir demasiada força de braços para manter essa posição. Se conseguires, faz uns km assim mantendo sempre a consciência de não esticar completamente os cotovelos e vê como te sentes. Se vês que isso exige muito esforço de braços é porque provavelmente falta-te a tal flexibilidade e força no core.
Em todo o caso acho que devias falar com um bom fisioterapeuta porque podes ter aí outras complicações.
 

Carvalhon

Well-Known Member
#34
Sim, realmente tenho a sensação que na posição em que não estou a pensar nisso, devo andar com os braços um pouco esticados. Uma dica no bike fit foi o de rodar as mãos um pouco para fora, o que faz flectir logo os braços. Mas não é algo natural e só me lembro disso quando já estou a ficar com as mãos dormentes. Embora ande com os braços esticados, chego sem dificuldade ás manetes deve ser mesmo postura.

Vou fazer os exercícios do core e de flexibilidade, por certo vai ajudar e montar o rolo com esta bike para fazer os testes que sugeriste num outro post.

Se não melhorar, vou ter mesmo de procurar um fisio, mas estou a tentar evitar, que isto de investir tanto numa brincadeira para andar 1x por semana, não é assim tão fácil de engolir.

Obg
 

Carvalhon

Well-Known Member
#36
Há uns anos quando tive os problemas com a corrida, e tirando a 1a lesão que teve uma causa óbiva, que foram os sapatos inadequados para pronador, o resto das lesões e queixas que permaneceram, acabaram por não ter grande explicação, até porque não corria assim tanto.

Sempre achei que era capaz de haver qualquer coisa nas costas que estava a provocar o resto dos problemas. Com isso, fiz n exames, medição dos membros, raiox às costas, tac aos joelhos, etc. Consultei vários médicos, tanto ortopedistas, como Fisiatras, ligados à componente de desporto, a fazer fisioterapia, inclusivé na parte de desporto da CUF e aqui na Amadora num centro bem conhecido e com reputação no pessoal que faz atletismo. E a verdade é que apenas atacaram os pontos com evidência de problemas, visível em diagnóstico. Nunca me foi falado, nem referido que poderia haver aqui qualquer outro problema, nem recomendado para fazer este ou aquele trabalho específico com continuidade. E acabou com a conversa que já disse atrás, do deixa lá de correr e dedica-te à natação.

Isto para dizer que muito provavelmente até acho que tens razão @Carolina, e posso até nunca ter ido ao sítio certo, ou não ter conseguido explicar-me, mas parece-me que "só" com estas queixas, e não existindo uma evidência num exame de diagnóstico, tenho muitas dúvidas que um fisioterapeuta me faça muito mais nesta fase, do que me fazer umas massagens (o que de certeza até ia ajudar) e alguns exercícios que eu próprio faço em casa... pelo menos até ver se fica pior.
 
#37
O problema da fisioterapia, segundo já me explicaram, é que tendencialmente foca-se mais no tratamento do sintoma/dor e não tanto na causa dessa mesma patologia. Por isso é que actualmente já encontras muitos fisioterapeutas com formação em especialidades complementares à fisioterapia (ex: osteopatia) que procuram ir à origem do problema.
Já tentaste procurar alguém com competências em osteopatia ou, no limite, ir a um centro de quiropraxia? Desta última não tenho experiência própria mas pelo que sei só tratam exclusivamente problemas de coluna.
 

cconst

Well-Known Member
#38
@Carvalhon há uns anos valentes (cerca de 20) aconteceu-me qualquer coisa nas costas que quase me deixou imobilizado. Fui ao hospital. RX e cenas... toma lá analgésicos e anti-inflamatórios porque não vimos nada.

A coisa não passou. Aliás. a tendência era a a piorar. Até que alguém me sugeriu ir a um endireita-marceneiro-massagista-de-clube-de-futebol-da-santa-terrinha-mestre-de-shiatsu... Eu, no desespero fui. O Sr. não tinha tabela de preços nem pedia dinheiro no final. O "paciente" deixava o seu agradecimento à saida (ele nem lhe tocava). Entrei e não me conseguia levantar e/ou deitar sozinho. Ele esteve comigo durante 1h. Nessa hora gemi, gritei e só pensava no que estava ali a fazer. À saída, após deixar voluntáriamente tudo o que tinha na carteira (60 eur)... fazia cambalhotas, rodas, saltos, abdominais,... sem qualquer dor. Até hoje.

Ele diz-me que me alinhou todo. Que tinha montes de tendões fora de sitio, contraturas tais que pressionavam os recetores nervosos causando as dores que sentia. Magia ou não. Aconteceu comigo. Também me disse que deveria ir ter com ele todos os anos e não fui. Também me disse que se continuasse a andar de bicicleta, que as dores voltavam de novo. Ainda bem que ele não sabe tudo:p

Se a medicina ocidental não tem funcionado contigo, tenta uma alternativa.

Nota:
Tendo em conta que já passou quase metade de uma vida minha depois deste episódio, é possível que esteja a romantizar um pouco... Mas lembro-me das dores. E do alívio. (e das dores durante). E hoje ando de Giant TCR 3x por semana.
 

Carolina

Well-Known Member
#40
Por algum motivo meti o vídeo do vegan cyclist ontem. Ele tinha problemas no joelho e afinal era porque os glúteos não estavam a ser corretamente utilizados durante a pedalada. Quando não tens a musculatura equilibrada, vais ter músculos a compensar outros músculos, isto provoca desequilíbrios.

Estas diferenças a nível muscular não as vais ver em exames médicos. Tem mesmo de ser alguém a olhar para o teu padrão de movimento e com o teu feedback das dores conseguir identificar possíveis músculos que não estão a cumprir a sua função. Depois é trabalhar a partir daí.

O problema será encontrar alguém que saiba o que está a fazer. Infelizmente o mais provável é teres de ir lá por trial and error.