Dores no pescoço

#1
Pessoal, nas voltas mais longas começa-me a doer um bocado a zona do pescoço e do cimo das costas. Não é que seja uma dor insuportável mas chateia um bocado e tenho receio de com o tempo arranjar algum problema mais grave. Penso que tenha haver com a posição do guiador, já que o tenho bastante baixo em relação ao selim. O problema é que já não posso adicionar mais anilhas no tubo de direcção. Já me lembrei de virar o avanço ao contrário embora não fique nada bonito. Haverá alguma outra solução?
 
#2
Como tu mesmo disseste terá a ver com o guiador, tenta virar o avanço para ver se te sentes melhor se sim saberás que é dai, verifica também a posição do selim, tenta chega-lo mais para trás ou para a frente pode minimizar as dores......mas atenção vai alterando uma coisa de cada vez para saberes de onde era o mal ;)
 
#3
Vou mesmo experimentar o avanço. O selim está na altura correcta e quanto ao setback também, se o chego mais para a frente fica no limite dos rails e depois começa a doer os joelhos. Vou virar o avanço, fica mal mas paciência, o pescoço é mais importante.
 
#4
Em ralação as dores nas costas eu também sinto mas e só durante uns 10km depois passa..Eu na minha equipa tenho um medico (endireita) que descobriu que eu tinha um pequeno desnível nas costas, depois do tratamento que ele me aplicou nunca mais senti dores durante uns tempos (tenho de ir lá outra vez ja que mudei de bicicleta e ainda trago mazelas da outra), mas como a bicicleta que eu usava era pequena também era derivado disso.. Se tiveres algum amigo que perceba disto eu aconselho a ir la porque pode ser algum mau jeito que tenhas ganho ao longo dos anos a pedalar...
 
#6
Tremoço
Primeiro deves ter o avanço um cadinho comprido. Depois o offset entre o avanço e o selim deve de ser elevado.
Mede isso e depois diz aqui ao pessoal.
Eu ando com cerca de 8.5cm de drop, penso que não seja muito. Há gajos a usar muito mais mas provavelmente também tem mais flexibilidade que eu.
 
#7
Eu ando com 8.5cm/9cm, julgo que não seja disso porque so me doi mesmo em espaços de tempo muito pequenos... Como o burning diz eu tambem não sou muito dado á flexibilidade...
 
#8
Tenho andado com ajustes na minha mas o pescoço só me chateia um pouco lá para o meio da volta, vou verificar a medida do Drop porque nunca a tinha verificado.
Mas já agora já que falaram em ajuste do Selim eu tive que puxar o meu ainda mais para trás porque me sentia desconfortavel a andar e a subir, será que não está na posiçaõ ideal, gosto de me sentir esticado mas os mais experientes em estrada o que acham??
Eu tenho duvida porque tenho medo que a mais confortavel no momento pode não ser a correcta e trazer-me problemas no futuro.
 
#9
Eu ainda ando em experiências. Vou lendo muita coisa na net mas quanto mais leio mais confuso fico. Todos já lemos aquela lenga-lenga de quanto mais mais direitos andarmos na bike, menos dores temos no pescoço e nas costas. Mas vou vendo cada vez mais ciclistas com posições "lower and longer". Grandes drops entre o selim e o guiador e bastante esticados. Pessoalmente dou-me melhor com um guiador baixo, não só a posição na bike fica melhor, como o pescoço sofre menos, mas mesmo assim ainda não cheguei à posição ideal.
 
#10
Tenho andado com ajustes na minha mas o pescoço só me chateia um pouco lá para o meio da volta, vou verificar a medida do Drop porque nunca a tinha verificado.
Mas já agora já que falaram em ajuste do Selim eu tive que puxar o meu ainda mais para trás porque me sentia desconfortavel a andar e a subir, será que não está na posiçaõ ideal, gosto de me sentir esticado mas os mais experientes em estrada o que acham??
Eu tenho duvida porque tenho medo que a mais confortavel no momento pode não ser a correcta e trazer-me problemas no futuro.
Se te sentares no selim na posição em que é mais confortável pedalar, com as mãos na parte direita do guiador e olhares para a roda da frente em que posição está o cubo da roda em relação à barra do guiador?
 
