Mais uma morte ... até quando isto vai continuar a acontecer?

SantosDaCasa

Well-Known Member
Ou um grupo de 20 ciclistas parar sempre que aparecesse um sinal vermelho de controlo de velocidade? Esses semáforos na minha opinião não faz sentido para os ciclistas, já devia haver uma regra onde os ciclistas pudessem ultrapassar os semáforos de controlo de velocidade.

Isto faz sentido. Mas com o que vejo na estrada acho que é melhor estender esta regra a todos os semáforos (incluindo cruzamentos). :D
 
Basta pensar que os acidentes participados entre automóveis cresce anualmente em Portugal para se pensar qual o papel da bicicleta no meio dessa gente "drogada" .

"drogada" ! :

Ontem falava-me um farmacêutico amigo que me dizia : " nem imaginas a quantidade de "droga" ... Xanax e companhias Lda´s eu vendi por dia em 2015 e a pessoas que tomam essas "drogas" 3x ao dia e conduzem todos os dias ! "


Pois , basta pensar que esses "doping´s " do bem estar camuflado na vida tem a dizer que não se pode ou influencia a condução de máquinas .

Pois é ... andam a trás do álcool quando anda "tudo" endrominado e a meu ver já que existe receitas electronicas , uma receita dessas devia estar cruzada com um utilizador que tivesse carta de condução ou seja , levantas o medicamento na farmácia e automaticamente entregas a carta de condução enquanto durar o tratamento ... devei ser lindo !

... concluindo :

Muitas e muitas pessoas conduzem hoje em dia sob efeito de comprimidos do bem estar !

...
 

vhugocosta

Well-Known Member
Desculpem-me se estou a dizer alguma barbaridade, mas os semaforos com limite de velocidade não funcionam (como minimo) para velocidades de 50km/h? Não estou a entender bem a excepção de que estão a falar.

E continuo sem entender qual é o mal de pararem, sejam 1, 2, 20 ou 50..ainda por cima se rolarem acima dos 50km/h!?!

P.S. Sim, eu sou um dos otários que pára nos semaforos da Estrada da Circunvalação mesmo sendo 7h30 da manhã e com pouquissimo transito na rua, e algumas (muitas) das vezes enquanto estou parado, passam os espertos montados...não importa, e ainda se riem do idiota que tenta mostrar que a convivência entre veiculos automóveis e bicicletas pode ser pacifica.

Apesar de já ter vivido situações complicadas tal como a grande maioria de vocês, acredito que bom senso e aplicando a velha máxima do "Respeita para seres respeitado!" podemos aos poucos fazer a diferença e mudarmentalidades. Só não tenho é paciência para educar ciclistas...!

Só mais um ponto de vista pessoal: Vai parecer estupido, mas é o que faço, e pelos vistos não sou unico; existem muitas formas de facilitar uma ultrapassagem de um carro, e não implica obrigatóriamente parar, nem desmanchar um grupo ou o que seja, simples gestos como combinarem o seguinte:

Sempre que um carro aparece na retaguarda, quem vai atrás grita "Carro" e espera que o da frente diga "Manda vir", para fazerem sinal para o automobilista ultrapassar, simples eficaz, e os automobilistas agradecem (testado e na maioria das vezes aprovado).

Boas pedaladas e nunca baixem a guarda!
 

edununo

Well-Known Member
Deixa estar que também sou como tu. Também paro nos semáforos e também sou olhado de lado por alguns ciclistas que, ao me verem parar, fazem aquele sorriso como que a me chamarem de otario.
Não tenho problemas com isso.
Se há muito automobilista estúpido também há muito ciclista estúpido. Um gajo por pedalar não significa que é boa pessoa.
 

gonzaga

Active Member
Também não percebo a lógica dos semáforos serem excepção para ciclistas.
Se queremos que as coisas funcionem bem TODOS temos de respeitar as regras.

Sim, também paro nos semáforos. Eu e todos os elementos do grupo com quem costumo andar.
 

