Ciclismo vs Tabaco

#1
Boa amigos do pedal

Há quase 30 anos que ando nestas lides do cicloturismo e nunca vi nada com há umas semanas atrás. Fui fazer um passeio médio sem dificuldades (65 kms), mesmo só para desenferrujar, com um grupo de amigos. Entre nós ia um outro companheiro que eu não conhecia muito bem. A meio paramos num café. Cada um comeu ou bebeu qualquer coisa e qual não foi o meu espanto quando vi esse colega a puxar dum cigarro e fumá-lo prazerosamente. Não disse nada, mas pensei com os meus botões: "Mas que grande crime está este esperto a fazer..." Mas o que mais me espantou, foi na semana seguinte ele e mais uns companheiros fizeram VNGaia - Fátima - Fátima - VNGaia num dia. A partir daquele momento as minhas convicções de não fumador (nunca fumei) foram um pouco colocadas em questão, e ficaram ainda pior quando na semana seguinte aconteceu o que já vos disse. Coloco a pergunta, ao pessoal entendido nesta matéria, se é possivel conciliar as duas coisas? Eu continuo a achar que não mas... depois de ver o que vi... ou é assim tão vulgar e sou eu que estou "ultrapassado"?
 
#2
Pois, pelos vistos aquele Manel, não só vai conseguindo conciliar o desporto com o tabaco como forçosamente com todas as outras actividades, até o dia em que se torna tudo inconciliavel.

Só por si, parece que o tabaco mata, não é o que está escrito nas embalagens? Achas que já não mata se andares de bicicleta?
O homem deve estar tão viciado que não resiste à tentação. Se fosse eu tentava dissaudi-lo.
 
#3
É tudo relativo. Depende do quanto fuma. É certo que fumar, reduz a capacidade pulmonar, logo afecta o exercício físico. Agora se o senhor, que não é profissional, fumar meia dúzia de cigarros dias (e muita malta que consegue), não lhe fará certamente grande mal. Quanto a mim fui fumador durante anos, de dois maços/dia, e a mim fazia-me diferença.
 
#4
Pois eu tambem concordo que a factura está a ser feita neste momento e um dia coloca-se à cobrança. Ele já é conhecedor da questão até porque já tem idade para isso (anda nos 30as). Mas o que me espanta é como consegue estas proezas, e pelos vistos no BTT ainda é melhor.:confused:
 
#5
Também tenho um tipo no meu grupo que parece uma chaminé e já vai na casa dos 50. Anda que se farta. Costumo dizer-lhe :
"Andas bem, mesmo fumando? Imagina se não fumasses!!!!!)

Estou eu para aqui a criticar o homem que fuma, mas tenho o lindo hábito de a meio ou no fim de uma longa passeata de estrada emborcar umas belas bejecas, sei que não será a mesma coisa, mas também não fará lá muito bem. mas isso já é off-topic.
 
Last edited:

SLM

New Member
#6
Desde quando é preciso parar para puxar de um cigarro...menino:p



Fosse a diminuição do rendimento a pedalar o pior dos males;)
 
#7
Também eu fumei durante muitos anos (17) e tenho a certeza absoluta que o tabaco restringe o aparelho cardio vascular. Deixei fumar quando decidi fazer algum desporto. Para mim, não são compatíveis.

Porém conheço bastante gente que não troca o prazer de um cigarro por nada e não quer saber de rendimento desportivo para nada, até porque não andam a pedalar para ganhar medalhas e também compreendo isso. Se o cigarro não desse prazer... ninguém fumava.

Também eu, assim como o Fuel100, bebo a minha cervejola quando pedalo e o mais engraçado é que até nem sou grande apreciador, ou seja, praticamente só bebo uma cerveja com os amigos a pedalar. Contra senso? Não. è quando me dá mais prazer.

Abraço
 
#8
As pessoas não são todas iguais e basta ele ter uma capacidade maior a nivel pulmunar para conseguir aguentar melhorzito... Agora te digo... num nivel de competição, é impossivel. Para as voltinhas é cm te digo, pode ter mais capacidade, pode até ser devido ao habito.. Mas obviamente que limita.

Se conseguissemos arranjar 2 individuos exactamente iguais com a diferença de um ser fumador e outro não, o fumador ira ter muito menor capacidade de armazenamento de oxigenio nos pulmões e consequentemente cansar-se-ia mais rapidamente pois o corpo iria precisar de quantidades de oxigenio que ele não consegue por nos pulmões, devido à obsturção dos pulmoes com nicotina, alcatrão... e todas essas coisas que os cigarros têm.
 