#11
Dizia o Burning Dogma. "... Mas vou vendo cada vez mais ciclistas com posições "lower and longer". Grandes drops entre o selim e o guiador e bastante esticados..."

Mas depende do objectivo desses ciclistas. Em competição interessa uma posição aerodinâmica que não prejudique o rendimento biomecânico. Muitas vezes (na maioria) não é a melhor para a saúde. Fazem-se muitas horas em cima da bicicleta, complementa-se o treino com trabalho em ginásio e isso permite que se tolere melhor do que os outros. Não é preciso ser-se um grande atleta para o fazer, basta que se tome essa opção. Para um desportista que procura a boa forma fisica, a melhor posição não é essa. Como diz o Nuno, é preciso que não traga problemas no futuro.
Moral da história: devemos ter cuidado quando olhamos para o lado e gostamos das posições que vemos pois não sabemos o trabalho que está por trás.

Para além disso, é natural que quem não está habituado a fazer estrada sinta dores que nunca tinha sentido antes. As do pescoço vêm de nos apoiarmos com os braços esticados, ficando a maior parte da força a exercer-se sobre a cervical. Se a isto adicionarmos uma posição demasiado deitada que obriga a levar a cabeça constantemente levantada para se ter uma boa visibilidade ao longe, agravamos as dores no pescoço.
Daí a pergunta do Felizardo.
 
#12
Ainda não me livrei da porcaria das dores. Noto que quand vou na bike, os músculos do cimo das costas que me doem vão sempre muito tensos. De vez em quando vou fazendo uns alongamentos em cima da bike mas mesmo assim não me livro da dor. Será que a tensão que noto nestes músculos terá haver com a largura do guiador? É que já não acredito que seja da altura do guiador, porque quer traga o avanço no cima da coluna de direcção e virado ao contrário, ou no fundo da coluna de direcção, sinto sempre estas dores.
 
#13
Um amigo meu andava com o mesmo problema, recomendei-lhe baixar um pouco o selim, ele baixou-o cerca de 1cm e nunca mais teve dores de pescoço ou costas.
Não sei se resolverá o teu caso, mas não custa nada experimentar.
Depois diz alguma coisa.
 
#14
Se te sentares no selim na posição em que é mais confortável pedalar, com as mãos na parte direita do guiador e olhares para a roda da frente em que posição está o cubo da roda em relação à barra do guiador?
Desculpa, falhei a tua pergunta, neste momento continuo sem te poder responder mas posso dizer que mudei do Avanço 120mm que tinha para 105mm e a diferença já foi bastante, porque como o Burning disse os Pró andam assim nestas posições(nem sei como) mas talvez seja já o habito profissional e posiçao de corrida!!
Mas quando tiver a possiblidade(daqui a 3 semanas) eu digo algo até para saber o que querias dizer, OK? Abraço
 
#15
Desculpa, falhei a tua pergunta, neste momento continuo sem te poder responder mas posso dizer que mudei do Avanço 120mm que tinha para 105mm e a diferença já foi bastante, porque como o Burning disse os Pró andam assim nestas posições(nem sei como) mas talvez seja já o habito profissional e posiçao de corrida!!
Mas quando tiver a possiblidade(daqui a 3 semanas) eu digo algo até para saber o que querias dizer, OK? Abraço
Não há problema nenhum. Posso inclusivamente dizer-te o porquê da minha pergunta. Há uma regra para ajudar a determinar se o guiador está a uma distância aconselhável que diz simplesmente que um ciclista na posição que eu descrevi não deve conseguir ver o cubo da roda pois este aparece tapado pelo guiador. Quanto muito deve ver uma pequena parte do cubo antes do guiador. Obviamente a regra é uma aproximação, cada pessoa é diferente bla bla bla ;)
No entanto, dá para detectar casos extremos e corrigi-los convenientemente.
 