Mhrs

Member
Só pára num semáforo quem quer. Seja de bicicleta seja de carro. Por isso é que há acidentes. Agora, se um ciclista não parar num semáforo por julgar, face às circunstâncias, que não causa perigo, mas por qualquer razão inesperada - é sempre assim que os acidentes acontecem - causar um acidente grave (por exemplo um carro que se despista para se desviar da bicicleta e vai atropelar uma criança no passeio), como não tera seguro, para além de arriscar uma condenação penal, vai trabalhar a vida toda para pagar a indemnização à criança.
 

grouk

Active Member
pelos vistos aqui é tudo muito cumpridor das regras, eu não paro nos semáforos de velocidade nem nos cruzamentos, sigo a regra que tem nome de estado norte americano, um semáforo é um stop e um stop é um sinal de perca de prioridade, mas como é óbvio não atravesso um cruzamento com sinal vermelho, se não quero parar prefiro virar à direita e dar uma volta maior. Quanto ao deixar passar, por norma circulo a meio metro da linha da berma, prefiro ocupar mais estrada e assim o automobilista tem que forçosamente abrandar e desviar se que andar na berma e eles arrisquem a ver se dá, já levei com alguns espelhos...
Quanto ao rolar a par acho que sim devemos rolar a par mas como é mais que óbvio assim que aparece um carro permito a ultrapassagem.
não sou nenhum exemplo longe disso, mas tenho comigo algumas regras, regras estas que em nada me vão livrar de um dia poder vir a calçar uma roda.

ser bem visto, como ando muito de noite luzes frontais traseiras e um colete que parece um espelho tal é a reflexão, como como o nosso amigo André disse uma vez antes parecer uma árvore de natal que dormir numa caixa feita de árvores de natal.


permanente comunicação com o automobilista, basta um olhar olhamos para trás olhos nos olhos com o condutor e temos logo a noção que ele nos viu e tem noção da nossa presença,

estar sempre um passo à frente, antever tudo, ao entrar em rotundas ou na chegada a cruzamentos tentar antever o movimento dos carros porque por vezes parece que vão fazer uma coisa tipo sair numa saída ou ir à direita num cruzamento e de repente mudam de ideias.

e por ultimo evitar todo e qualquer confronto com o automobilista, em tempos cometi este erro, hoje dificilmente voltaria a discutir ou argumentar, esquecemos nos que o carro pesa mais de 1000kg e nós somos fracos de mais para um confronto. quando apitam e esbracejam e chamam nomes aceno cordialmente

e claro evitar ao máximo estradas com muito transito especialmente muito transito pesado que ao contrário do que seria de esperar são os piores e que mais facilitam, ainda este sábado vi uma roda que era quase da minha altura passar me a cms
 

undernardo

Active Member
Desculpem-me se estou a dizer alguma barbaridade, mas os semáforos com limite de velocidade não funcionam (como mínimo) para velocidades de 50km/h? Não estou a entender bem a excepção de que estão a falar.
Acho que eles se estão a referir a situações em que carros que circulam perto de nós activam esses mesmos sinais.

Eu admito que não tenho por hábito parar em semáforos de controlo de velocidade porque o objectivo desses semáforos é obrigar os condutores a reduzir a sua velocidade em determinados pontos da via. Ora, de bicicleta dificilmente somos "abrangidos" por essa regra, apesar de o sermos, se é que me entendem.

Respondendo de uma forma mais geral ao tópico, penso que tem de partir de nós, ciclistas, dar o exemplo pois a mente retrógrada portuguesa ainda não consegue fazer associações mais complexas entre a estrada e outros veículos. Por outro lado, também admito que há muitos ciclistas que se acham os donos da estrada e muitos deles não fazem ideia dos direitos e dos deveres que têm como ciclistas. Ainda me lembro de uns dias antes da minha primeira saída de bicicleta andar pela Internet a ler as alterações do código da estrada :cool:

Há idiotas dos dois lados do problema. Eu tento ser um pouco menos idiota que os outros...
 

