Nutrição

Mafioso

Well-Known Member
Não entendo como alguem que parece estar tão focado em aprender e evoluir mas não quer comprar desde logo um powermeter...
Contra mim falo que eu também não tenho, mas eu só ando pelo o prazer da bicleta e pela bola de berlim a meio da volta.
 

Trizade

Well-Known Member
Não entendo como alguem que parece estar tão focado em aprender e evoluir mas não quer comprar desde logo um powermeter...
Contra mim falo que eu também não tenho, mas eu só ando pelo o prazer da bicleta e pela bola de berlim a meio da volta.
Percebo e eu não seria capaz de treinar sem um. Mas é possível treinar e bem sem um powermeter, por isso não vou por aí...
Mas percebo o teu ponto de vista.
 

NULL

Moderador
Staff member
Percebo e eu não seria capaz de treinar sem um. Mas é possível treinar e bem sem um powermeter, por isso não vou por aí...
Mas percebo o teu ponto de vista.

Concordo que seja possível treinar bem sem potênciómetro, mas não é para qualquer um. Requer muita experiência e saber, o que, manifestamente, não é o caso.
 

Trizade

Well-Known Member
Concordo que seja possível treinar bem sem potênciómetro, mas não é para qualquer um. Requer muita experiência e saber, o que, manifestamente, não é o caso.

Também é verdade. Mas como é um investimento significativo eu só quis dizer que é possível treinar sem potenciómetro.
Mas sim, tendo em conta a pessoa de quem falamos, talvez fosse o melhor investimento que poderia fazer... (ou o 2º melhor, já que o 1º seria um treinador, ou pelo menos alguém que lhe fizesse uma avaliação física em condições para estabelecer zonas de treino... No minimo isso...)
 

elchocollat

Well-Known Member
Zonas à toa, percentagens mal calculadas, alimentação falada à toa (sim porque não é só no momento de andar de bicicleta que conta... À mesa é que são elas!), bater na tecla da cadência e alimentação a cada 3 posts. Vira o disco e toca o mesmo.

Ou sou eu que sou impaciente (que tenho a minha dose) ou algo aqui não está a fazer sentido... E cá para mim é a desorientação (que pode ser normal) do user.

Planos de treino e planificações demoram a fazer, é preciso conhecimento não só teórico, mas prático (muitas tentativas, análises, afinações) e individual (conhecer-se relativamente bem ao ponto de saber o que se necessita para ultrapassar certas adversidades). Mas sobretudo tempo e paciência.

Vir aqui com receitas é meio caminho andado para a desgraça.
Aqui neste tópico por enquanto só se precisa de andar de bicicleta e desfrutar.
Meter desafios e completá-los.

Por enquanto na minha opinião tudo o resto é demasia. Comer de hora a hora uma barra a sério e isostar e chega. E ter tento à mesa, que não sabemos se há.

Somo tão felizes quando simplesmente aproveitamos as coisas :)
 

WIND2021

Active Member
questão? treino

numa volta circular que tenho próximo de casa de 5km sensivelmente:
faço 2km com talvez 5% média, com pequenas partes de 7% máximo
depois desço 1km com 17% máximo
e volto ao início com 2km em plano

fazendo neste sentido que estou a dizer com máximo rpm a subir os 2km, atingindo talvez 80rpm ou mais com a mudança mais leve, procuraria os batimentos máximos talvez 170bpm e depois entrava na parte do descanso...
por norma esta rampa tem dado talvez 7 minutos a fazer...

em treino poderia fazer isto talvez 4 repetições

o que estaria a trabalhar aqui?
penso que as voltas/treinos com zonas 1 e 2, com duas ou três horas, servem mais para consolidar, e preparar músculos para resistir a maiores distâncias apenas.

passado talvez 4 treinos assim, poderia colocar uma mudança mais pesada a seguir, e tentar chegar à mesma cadência e bpm 170 máximo, como na anterior.

Poderia ser isto um método de treino?

Sem nunca descuidar, uma vez por semana pelo menos uma volta na ordem dos 100km

Opiniões?

