Segurança para velocípedes na utilização da via partilhada

#41
Desculpem o meu desabafo mas sinceramente cada vez mais me mete impressão ver pessoal a andar de bicicleta no meio dos carros completamente vestidos de preto, desde os pés até ao capacete. :mad:

Inclusive alguns até a bicicleta é preta! :oops:

É que, mesmo durante o dia, é bastante dificil distinguir com alguma distância a silhueta de um ciclista vestido de preto.

Basta colocar um bocado de cor viva no tronco, braços ou mesmo no capacete e a diferença é brutal. Quanto mais se acrescentarem luzes, mesmo de dia.

Hoje na minha voltinha a solo ia mesmo a reparar nisso e os ciclistas com roupa de cor conseguia distingui-los muito mais facilmente ao longe.

À noite então é fulcral, para além das luzes, ter refletores e, pelo que tenho lido, os sítios mais eficazes são as zonas moveis tal como os sapatos, pernas e braços quando precisamos de sinalizar...

Há uns quantos, há, mas seguramente não serão a maioria e o que estão a fazer está a colocá-los em perigo a si próprios e a mais ninguém.
A mim o que me mete cada vez mais impressão no meu commute diário é a quantidade de pessoas a falar/mexer ao telemóvel dentro dos seus SUV e afins.
Então quando estão nas filas do pára arranca é impressionante.
Pior que isso só mesmo estarem no pára arranca a fumar e mandarem a beata pela janela. A essas costumo parar e de forma educada dizer-lhes para da próxima vez me darem a beata que eu não me importo de a levar até um recipiente adequado.
 
#42
Eu tenho 2 luzes da ekoi, que vou colocar nos tornozelos.
Será uma forma de mostrar movimento.

Estava a pensar em utilizar um colete refletor também...
E a ver se espero pelo PAI natal para comprar as luzes bontrager :D
É muito importante estarmos visíveis!
 
#43
https://pplware.sapo.pt/motores/capacetes-obrigatorios-para-trotinetes-e-bicicletas-eletricas/

Morrem 600 pessoas/ano nas estradas e a aumentar; 75% admite conduzir e usar telemóvel; 75% admite andar regularmente em excesso de velocidade.
Perante isto estes atrasados da ACP em vez de quererem mais segurança nas estradas e preocuparem-se com o automóvel dedicam-se a tentar infernizar a vidas a todos aqueles que não utilizam carro?!
Se estão tão preocupados com a segurança dos trotinetistas e ciclistas porque não lhes perguntam o que eles precisam para que seja mais seguro?
 

jpacheco

Moderador
Staff member
#44
https://pplware.sapo.pt/motores/capacetes-obrigatorios-para-trotinetes-e-bicicletas-eletricas/

Morrem 600 pessoas/ano nas estradas e a aumentar; 75% admite conduzir e usar telemóvel; 75% admite andar regularmente em excesso de velocidade.
Perante isto estes atrasados da ACP em vez de quererem mais segurança nas estradas e preocuparem-se com o automóvel dedicam-se a tentar infernizar a vidas a todos aqueles que não utilizam carro?!
Se estão tão preocupados com a segurança dos trotinetistas e ciclistas porque não lhes perguntam o que eles precisam para que seja mais seguro?
Num dos comentários anexos á noticia encontrei este artigo super interessante para enviar á ACP
https://www.treehugger.com/cars/Why-arent-driver-helmets-mandatory.html

:p
 

pratoni

Well-Known Member
#45
Há uns quantos, há, mas seguramente não serão a maioria e o que estão a fazer está a colocá-los em perigo a si próprios e a mais ninguém.
A mim o que me mete cada vez mais impressão no meu commute diário é a quantidade de pessoas a falar/mexer ao telemóvel dentro dos seus SUV e afins.
Então quando estão nas filas do pára arranca é impressionante.
Pior que isso só mesmo estarem no pára arranca a fumar e mandarem a beata pela janela. A essas costumo parar e de forma educada dizer-lhes para da próxima vez me darem a beata que eu não me importo de a levar até um recipiente adequado.
Essa ideia que só estão a por em risco a eles próprios acho que não é bem assim.