Martins

Well-Known Member
Como ultimamente ando muito equipado de negro (especialmente por causa do casaco que é todo preto), têm-me passado espelhos demasiado perto com muito mais frequência do que quando andava equipado à @JPLopes_73 (não confundir com o Contador) de amarelo fluo (http://pt.aliexpress.com/item/Cycling-Jersey-cycling-jersey-saxo-tinkoff-2015-Ropa-Maillot-Tinkoff-Saxo-Bank-2015-Ciclismo-Bicycle-summer/32321879117.html)

Como os condutores que por mim passam tangencialmente devem apreciar a cor mais fluorescente tenho esta peça de alta costura chinesa já a caminho para ver se os espelhos voltam a passar mais longe:http://pt.aliexpress.com/item/Outdoor-Safety-Reflective-Vest-High-Visibility-Security-Stripes-Jacket-Waistcoat-For-Walking-Running-Cycling/32589874160.html

Apesar de tudo, não é esta a situação que mais me preocupa. É outra que é muito dificil de evitar mesmo com um posicionamento mais dentro da estrada. O que mais me preocupa é aquele momento em que olho para a frente e vem um carro a ultrapassar outro e a ultrapassagem não vai acabar antes de ele passar por mim pelo que vou levar com uma tangente em sentido contrário. Das (felizmente) poucas vezes em que isso aconteceu é que foi mais arrepiante.

Só um último apontamento para dizer que tudo isto acontece em plena luz do dia, uma vez que por opção não ando de noite.

Abraço
 

fernandes_85

Well-Known Member
Concordo que existem muitos ciclistas que não respeitam 100% o código (onde eu me incluo), mas a pergunta é: já não falando no comportamento como automobilistas de falar ao telemóvel ou andar em excesso de velocidade, enquanto peão existe alguém que nunca tenha passado fora da passadeira ou num sinal vermelho para peões por exemplo?? Será que quem passa fora da passadeira merece ser atropelado por um carro????!!

Falando do meu exemplo de utilizador diário de bicicleta em Lisboa - todos os dias com sol ou chuva faço 11km para o trabalho cada viagem (3 dos quais em ciclovia), só ontem de manha aconteceu:
1 razia em que o carro passou claramente em excesso de velocidade onde o limite era 50km/h em frente a uma escola onde disparou o sinal de velocidade e o senhor condutor claro passou e aqui o "ciclista abusador" la ficou parado no vermelho (e bem); depois uma condutora num cruzamento atravessa-se á minha frente, só tive tempo de travar a fundo; numa rotunda vou a contornar e outro artista atravessa-se mas só para assustar e ainda me faz sinal que me esta a ver e foi meu amigo que me deixou passar; e finalmente uma senhora ao telemóvel a mandar mensagem ou no facebook parada num sinal verde sem exagero uns bons 10s-15s.

O que se está a passar neste post é exatamente o que acontece sempre que se discute o tema da segurança das bicicletas: começa-se a conversa a pedir mais segurança para os ciclistas e termina sempre com os "ciclistas vândalos que passam vermelhos e só estorvam o trânsito e que devia ser obrigatório terem seguro e matricula porque quando batem num caro fogem"...pois esta conversa é pura demagogia e desviar atenção do que é realmente importante: o respeito pela vida de uma pessoa que vai num meio de transporte que não o carro.

Deixo só algumas perguntas:
Das centenas de atropelamentos a ciclistas que aconteceram em portugal em 2015, quantos ocorreram por este ter passado um vermelho?
E quantos ciclistas foram abalroados por trás e o condutor do carro fugiu sem prestar auxilio??

Ao contrário do que as pessoas pensam a Holanda nem sempre foi o paraíso das bicicletas. foi preciso morrer muita gente para a sociedade se mobilizar e enfrentar o LOBBY do Carro e exigir mais segurança para os ciclistas. A minha pergunta é quantos mais portugueses terão que morrer até que alguma coisa seja feita?
 

Jocas22

Member
os acidentes com bicicletas sao esmagadoramente culpa dos automobilistas ou motociclistas. È um facto

ter ou nao ter capacete, ter ou nao ter seguro, andar ou nao andar a par (eu acho bem é uma defesa, por vezes é preciso porque em algumas estradas se vamos enconstados á berma levamos com a razia a 120km/h ou mais. Se forem atras de um tractor ou um matavelhos mamam e nao bufam), passar ou nao passar o vermelho (eu vejo carros passar vermelhos, constantemente andar acima limites, peoes passar fora da passadeira, motociclistas ultrapassar em traços continuos) nada desculpa tantas mortes.