Boa tarde,

Fiz este modelo de treino para perceber onde podia influenciar.
Penso que se chama tempo com trabalho cadencia.
Consistia em dez minutos aquecimento, zona 1 ou 2.
Depois volta circular com cerca de 2km a subir, 1 a descer e 2 plano.

Este percurso circular seria feito com dificuldades crescente.
Requisitos 170 FCmax, 70 rpm mínimo
1a subida transmissão 34/24 sempre acima de 80 rpm e FCmax 165 7:40
2a subida transmissão 34/21 pontualmente baixou a 78 rpm e FCmax 165 7:20
3a subida transmissão 34/18 baixou a 68 mas a maioria da rampa foi a 76 e FCmax foi a 168 7:20
4a subida livre transmissão 50/24 alternando com 34/21 conforme inclinação rpm baixou a 62 mas a maioria feito em torno das 70rpm batimentos foram até 174 e sempre próximos dos 170 para 7:12 tempo.

Depois faço o regresso a casa penso que em zona 2 para mim, na ordem dos 120 a 130 bom.

Ilações a tirar..
Os três primeiros só senti esforço nos adutores, talvez por rpm mais elevados, o quarto foi no músculo anterior da coxa, talvez pelo peso que fiz a pedalar.
Batimentos sobem mais rápido no último percurso, pelo peso da mudança, mas também por alterar mudanças.

Penso que o trabalho que tenho feito sempre e desde há um ano será para construir músculo e coração em geral.

O que fiz nas 3 primeiras rampas serve para baixar batimentos com inclinação e intensidade e reforça adutores.

Vi alguns artigos de alguns sites e pessoas que referem e constato que o trabalho que tenho feito é o que eles referem em planos de treino para sábado ou domingo, com 3 a 5 horas de duração e que referem ser cardio, ou recuperação ou endurance.

Esses autores tem por exemplo dois ou três treinos específico de uma hora durante a semana e ao fim de semana fazem os treinos de maior duração.



Estou a analisar bem?
Opiniões
Também interessa sobretudo que no geral se melhore e não o contrário...
 

Trizade

Well-Known Member
Tudo muito bonito e tal, mas diz-me lá:


Boa tarde,

Fiz este modelo de treino para perceber onde podia influenciar.
Penso que se chama tempo com trabalho cadencia.
Consistia em dez minutos aquecimento, zona 1 ou 2.
Depois volta circular com cerca de 2km a subir, 1 a descer e 2 plano.

Onde arranjaste este treino?
Foi algum treinador? "Sacaste da net?"



Requisitos 170 FCmax, 70 rpm mínimo
1a subida transmissão 34/24 sempre acima de 80 rpm e FCmax 165 7:40
2a subida transmissão 34/21 pontualmente baixou a 78 rpm e FCmax 165 7:20
3a subida transmissão 34/18 baixou a 68 mas a maioria da rampa foi a 76 e FCmax foi a 168 7:20
4a subida livre transmissão 50/24 alternando com 34/21 conforme inclinação rpm baixou a 62 mas a maioria feito em torno das 70rpm batimentos foram até 174 e sempre próximos dos 170 para 7:12 tempo.

Onde foste a estes requisitos? Fizeste algum teste para testar a tua FCmax? O teu LTHR?
Como sabes que tens de trabalhar a 170bpm? Ou 140? Ou 70????
E deixa de te focar na transmissão...
Depois faço o regresso a casa penso que em zona 2 para mim, na ordem dos 120 a 130 bom.

Lá está. Como sabes que 120 a 130 é zona 2 para ti? Fizeste algum teste para definir zonas de treino?

Ilações a tirar..
Os três primeiros só senti esforço nos adutores, talvez por rpm mais elevados, o quarto foi no músculo anterior da coxa, talvez pelo peso que fiz a pedalar.
Batimentos sobem mais rápido no último percurso, pelo peso da mudança, mas também por alterar mudanças.

Penso que o trabalho que tenho feito sempre e desde há um ano será para construir músculo e coração em geral.

