Os meus passeios - só ou acompanhado :)

Parabéns, pela excelente volta, que soudades da Freita, quando estiver em forma vou lá voltar.
Já agora, uma pergunta desde Cucujáes, qual é o melhor caminho para ir a Crestuma?, desde já obrigado pelos relatos é Fotos.
 
Boas MRM,
Se quiseres um percurso pitoresco e que costuma ser feito de bicicleta, sugiro-te este:
http://goo.gl/maps/6tpYx

Podes ir pela ciclovia para o Porto, Cais de Gaia, passas a Ponte D. Luís, direcção Gondomar e seguir para Crestuma. Depois, na vinda, passas pela Big Cansil e estrada nacional... Dá cerca de 90 km...

Um abraço
 
Passeio à Torreira - 21 de Setembro de 2013

Desta vez tive a companhia de um amigo, que me acompanhou perfeitamente apesar de se deslocar numa bicicleta de BTT.
Já durante a noite se antevia um dia abrasador. Acordei por volta das 5 da manhã e fui até ao terraço. O ar estava quente, como em pleno dia. Uma excelente noite de verão, na transição para o Outono.

De manhã cedo parti rumo à Feira, o ponto de encontro com o meu companheiro de passeio.
Depois seguimos a bom ritmo até à Torreira. Pelo caminho algumas peripécias com outros ciclistas, tudo na desportiva e até acabam por ser divertidas.

Na Torreira fizemos uma paragem para tirar umas fotos e tomar um café (muito bom, por sinal). Enquanto isso apreciamos um Porsche 911 descapotável, de 1994... Uma máquina!

O regresso decorreu sem história, sempre a bom ritmo (pelo menos para mim) e, como habitualmente, a contagem de 1ª categoria que apanho pouco antes de chegar a casa continua como um teste à minha resistência mental.... E não só.

Algumas fotos:














 
Saurio33,


Desde sempre que li este teu topico,

Parabens ! Nunca o comentei, por vezes achamos que nao e importante comentar!

Foi dos 1os topicos que acompanhei e li de inicio até ao fim! Sou aqui da nossa zona, e o teu topico descreve muito bem as voltas que faço.

Se calhar ja passamos um pelo outro :)

Continua a colocar aqui as tuas voltas, e força nos pedais
 
Ola Marcos200,
Agradeço o teu comentário. É sempre agradável receber comentários das nossas "reportagens".
Ultimamente não tenho andado na bicicleta de estrada. O tempo não tem ajudado e também tenho outros afazeres, que me reduz o tempo para passeios mais demorados. Aos Domingos tenho feito btt com uns amigos. Sempre é mais soft e menos demorado.
Vamos ver se a Primavera nos traz sol para umas passeios mais interessantes.

Um abraço
 

duchene

Well-Known Member
saurio33,

O espírito dos PIF (pelo menos nos 6 ou 7 em que participei) convida a que, desde que haja o mínimo de preparação para a distância envolvida, todos possam participar. Seja mais depressa ou seja mais pausadamente.

Por isso... deixa-te de desculpas! :D
 
Boas amigos,

Tenho andado um bocado desaparecido. Acho que precisava de um periodo de reflexão para "encaixar",, de forma consistente, a envolvente deste hobby.
É fácil ficar entusiasmado com este desporto, logo nas primeiras voltas. Depois evoluimos e queremos mais. Sentimos necessidade de mais e melhor. Entretanto apercebemo-nos que a realidade não é bem o que pensamos que era. Então aí começam as dúvidas...

Eu decidi limitar-me apenas a alguns passeios de BTT com os amigos, e deixar de lado os passeios a solo na bicicleta de estrada. Entretanto vendi-a, porque também queria mudar de montada.

Pelo que me tenho apercebido pelos tópicos que têm estado parados, algo semelhante deve ter-se passado com outros membros deste forum.

Para mim o melhor é deixar a natureza fazer o seu trabalho, e esperar pelo "chamamento". Não vale a pena forçar. Quando tiver de ser, renascemos das cinzas, mais fortes e com mais convicção.

Eu já andava a sentir o chamamento há algumas semanas... Espero em breve trazer as novidades e apresentar a nova companheira.