A estrada nao é só pra carros.
A estrada não é pra andar a abrir estilo estas-me a empatar tenho mais que fazer.
Uma bicicleta tem tanto direito a andar na estrada como um carro, nao tem mais nem menos, tem o mesmo direito.

Depois é raro ver alguem cumprir o codigo e ultrapassar com o metro e meio, ate a policia nao o faz. Belo exemplo.

Depois temos condutores que sao umas bestas. Os aceleras. Os velhos gagas que mal conseguem ter os olhos abertos. O pessoal que mete a maquilhagem, atende o telefone ou fala com o puto no banco de tras enquanto conduz.

Acho perigossisimo andar de bicicleta na maioria das estradas, e mesmo em estradas sossegadas por vezes á porcaria. Basta um otario. Rara é a vez que saio e nao sinto que podia ter ido desta pra melhor. Em algumas daquelas nacionais que se fazem a 90Km/h entao é bom nem me lembrar do que já passei.

O classico ultrapassar e virar imediatamente á direita como se fossemos invisiveis, a razia a milimetros do guiador, o ultrapassar a velocidades medonhas de camiao que so a deslocacao de ar um gajo tem de se agarrar ao guiador com unhas e dentes. O ignorar stops, cruzamentos porque se é uma bike que se lixe.

Tenham cuidado. Mas depois tambem que cuidado se pode ter se a maior parte sao abalroamentos por detras.
 

syrian

Active Member
Basta pensar que os acidentes participados entre automóveis cresce anualmente em Portugal para se pensar qual o papel da bicicleta no meio dessa gente "drogada" .

"drogada" ! :

Ontem falava-me um farmacêutico amigo que me dizia : " nem imaginas a quantidade de "droga" ... Xanax e companhias Lda´s eu vendi por dia em 2015 e a pessoas que tomam essas "drogas" 3x ao dia e conduzem todos os dias ! "


Pois , basta pensar que esses "doping´s " do bem estar camuflado na vida tem a dizer que não se pode ou influencia a condução de máquinas .

Pois é ... andam a trás do álcool quando anda "tudo" endrominado e a meu ver já que existe receitas electronicas , uma receita dessas devia estar cruzada com um utilizador que tivesse carta de condução ou seja , levantas o medicamento na farmácia e automaticamente entregas a carta de condução enquanto durar o tratamento ... devei ser lindo !

... concluindo :

Muitas e muitas pessoas conduzem hoje em dia sob efeito de comprimidos do bem estar !

...

concordo, tenho na familia gente que toma benzos e digo-te o comportamento deles mudou radicalmente, parece que ficam em slow motion, nem quero imaginar como serão a conduzir...
 

syrian

Active Member
Concordo que existem muitos ciclistas que não respeitam 100% o código (onde eu me incluo), mas a pergunta é: já não falando no comportamento como automobilistas de falar ao telemóvel ou andar em excesso de velocidade, enquanto peão existe alguém que nunca tenha passado fora da passadeira ou num sinal vermelho para peões por exemplo?? Será que quem passa fora da passadeira merece ser atropelado por um carro????!!

Falando do meu exemplo de utilizador diário de bicicleta em Lisboa - todos os dias com sol ou chuva faço 11km para o trabalho cada viagem (3 dos quais em ciclovia), só ontem de manha aconteceu:
1 razia em que o carro passou claramente em excesso de velocidade onde o limite era 50km/h em frente a uma escola onde disparou o sinal de velocidade e o senhor condutor claro passou e aqui o "ciclista abusador" la ficou parado no vermelho (e bem); depois uma condutora num cruzamento atravessa-se á minha frente, só tive tempo de travar a fundo; numa rotunda vou a contornar e outro artista atravessa-se mas só para assustar e ainda me faz sinal que me esta a ver e foi meu amigo que me deixou passar; e finalmente uma senhora ao telemóvel a mandar mensagem ou no facebook parada num sinal verde sem exagero uns bons 10s-15s.