O que fiz nas 3 primeiras rampas serve para baixar batimentos com inclinação e intensidade e reforça adutores.
Nem vou comentar esta parte...
Vi alguns artigos de alguns sites e pessoas que referem e constato que o trabalho que tenho feito é o que eles referem em planos de treino para sábado ou domingo, com 3 a 5 horas de duração e que referem ser cardio, ou recuperação ou endurance.

Esses autores tem por exemplo dois ou três treinos específico de uma hora durante a semana e ao fim de semana fazem os treinos de maior duração.

Que sites? Que pessoas?
Pegaste na 1ª coisa que leste e decidiste que era bom para experimentares? Ok...
Opiniões

Ok, aqui vai....

Já te disseram inúmeras vezes o que vou dizer, mas parece que está difícil de entenderes e sinceramente, já começas a parecer aquele gajo que apareceu aí, o komquistador, sempre a trollar...
É que as pessoas estão genuinamente a tentar-te ajudar, a dar conselhos e parece que não queres ouvir porque já tens a "cabeça feita" para o que queres e é irrelevante estar aqui a sugerir coisas pois está visto que vais ignorar...
Mas eu "mordo o isco" e vou dar a minha opinião e os meus conselhos pela última vez porque isto já começa a cansar sinceramente...


1- Para os objetivos que tens (acabar 100km sensivelmente em 4h em vez de 5h) podes perfeitamente continuar a treinar como andavas a treinar focando só em alimentar-te melhor e em aumentar um pouco a cadência. E mais nada... Esta conversa devia acabar por aqui, mas tu já meteste o treino intervalado na cabeça por isso...

2- A ver se percebes de uma vez por todas que isto não basta fazer "copy paste" dum treino dum gajo qq da net, e ler um ou 2 artigos sem base científica nenhuma e de repente ficas a treinar que nem gente grande e vais evoluír como se não houvesse amanhã...
Se queres mesmo treino intervalado então tens de fazer pelo menos uma avaliação física para definir zonas de treino!!! Se não fazes isto, podes dizer que fizeste isto ou aquilo,, treinaste asssim ou assado, que não interessa para nada pois muito provavelmente estás com as zonas de treino todas erradas!!!
Por isso, ou pesquisas à séria como testares e fazes sozinho (o que não aconselho), ou vais a um treinador para pelo menos ele te fazer uma avaliação física para pelo menos saberes as tuas zonas de treino... Isto é o mínimo...

Sem conhecimento nenhum de treino, de fisiologia do esforço, de nada, queres de repente passar a treinar de uma forma estruturada mas não queres fazer as coisas como deve ser... Estás a saltar etapas, e isso vai-te custar caro quando rebentares por overtraining, ou entrares em burnout. Acredita no que te digo...

Mais que isto não posso dizer e sinceramente, de mim acabaram-se os conselhos, pois se não ligas a isto, não vais ligar a mais nada que alguém te diga neste tópico, por isso não vale a pena estar aqui a gastar o nosso latim e o nosso tempo a tentar ajudar-te se tu vais ignorar o que te estão a dizer e vais fazer a tua própria cena...
 

NULL

Moderador
Staff member
Tudo muito bonito e tal, mas diz-me lá:



Onde arranjaste este treino?
Foi algum treinador? "Sacaste da net?"



Onde foste a estes requisitos? Fizeste algum teste para testar a tua FCmax? O teu LTHR?
Como sabes que tens de trabalhar a 170bpm? Ou 140? Ou 70????
E deixa de te focar na transmissão...


Lá está. Como sabes que 120 a 130 é zona 2 para ti? Fizeste algum teste para definir zonas de treino?


Nem vou comentar esta parte...


Que sites? Que pessoas?
Pegaste na 1ª coisa que leste e decidiste que era bom para experimentares? Ok...


Ok, aqui vai....

Já te disseram inúmeras vezes o que vou dizer, mas parece que está difícil de entenderes e sinceramente, já começas a parecer aquele gajo que apareceu aí, o komquistador, sempre a trollar...
É que as pessoas estão genuinamente a tentar-te ajudar, a dar conselhos e parece que não queres ouvir porque já tens a "cabeça feita" para o que queres e é irrelevante estar aqui a sugerir coisas pois está visto que vais ignorar...
Mas eu "mordo o isco" e vou dar a minha opinião e os meus conselhos pela última vez porque isto já começa a cansar sinceramente...