Entretanto, estou a procurar ganhar ritmo na minha bicicleta magnética caseira. É fixe porque vejo sempre um filme enquanto dou ao pedal. :)

Um abraço
 
Comigo o problema do rolo magnético é mesmo a monotonia da posição... Ao fim de uma hora começo a dar em maluco, começam as dorzinhas aqui e ali, parece uma máquina de tortura... Boas voltas com a máquina nova!
 
Comigo o problema do rolo magnético é mesmo a monotonia da posição... Ao fim de uma hora começo a dar em maluco, começam as dorzinhas aqui e ali, parece uma máquina de tortura... Boas voltas com a máquina nova!
Não sei se estamos a falar da mesma coisa. Eu refiro-me à bicicleta magnetica, que se vende na SZ por 200 euros. Já a tenho há anos (e com pouco uso). O selim é daqueles básicos, em forma triangular. Algo deste género:


Geralmente faço 45m, quase no máximo. A meio do treino a bicicleta já cheira a queimado.:p E a ver um filme, ou uma prova de ciclismo, o tempo passa rápido.
 
O primeiro passeio da MEKK - Furadouro

Apesar de algumas previsões menos favoráveis, o dia esteve muito bom para o ciclismo. Inicialmente sentia-se algum vento, mas nada de preocupante. Durante a descida para o Furadouro notei que necessitava de proceder a alguns ajustamentos na bicicleta, no guiador e no selim. No regresso dei também um jeito ao avanço, porque sentia a bicicleta a descair para a esquerda. Agora acho que está quase no ponto. Quanto aos travões, apesar de já ter comprado uns 5700,vou manter os originais por agora. Estou satisfeito com todos os componentes, pelo que só irei trocar por questões de desgaste.

O Furadouro, como já esperava, está um pouco descaracterizado, no que diz respeito à praia, embora hoje, com a maré baixa, desse perfeitamente para fazer praia.

No regresso optei por vir por S. Vicente e S. Martinho. Custou um pouco, mas nada fora do habitual.

Distancia percorrida: 37 km

Algumas fotos:



O meu novo ciclo-computador com pulsómetro. Dá para duas bike, é wireless, e custou 34 euros na bike-discount. Recomendo.

O Furadouro... E obras, para mim inúteis, numa tentativa de lutar contra a natureza.



A minha nova bike a reluzir ao sol de Setembro...



Mais uma foto para memoria futura:



No regresso, mais um teste à resistência do material:



E pronto, está feito o primeiro passeio de bike de estrada de 2014. Faz no mês de Outubro a minha ultima volta com a Corratec.

Um abraço
 
Segundo passeio com MEKK - não correu bem...

Hoje o dia prometia um passeio agradável. Seria o segundo com a MEKK, e a volta seria até S. Jacinto.
Começamos bem, com bom ritmo:





Éramos 5.

Fomos por Pardilhó, passamos a ponte da Varela e depois a Torreira. Seguíamos em direcção a S. Jacinto.

De repente, um elemento do nosso grupo cai mesmo à minha frente. Não deu para evitar. Depois disto só me lembro da chegada da ambulência. Houve um periodo de tempo que estive inanimado.

Quando chegou a Ambulência já estava de pé, embora um bocado confuso, mas lembrava-me do acidente.

Levaram-me ao Hospital, onde me fizeram um TAC e varias radiografias. Felizmente os médicos concluíram que estava tudo bem com a coluna e com a cabeça. Na cara tinha varias queimaduras devido à fricção com o asfalto. Também tive algumas escoriações na mão esquerda, cotovelos, costas e numa perna.

Agora estou em casa, um pouco dorido, com alguns pontos na ligação entre o nariz e o lábio.

Estreei hoje um novo fato de ciclismo, que comprei há 2 anos. Era o equipamento oficial da Efapel. A camisola já era..

De realçar a importancia do capacete. Se não levasse capacete não sei se estaria a escrever estas linhas. Tenho sérias dúvidas...
















Estes acidentes ninguém consegue prever, e por muito cuidadoso que sejamos, nunca estamos livres deles.

Um abraço