O que se está a passar neste post é exatamente o que acontece sempre que se discute o tema da segurança das bicicletas: começa-se a conversa a pedir mais segurança para os ciclistas e termina sempre com os "ciclistas vândalos que passam vermelhos e só estorvam o trânsito e que devia ser obrigatório terem seguro e matricula porque quando batem num caro fogem"...pois esta conversa é pura demagogia e desviar atenção do que é realmente importante: o respeito pela vida de uma pessoa que vai num meio de transporte que não o carro.

Deixo só algumas perguntas:
Das centenas de atropelamentos a ciclistas que aconteceram em portugal em 2015, quantos ocorreram por este ter passado um vermelho?
E quantos ciclistas foram abalroados por trás e o condutor do carro fugiu sem prestar auxilio??

Ao contrário do que as pessoas pensam a Holanda nem sempre foi o paraíso das bicicletas. foi preciso morrer muita gente para a sociedade se mobilizar e enfrentar o LOBBY do Carro e exigir mais segurança para os ciclistas. A minha pergunta é quantos mais portugueses terão que morrer até que alguma coisa seja feita?

eu posso dizer que já vi em plena auto-estrada mulheres a pintarem as unhas enquanto conduziam, outras a pentear o cabelo. já assisti a uma carrinha subir pelas protecções metalicas laterais porque o senhor condutor ia a acender um cigarro com fosforos.
 

duchene

Well-Known Member
A falta de responsabilidade dos outros não pode ser desculpa para a nossa falta de responsabilidade.

Um qualquer ciclista que passa um vermelho ontem, compromete a minha segurança hoje. Porque o bronco que ontem estava parado no semáforo e viu o ciclista passar alegremente o vermelho, hoje está mais mal disposto e faz-me uma razia a mim só porque eu sou mais um que não respeita nada. Acabamos todos medidos pela mesma bitola. Uma bitola má.

Nós não temos mais direitos porque somos mais frágeis. Não temos mais direitos porque somos muitos num grupo. Não temos mais direitos porque dá mais jeito assim. Existem regras que deverão ser cumpridas. Não tem de depender dos outros a mudança de atitude. Deve partir de nós. E depois sim, talvez possamos apontar o dedo aos outros.
 

JPLopes_73

Well-Known Member
A falta de responsabilidade dos outros não pode ser desculpa para a nossa falta de responsabilidade.

Um qualquer ciclista que passa um vermelho ontem, compromete a minha segurança hoje. Porque o bronco que ontem estava parado no semáforo e viu o ciclista passar alegremente o vermelho, hoje está mais mal disposto e faz-me uma razia a mim só porque eu sou mais um que não respeita nada. Acabamos todos medidos pela mesma bitola. Uma bitola má.

Nós não temos mais direitos porque somos mais frágeis. Não temos mais direitos porque somos muitos num grupo. Não temos mais direitos porque dá mais jeito assim. Existem regras que deverão ser cumpridas. Não tem de depender dos outros a mudança de atitude. Deve partir de nós. E depois sim, talvez possamos apontar o dedo aos outros.

Boas,
concordo no essencial contigo André mas não consigo aceitar que seja julgado pela "média" ou pelos comportamentos dos outros ... conheço pessoal daltónico com certeza ... que não respeita um unico semaforo. Isso é um problema deles ...
O meu problema e para minha segurança cumpro o codigo da estrada ... para a utilizar em conjunto com os restantes utilizadores.

Ainda há pouco ... na volta para almoço ... vem um automovel com ideia de nem sequer ceder passagem quando tinha um sinal no cruzamento para o fazer ... não reclamei ... simplesmente levantei o braço e apontei o dedo para o sinal que não estava a ser observado.

Também sei como é ... a dificuldade de visão da maior parte dos condutores ( no geral) ... e até já tive a roda direita dianteira de um mercedes em cima do meu penu da frente ... no limite consegui resolver a situação.

Tenham cuidado ... porque não temos só de tomar conta da nossa condução ... todos os dias ... várias vezes por dia ... vejo coisas de bradar aos céus. Tento ser tolerante ... mas um gajo também se chateia com tanto abuso.