1- Para os objetivos que tens (acabar 100km sensivelmente em 4h em vez de 5h) podes perfeitamente continuar a treinar como andavas a treinar focando só em alimentar-te melhor e em aumentar um pouco a cadência. E mais nada... Esta conversa devia acabar por aqui, mas tu já meteste o treino intervalado na cabeça por isso...

2- A ver se percebes de uma vez por todas que isto não basta fazer "copy paste" dum treino dum gajo qq da net, e ler um ou 2 artigos sem base científica nenhuma e de repente ficas a treinar que nem gente grande e vais evoluír como se não houvesse amanhã...
Se queres mesmo treino intervalado então tens de fazer pelo menos uma avaliação física para definir zonas de treino!!! Se não fazes isto, podes dizer que fizeste isto ou aquilo,, treinaste asssim ou assado, que não interessa para nada pois muito provavelmente estás com as zonas de treino todas erradas!!!
Por isso, ou pesquisas à séria como testares e fazes sozinho (o que não aconselho), ou vais a um treinador para pelo menos ele te fazer uma avaliação física para pelo menos saberes as tuas zonas de treino... Isto é o mínimo...

Sem conhecimento nenhum de treino, de fisiologia do esforço, de nada, queres de repente passar a treinar de uma forma estruturada mas não queres fazer as coisas como deve ser... Estás a saltar etapas, e isso vai-te custar caro quando rebentares por overtraining, ou entrares em burnout. Acredita no que te digo...

Mais que isto não posso dizer e sinceramente, de mim acabaram-se os conselhos, pois se não ligas a isto, não vais ligar a mais nada que alguém te diga neste tópico, por isso não vale a pena estar aqui a gastar o nosso latim e o nosso tempo a tentar ajudar-te se tu vais ignorar o que te estão a dizer e vais fazer a tua própria cena...

Eu já tinha chegado a essa conclusão há algum tempo... este tópico entrou em loop...
 

jpacheco

Well-Known Member
Deixem o user entreter-se :cool: Mesmo um treino "mal feito" ou mal desenhado e nos patamares incorrectos sempre é um "melhor treino" do que não fazer nada. Li na diagonal e só tenho a dizer o seguinte, o pulso, o coração é um músculo "preguiçoso", ele demora algum tempo a chegar aos valores normais. Se fizeres a subida com a mesma intensidade das 4 vezes é normal na ultima serie o pulso médio ser ligeiramente superior. A menos que tenhas alguém a picar-te para medir o lactacto nunca terás uma zona certa de pulso para treinar correctamente. O pulso varia bastante dependo de muitas variáveis. Eu pelo menos sinto isso e vejo isso agora melhor que tenho power meter. E tu só vais conseguir perceber isso se tiveres powermeter também.

Eu antes de o ter fazia o seguinte: depois de aquecer, mandava um ataque de 1minuto a ganir, acabar bem mortinho, até onde o pulso subi-se...retirava 10bpm/12bpm para ter uma referência aproximada do meu limiar. Imaginando que chegava aos 172bpm, descia para 162 e sabia que podia andar ali um periodo sensivelmente longo.

Isto para fazeres series no limiar. Para veres qual será o teu deverias fazer um treino "um teste de lactato" LTHR.
Este menino parece explicar bem o que tens que fazer
 

Bruso

Well-Known Member
Enquanto não melhorares a tua cadência os únicos treinos intervalados que devias fazer (e já aqui o disse) é séries com cadência mais alta. Não importa os BPM, velocidade etc. O que importa é dominar a técnica para começar. Tu pedalas lento porque provalvemente não tens técnica para pedalar mais rápido. Treina esse aspeto primeiro.
Quando conseguires fazer 10min a mais de 90rpm então podes começar a pensar em treino estruturado.

Também dou por encerrado a minha participação neste tópico.
 