#17
Este tópico já tem uns aninhos, mas em virtude de andar com um problema do género "dor cervical" resolvi reabri-lo.
De à um ano a esta parte tenho dado umas boas voltas de bicicleta, normalmente duas a três voltas por semana, sendo que normalmente que ao fds a voltinha ultrapasse os 100 km.
Este Inverno deparei.me com uma dor na perna, não sendo uma dor insuportável, era bastante desagradável, inclusivamente fui fazer uma ecografia e estava tudo.
Com algumas afinações na bike e com o uso de roupa mais quente a situação foi ultrapassada, porém agora normalmente a partir das 2h45 / 3h00 começo a ficar com uma dor na cervical bastante forte, por vezes com algum exercício de alongamento a “coisa” melhora, mas é uma dor mesmo chata.
Já fiz imensos testes e muito googlei…altura do selim, guiador, avanço…
Após alguns conselhos resolvi mudar o avanço de 90mm para 110mm, contrariamente ao que tenho pesquisado de acordo com um “bike fit” esta poderia ser uma solução (avançar mais o selim colocando um avanço maior).
Ainda só dei uma volta com esta configuração, mas com cerca de 2h00 de viagem a dor surgiu…, amanhã vou fazer outro teste e depois digo qq coisa.

Boas pedaladas,

Carlos Duarte
 
#19
Olá Pratoni,

Provavelmente não me expliquei bem, eu já fiz um “bike Fit” e fiquei bastante melhor após o mesmo, pois a dor que tinha com frequência num tendão da perna esquerda desapareceu e a dor na cervical melhorou bastante, só aparecendo normalmente a partir das 02h45/3h00 de cada volta.
Porém , de acordo com o bike fit eu deveria ter um avanço um pouco maior, pois dessa forma podia avançar um pouco o selim (tinha 6,3 cm de recuo em relação ao centro pedaleiro), efectuei então a alteração do avanço de 90 mm para 110 mm, para não fazer grande mossa avancei o selim 1 cm, ficando com 5,3 cm de recuo.
No último domingo fui dar uma volta e acontece que a dor apareceu ainda antes das 2h00 de viagem…
Hoje fui dar mais uma voltinha, tendo avançado o selim mais 1 cm, ficando com um recuo de 4,3 cm e a dor apareceu ainda antes de 1h00 de viagem…portanto creio que estou a “trabalhar” no sentido inverso, antes de tirar este avanço ainda vou fazer mais uma experiência ou duas e a próxima vai ser colocar o selim com 6,3 cm de recuo…vamos ver ;)
Só para terem uma ideia as minhas medidas são estas:
Altura 1,744
Altura do Cavalo 0,82cm
Actualmente a altura do selim está nos 72,5cm (comprimento das alavancas do pedaleiro 170 mm)
Altura do selim ao solo 96,5cm
Altura do guiador 92cm
Distância da ponta do selim / guiador 51,5cm (do centro selim 65,5cm) … e aqui é que me parece que está o gato…
Quadro da bicicleta 54

Boas pedaladas :cool:

Carlos Duarte
 

pratoni

Well-Known Member
#20
Olha que um avanço de 90mm para 110mm ainda são dois centímetros. Não terá sido muito?

Pelo que relatas aumentaste a distância do selim à ponta do avanço (os 2 cms do avanço) e tens tentado diminuir para compensar, tendo chegado à mesma distância que antigamente.

Experimenta voltar a colocar o avanço antigo com o selim na posição actual e vê se não notas melhorias, porque ficarás menos esticado e com uma posição mais vertical...

Pelo que tenho lido, é mais importante encontrar a posição do selim para se colocar as pernas numa posição optimizada para a pedalada e só depois é que se ajeita o avanço...