No essencial ... o problema está na desactualização de conhecimentos para utilizar a via publica segundo o novo codigo da estrada ... em que "somos" todos "iguais" num cruzamento para a regra da prioridade ...

Aposto em menos de 20% de condutores a cumprir o CE segundo as novas regras ... e óbvio que aqui só se consegue conviver razoavelmente observando sempre a escapatória ...

Tenham cuidado ... segundo percebi a morte recente de companheiro em treino deveu-se a desatenção do condutor do veiculo ... mas essas circunstâncias devem antes do mais prevenidas por nós ... evitando estradas muito movimentadas ... e fazendo-se evidenciar o mais possivel.

Continuo a considerar que a negligencia ao codigo da estrada deveria ser exemplarmente reprimida!

Quem demonstra que não sabe andar na estrada ... simplesmente não pode andar mais na estrada. Serve assim de exemplo aos que se mantém na sua utilização.

Estou cansado de tanta treta sobre o assunto ...
 

JPLopes_73

Well-Known Member
Como ultimamente ando muito equipado de negro (especialmente por causa do casaco que é todo preto), têm-me passado espelhos demasiado perto com muito mais frequência do que quando andava equipado à @JPLopes_73 (não confundir com o Contador) de amarelo fluo (http://pt.aliexpress.com/item/Cycling-Jersey-cycling-jersey-saxo-tinkoff-2015-Ropa-Maillot-Tinkoff-Saxo-Bank-2015-Ciclismo-Bicycle-summer/32321879117.html)

Como os condutores que por mim passam tangencialmente devem apreciar a cor mais fluorescente tenho esta peça de alta costura chinesa já a caminho para ver se os espelhos voltam a passar mais longe:http://pt.aliexpress.com/item/Outdoor-Safety-Reflective-Vest-High-Visibility-Security-Stripes-Jacket-Waistcoat-For-Walking-Running-Cycling/32589874160.html

Apesar de tudo, não é esta a situação que mais me preocupa. É outra que é muito dificil de evitar mesmo com um posicionamento mais dentro da estrada. O que mais me preocupa é aquele momento em que olho para a frente e vem um carro a ultrapassar outro e a ultrapassagem não vai acabar antes de ele passar por mim pelo que vou levar com uma tangente em sentido contrário. Das (felizmente) poucas vezes em que isso aconteceu é que foi mais arrepiante.

Só um último apontamento para dizer que tudo isto acontece em plena luz do dia, uma vez que por opção não ando de noite.

Abraço

Boas Martins,
se não nos fazemos ver ... como podem exigir que vos vejam ...
fica a minha ultima aquisição de inverno ... ainda mais berrante do que esse que colocaste.
http://pt.aliexpress.com/item/saxo-...bib-Pants-Set-winter-thermal/32325885876.html
mas isso simplesmente não resolve a estupidez alheia ... como ainda há duas semanas me passaram a mim e ao luis uma tanja sem necessídade ...
[video=youtube;76W2Kltxjpo]https://www.youtube.com/watch?v=76W2Kltxjpo[/video]
podia ter parado e ter resolvido ali tudo à chapada? Podia ... mas acho que ainda era eu que ficava mal perante a justiça ...

não liguem à data do rodapé ...
 

fernandes_85

Well-Known Member
Duchene,

concordo totalmente com a tua ideia de que devemos respeitar as regras ao máximo para dar o exemplo.
Já não consigo concordar com a ideia subjacente de que o mau comportamento de alguns ciclistas desculpa e justifica o comportamento de alguns condutores.
Não concordo pelo simples facto de que por essa ordem de ideias quando um peão passar no vermelho ou fora da passadeira um condutor tem "autorização" para lhe passar por cima?! ou quando vai uma velhota a pé no meio de uma ciclovia justifica eu fazer-lhe uma tangente??!! eu quando um carro estacionar no meio da ciclovia vou lá e danifico-o?!
Embora importante o cumprimento dos ciclistas das regras de transito, o debate de ser centrado no aumento da segurança de todos e sobretudo dos utilizadores mais vulneráveis da via.
 
Top