WIND2021

Active Member
Deixem o user entreter-se :cool: Mesmo um treino "mal feito" ou mal desenhado e nos patamares incorrectos sempre é um "melhor treino" do que não fazer nada. Li na diagonal e só tenho a dizer o seguinte, o pulso, o coração é um músculo "preguiçoso", ele demora algum tempo a chegar aos valores normais. Se fizeres a subida com a mesma intensidade das 4 vezes é normal na ultima serie o pulso médio ser ligeiramente superior. A menos que tenhas alguém a picar-te para medir o lactacto nunca terás uma zona certa de pulso para treinar correctamente. O pulso varia bastante dependo de muitas variáveis. Eu pelo menos sinto isso e vejo isso agora melhor que tenho power meter. E tu só vais conseguir perceber isso se tiveres powermeter também.

Eu antes de o ter fazia o seguinte: depois de aquecer, mandava um ataque de 1minuto a ganir, acabar bem mortinho, até onde o pulso subi-se...retirava 10bpm/12bpm para ter uma referência aproximada do meu limiar. Imaginando que chegava aos 172bpm, descia para 162 e sabia que podia andar ali um periodo sensivelmente longo.

Isto para fazeres series no limiar. Para veres qual será o teu deverias fazer um treino "um teste de lactato" LTHR.
Este menino parece explicar bem o que tens que fazer
Obrigado por todo o apoio.

Já fiz este teste,

Durante 20 minutos o máximo foi 181, com média de 172bpm.
Na altura com uma cadência bem mais lenta do que o que tenho estado a fazer.

Obrigado.
 

cafigueira

Well-Known Member
Quanto a bpm, eu olho com frequência para o GPS.
Simplesmente como me senti bem na forma como estava a fazer a prova, não fiz essa leitura na hora, e provavelmente devia ter a noção pelo fator calor.
Não tive qualquer problema a respirar, ou cansaço até aos 40km, até aparecer caimbras de repente.
Da mesma forma em outras voltas, raramente tenho essas dificuldades respiratórias, a não ser em zonas de 15 por cento ou mais, e não preciso de ter a mais leve. Por isso regulo por cadência que levo e a mudanças que levo.
Por exemplo, trabalho frequente os dez por cento com 60 rpm com transmissão 34/21 e não tenho grande problema a respirar. Dessa inclinação para cima a rotação diminui e tenho de colocar outras mas tenho espaço de manobra.
Pelas sugestões que tenho recebido, se fosse na mais leve no mesmo tipo de subida, faria provavelmente em 80 rpm.
pois eu também sou da opinião que devias aumentar a cadência, despois de te habituares vais ver que sobes muito melhor e mais rápido, uma vez que a força tens, para subir com essa cadência.
No meu caso quando a cadência chega a 60 sem ir em pé, ou é pk vou a acompanhar alguém e vou a um ritmo baixo, ou é muito mau sinal :S (empeno).
Faz como te aconselharam e aumenta a cadência.
 

WIND2021

Active Member
pois eu também sou da opinião que devias aumentar a cadência, despois de te habituares vais ver que sobes muito melhor e mais rápido, uma vez que a força tens, para subir com essa cadência.
No meu caso quando a cadência chega a 60 sem ir em pé, ou é pk vou a acompanhar alguém e vou a um ritmo baixo, ou é muito mau sinal :S (empeno).
Faz como te aconselharam e aumenta a cadência.
Ok obrigado pela sugestão.
Desde dia 12, todos os treinos fiz com mais de 70 rpm. Mas estou a tentar perceber, para não perder forma física, como e de que forma será melhor para evoluir.
Amanhã, sábado e domingo vou tentar 3 treinos diferentes para compreender.
Tenho procurado opiniões para definir isto.
Até 12 de junho faria 3 treinos por semana com 100km ou mais, a tentar atingir uma velocidade média...
Agora essa velocidade baixa e eu não fico assim tão cansado por enquanto aumentando a cadência.
Mas eu chego lá.
Se é mantendo os percursos, aliviando mudanças e subindo cadência até conseguir mesmos resultados de tempo, ou fazendo percursos mais curtos com treinos diferentes.
Também há uns planos endurance na cycling weekly que achei interessante para 10 semanas e não devem fazer muito mal.
Já li um artigo a falar sobre isto, onde o fundamental em montanha é não baixar de 60rpm, e para isso costumo ter folga...
Obrigado pelos esclarecimentos
 