#11
Fui atleta federado de futebol e andebol e nesses tempos era um fumador moderado. Mais tarde, quando o futebol já só se limitava ao Inatel e às jogatanas de futebol de salão aos sábados à tarde tornei-me consumidor de um maço e meio por dia. Viciadinho a sério.:mad: Um dia, com um filho de três meses em casa, achei que não tinha o direito de o sujeitar a respirar aquele ar impuro e resolvi deixar de fumar. De um dia para o outro e isso coincidiu mais ou menos, por mera coincidência, com a época em que comecei a fazer cicloturismo com uma certa regularidade. Que bem que eu me sentia quando ao domingo de manhã pegava na bicicleta e respirava aquele ar matinal fresco e puro!...:) Os anos foram passando, claro que nunca mais na vida peguei num cigarro e hoje até me custa a imaginar um tipo a fumar um cigarro a meio de um passeio de bicicleta...:eek: Por mim, seria absolutamente incapaz e não tenho nenhuma dúvida de que isso é fortemente danoso para a saúde, mas cada um sabe de si...:eek:
 
#12
Desde sempre ke tive uma forte ligaçao com o desporto,nada de muito especifico e a um nivel profissional,mas sempre a praticar........aos 16 anos comecei a fumar e foi até aos 32 sem parar.....na minha área profissional,posso-vos garantir que é muito stressante e puxado fisicamente,e nunca nada nem ninguem me demoveu de fumar,só havia uma pratica desportiva na qual eu no final da mesma nao conseguia fumar....era na nataçao,e pla unica razao ke com o cloro,o cigarro se tornava insuportável.....do resto era sempre a "aviar"...............ate ke por mim e só por mim,consegui deixar de um dia pro outro sem recurso a medicamentos ou métodos alternativos.............basta teimosia :) posso dizer ke estou muito melhor,tenho mais resistencia,mas nao á dia ke passse ke nao me lembro como certos cigarros me sabiam tao bem..........já lá vao 5 anos,feitos nesta passagem de ano................e tenho a certeza de ke um dia vou voltar a fumar,talvez kuando isto do desporto pra mim deixar de fazer sentido............
 
#13
Ora bem, eu tambem sou mais um ex-fumador, e tambem acho que estes dois não são compatíveis.
Pois quando fumava (1 maço por dia) não conseguia subir 10 escadas sem deitar a língua de fora.
Já deixei de fumar á quase 4 anos, fumei durante 10...aqui á dias tornei a fumar um cigarro e dei graças a Deus por me ter sabido mal.
 
#14
Ora bem, eu tambem sou mais um ex-fumador, e tambem acho que estes dois não são compatíveis.
Pois quando fumava (1 maço por dia) não conseguia subir 10 escadas sem deitar a língua de fora.
Já deixei de fumar á quase 4 anos, fumei durante 10...aqui á dias tornei a fumar um cigarro e dei graças a Deus por me ter sabido mal.
És um ganda maluco luisbiclas:D tenho a certeza de ke se voltasse a tocar num cigarro,:rolleyes: uiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii,como tinha dito no meu post,desde há 5 anos nunca mais nem por brincadeira voltei a tocar num cigarro;)
 
#16
Boas,

Não considero que voltar a tocar num cigarro seja um risco, eu deixei de fumar a cerca de sete meses, muito recente portanto e no outro dia tentei fumar um cigarro e soube tao mal que tirei de vez da cabeça voltar a fumar, para já é esta a ideia que tenho.

Cumps,
 
#17
Eu já vou na terceira tentativa de deixar de fumar. As outras vezes fumava um cigarro por brincadeira e depois tornava a pegar o vicio. Agora estou decidido a deixar de vez, tudo porque melhorar a minha saúde e porque decidi andar na minha fininha.
 
#18
Eu fumei durante 30 anos, deixei de fumar a um ano e nove meses.

Se faz diferença no desporto? Eu acho que sim, as subidas que o digam. :p

Enquanto um gajo é novo e pratica um desporto regularmente não nota uma grande diferença. Agora
no meu caso que tive seis anos sem fazer qualquer desporto, quando recomeça, uuiiiiiii.

Quando comecei a andar de bicicleta (á 3 anos) também cheguei a fazer o que o colega relata, tomava um cafézinho e puxava pelo cigarro, depois nas subidas não conseguia acompanhar pessoal com mais
10 e 15 anos que eu. Por estas e por outras é que resolvi deixar de fumar, e hoje sinto-me melhor.

Se me acontece apetecer fumar?

Uii, muitas vezes, mas acho que se pegar no cigarro já não o largo tão depressa, por isso é
melhor não experimentar.

Reis
 
#19
Eu fumei durante 12 anos (+/- 1 maço por dia) e sempre tive uma vida 100% sedentária e também fiz algumas tentativas para deixar, mas sem sucesso. Em junho de 2008, depois de um fim de semana de alguns copos (muito pouco mesmo) e apenas um maço de cigarros para sexta e sábado, passei um domingo inesquecível com o coração acelerado, perda de equilíbrio e sensação de desmaio. Pensei que me ia dar alguma coisa muito má e foi quando deixei de fumar. Quinze dias depois comprei uma btt em segunda mão para me obrigar "a levantar do sofá" e mudar de vida.
Nunca mais toquei num cigarro e tenho feito desporto regularmente (comprei a fininha há cerca de 1 ano, treino à semana e ao fim de semana faço cerca de 100kms) mas a verdade é que ainda sinto os efeitos do tabaco. Ainda sinto dificuldades respiratórias nalgumas subidas.
O que posso dizer ao pessoal que fuma é que me arrependo de ter deixado o vício apenas depois de ter apanhado um susto. Aquele dia foi tão mau que nem sequer me custou deixar de fumar. Eu adorava o fumo e o sabor do tabaco e desde esse dia que nunca senti a mínima vontade de inalar fumo.