Estão a por em risco também os outros porque quando há um acidente há sempre mais gente envolvida, quer do lado do ciclista quer de quem tem um acidente com ele.

Quanto a quem vai no carro concordo em absoluto contigo, mas como aqui o público alvo do fórum são o ciclistas, tentei passar a mensagem que é muito importante nos defendermos da desatenção alheia que tão bem referiste e a melhor forma de o fazer é chamando a atenção para a nossa presença.

Prefiro que me vejam como uma árvore de natal do que não me vejam de todo...
 
#48
Essa ideia que só estão a por em risco a eles próprios acho que não é bem assim.

Estão a por em risco também os outros porque quando há um acidente há sempre mais gente envolvida, quer do lado do ciclista quer de quem tem um acidente com ele.

Quanto a quem vai no carro concordo em absoluto contigo, mas como aqui o público alvo do fórum são o ciclistas, tentei passar a mensagem que é muito importante nos defendermos da desatenção alheia que tão bem referiste e a melhor forma de o fazer é chamando a atenção para a nossa presença.

Prefiro que me vejam como uma árvore de natal do que não me vejam de todo...
Concordo contigo, também acho que temos de fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para nos protegermos e o assunto da visibilidade é fundamental.
O meu problema é que no caso dos ciclistas, mesmo estando tu a fazer tudo bem, o risco que estás a correr continua a ser muito alto devido ao comportamento de terceiros. Por exemplo, dos nossos camaradas que morreram este ano atropelados quantos não levavam capacete? Houve 2 (dos que eu contabilizei) que foram atropelados frontalmente na sequência de uma ultrapassagem.
Obviamente que estar vivo já pressupõe um certo risco, a minha questão é que os números da sinistralidade nas nossas estradas estão a piorar e as ações para supostamente evitar que isto aconteça estão a ser dirigidas aos utilizadores vulneráveis e não aos reais causadores.
 

cconst

Well-Known Member
#49
as ações para supostamente evitar que isto aconteça estão a ser dirigidas aos utilizadores vulneráveis e não aos reais causadores.
Essa é que é essa!

Gostava de ver outdoors da ANSR por aí espalhados a alertar TODOS para a boa conduta no trânsito.

Sem ter que ver com as bicicletas, mas mantendo-me nas duas rodas, aconteceu-me há dias ir na 2ª circular de moto com o piso molhado um pouco acima do limite legal na faixa da esquerda a passar por outros carros. Dei por mim com um enlatado atrás a não mais de 3m... Se tenho que travar, ou se caio, ou outra coisa qualquer... é morte certa.

É egoísmo na estrada! Quem vai enlatado não se sente em perigo e analisa as situações de risco apenas do seu prisma [porque na sua grande maioria não conhece os outros] tomando assim decisões que colocam terceiros em perigo.

Acho mesmo que neste momento o que é preciso é uma campanha muito forte e chocante de sensibilização aos condutores (a todos! Aos de carro, pesados, motos e aos de bicicleta... sem excepção). Com números de feridos, mortes, acidentes... Mesmo que chegue a poucos, é melhor que nada.
 

pratoni

Well-Known Member
#50
Concordo contigo, também acho que temos de fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para nos protegermos e o assunto da visibilidade é fundamental.
O meu problema é que no caso dos ciclistas, mesmo estando tu a fazer tudo bem, o risco que estás a correr continua a ser muito alto devido ao comportamento de terceiros. Por exemplo, dos nossos camaradas que morreram este ano atropelados quantos não levavam capacete? Houve 2 (dos que eu contabilizei) que foram atropelados frontalmente na sequência de uma ultrapassagem.
Obviamente que estar vivo já pressupõe um certo risco, a minha questão é que os números da sinistralidade nas nossas estradas estão a piorar e as ações para supostamente evitar que isto aconteça estão a ser dirigidas aos utilizadores vulneráveis e não aos reais causadores.
Já disse muitas vezes em conversa, quando me perguntam o que é mais arriscado, se o btt ou estrada, que no btt o risco depende só de nós e na estrada depende mais dos outros do que de nós próprios...