cafigueira

Well-Known Member
Ok obrigado pela sugestão.
Desde dia 12, todos os treinos fiz com mais de 70 rpm. Mas estou a tentar perceber, para não perder forma física, como e de que forma será melhor para evoluir.
Amanhã, sábado e domingo vou tentar 3 treinos diferentes para compreender.
Tenho procurado opiniões para definir isto.
Até 12 de junho faria 3 treinos por semana com 100km ou mais, a tentar atingir uma velocidade média...
Agora essa velocidade baixa e eu não fico assim tão cansado por enquanto aumentando a cadência.
Mas eu chego lá.
Se é mantendo os percursos, aliviando mudanças e subindo cadência até conseguir mesmos resultados de tempo, ou fazendo percursos mais curtos com treinos diferentes.
Também há uns planos endurance na cycling weekly que achei interessante para 10 semanas e não devem fazer muito mal.
Já li um artigo a falar sobre isto, onde o fundamental em montanha é não baixar de 60rpm, e para isso costumo ter folga...
Obrigado pelos esclarecimentos
Eu só acabei de ler tudo agora a pouco, e como já te disseram esquece os planos de treinos e tudo o resto, assim como as velocidades médias, tu tens uma coisa que precisas de evoluir/melhorar antes de passares para isso, que é a cadência, mesmo 70 é muito baixo, é estas a falar em média de uma volta, e isso é muito baixo até se fosse só numa subida. Podes estar habituado a subir assim, mas se te habituares com cadências mais altas vais subir melhor, poupar os joelhos, e como tempo subir muito mais rápido. Eu não sou exemplo para ninguém, mas quando comecei a andar também andava com relações pesadas, e gabava-me de subir em grande, e ia quase parado na subida mas ia na taleiga (burrice minha). depois de subir em cadência sobe-se mais fácil e mais rápido, e digo-te mais em cadência consegue-se mais potência por experiência própria, pode ser difícil manter a cadência elevado com muita potência, mas depois como tempo podes intervalar (eu no meu caso quando esta difícil meto duas a baixo e subo um pouco em cranks, depois volto á cadência) mas se não estiveres habituado à cadência alta é-te difícil fazer assim.
Por isso como já te disseram treina cadência, e quando conseguires fazer uma volta com 2/3H com cadência na casa dos 85rpm varias vezes depois podes pensar e estruturar o treino.
Podes considerar que a cadência é o teu calcanhar de Aquiles.
 

WIND2021

Active Member
Ok,
vou olhar para 85rpm.
Sei as mudanças que costumo por. Vou calcular isso com base nas rpm que obtive antes e aplicar 85rpm média nos mesmos percursos, para procurar a mesma média...
Não me preocupa subir em grande mas sim melhorar o que tenho vindo a fazer sem me cansar tanto.
Eficiência...
Obrigado.
 

cafigueira

Well-Known Member
Ok,
vou olhar para 85rpm.
Sei as mudanças que costumo por. Vou calcular isso com base nas rpm que obtive antes e aplicar 85rpm média nos mesmos percursos, para procurar a mesma média...
Não me preocupa subir em grande mas sim melhorar o que tenho vindo a fazer sem me cansar tanto.
Eficiência...
Obrigado.
esquece as mudanças, se tens as RPM no gps, olha só para ai, se baixar de 85 ou carregas mais nos pedais para ela subir, ou metes uma mais leve.
quando tiveres habituado a andar com cadências mais altas, o rendimento vai subir. onde hoje sobes a 20km/h a 85rpm daqui a um mês sobes a 21 ou 22km/h com a mesma cadência numa relação mais pesada.
a referencia que eu fiz em subir em grande era para veres que há mais que cometa o erro de ir com cadência baixa, eu para ir em grande ia com cadência muito baixa. hoje subo lá em taleiga sem dificuldade nenhuma, já uma vez referi aqui no fórum a diferença de quando subia lá mal e agora, é quase o dobro da velocidade.

Concentra-te a subir a cadência, mesmo que o pulso suba normal, depois de te habituares tudo se torna mais fácil.
 
Top