Cães vadios... O que fazer?

que efeitos nocivos?
é que entre eu malhar e ficar sem dentes ou com um braço em pedaços, e haver consequências pro cão que me vem atacar... que me perdoem os defensores dos animais.
Para além dos efeitos que provoca (irritação da vista e das vias respiratórias), o maior problema é o facto em Portugal ser proibido e ser considerado uma arma, só podendo ser usado por agentes da autoridade, pelo que se te apanharem com isso dá direito a um processo por posse ilegal de arma.
 

AJDantas

Well-Known Member
Bom Dia.
Ainda recentemente tive o mesmo problema com dois cães que costumam estar numa zona que é frequentada por muitos companheiros de estrada (Estrada Nacional Barcelos-Ponte de Lima, na freguesia de Tamel S. Pedro Fins), desta vez passei-me, a sorte é que ia a subir e deu tempo para desmontar, se viesse no sentido contrario a descer não sei não... por sorte parei junto a um terreno que tinha resíduos de obras, peguei em duas pedras e atirei-lhes, acertei num que ficou a ganir (peço desculpa aos defensores dos animais), mas estes cães são terríveis lançam-se à malta da bicicleta forte e feio. Assim que tiver tempo vou passar na junta de freguesia e fazer uma reclamação sobre esta situação. Só ainda não houve um acidente por sorte....:mad:
 

qwerAC

Well-Known Member
Bom Dia.
Ainda recentemente tive o mesmo problema com dois cães que costumam estar numa zona que é frequentada por muitos companheiros de estrada (Estrada Nacional Barcelos-Ponte de Lima, na freguesia de Tamel S. Pedro Fins), desta vez passei-me, a sorte é que ia a subir e deu tempo para desmontar, se viesse no sentido contrario a descer não sei não... por sorte parei junto a um terreno que tinha resíduos de obras, peguei em duas pedras e atirei-lhes, acertei num que ficou a ganir (peço desculpa aos defensores dos animais), mas estes cães são terríveis lançam-se à malta da bicicleta forte e feio. Assim que tiver tempo vou passar na junta de freguesia e fazer uma reclamação sobre esta situação. Só ainda não houve um acidente por sorte....:mad:
antes eles com uma pedra no focinho do que nós a lamber o chão... Abraço
 
que efeitos nocivos?
é que entre eu malhar e ficar sem dentes ou com um braço em pedaços, e haver consequências pro cão que me vem atacar... que me perdoem os defensores dos animais.
A questão não é dos animais. É classificada como arma de categoria A e dá pena de prisão efectiva...

Se tens um acidente e a polícia aparece... já estás. Além disso, é sempre um risco na própria utilização. Mais quando estas a pedalar numa bicicleta numa situação de stress. Em situações mais normais já acontecem muitos acidentes com a utilizaçõ desses srapys... agora imagina a pedalar...
 
Eu quando encontro um cão a subir com intenções de morder, desmonto e coloco a bike entre mim e ele... uma vez foram 3 cães :( e ainda por cima fiquei do lado de uma ribanceira... depois a coisa lá vai acalmando e vou saindo de fininho. :p
Perfeito. Mas sem nunca tentares afastar o cão com a bicicleta. Sair devagar e andar usando a bicicleta como protecção/escudo nunca como arremesso (ainda que na maioria das vezes não acha sequer intenção de mordida).
 
Posso dizer até já possuir alguma experiência na temática como escapar aos pulguentos, mas das vezes que me dei mal foi quando, por duas ocasiões espaçadas por décadas, atropelei cães que decidiram atravessar a rua mesmo à minha frente, saindo do meio de carros estacionados.
Esse é, para mim, o maior ameaça dos cães soltos.

Uma tarde no regresso de trabalho tive um episódio engraçado. Já perto de casa, dou de caras com um audaz e eriçado rafeiro. O jeco aparece do nada, direito a mim a ladrar e nisto pára como que a desafira-me para uma corridinha. Parei e dei-lhe trela ao desafio, apenas lhe pedi para esperar um pouquinho, para preparar a minha teleobjectiva telefónica. Depois arranco e lado a lado, eu na ciclovia e ele no relvado, fizemos um pequeno jogo entre o rato... bem, neste caso entre o cão e o gato, que resultou num grande divertimento e nas fotos para vos mostro de seguida: É que, às vezes, o que eles querem é simplesmente brincar.

A postura deste cão é um perfeito exemplo de brincadeira/desafio. Este cão jamais atacaria (ombros descaídos, cauda solta, focinho bem atrás das patas dianteiras, patas traseira arqueadas, dentes de baixo - NÃO OS DE CIMA - à mostra). Mas, no entanto, devia estar a ladrar feito louco.

Isto é ali ao pé da Amadora não é?

Tenho uma a teoria que poderá explicar os cães correrem atrás das bicicletas: Cá para mim o que os move são os ciúmes, porque em todo o caso a bicicleta rivaliza com eles, na qualidade de melhor amiga do homem.
Perfect.
 
A questão não é dos animais. É classificada como arma de categoria A e dá pena de prisão efectiva...

Se tens um acidente e a polícia aparece... já estás. Além disso, é sempre um risco na própria utilização. Mais quando estas a pedalar numa bicicleta numa situação de stress. Em situações mais normais já acontecem muitos acidentes com a utilizaçõ desses srapys... agora imagina a pedalar...
Não é A mas sim E. Ainda assim probido e pena de prisão a 3 anos
 

pratoni

Well-Known Member
E um bode com cornos a olhar para vocês com cara séria e com ar de estar pronto a defender o seu rebanho? Já apanharam?

O truque foi parar e apear-me, colocar a bicicleta entre mim e ele e sair de fininho da situação...:cool:
 

JPLopes_73

Well-Known Member
Ontem à noite avistei um cão à minha frente, imóvel, no meio da estrada e a olhar para mim. A única técnica que tive coragem de usar foi esta:


O cão não veio atrás de mim. Já é a segunda vez que faço isto e resulta. Portanto continuo a achar que é a mais eficaz.

A seguir a isto, e por causa deste desvio, fui obrigado a ir por uma rua onde já fui perseguido por um cão. Tinha ideia que sabia bem qual era a casa e por isso peguei no bidon antes de lá chegar e fui com ele na mão durante algum tempo.
Pensando que já tinha passado a casa e que já me tinha safado, e já que tinha o bidon na mão, aproveitei para beber um pouco. Enquanto bebo, avisto uma casa e, em milésimos de segundo, dá-me aquela sensação de "foda-se, estou fodido!" e começo a ver a minha vida a andar para trás. Reconheço a casa e imediatamente começo a ouvir ladrar (um ladrar bastante agressivo) e avisto uma sombra a vir na minha direcção.
Claro que a única técnica nestas alturas que me passa pela cabeça é dar ao pedal! E foi o que fiz, enquanto mandava um berro - outra técnica que já me ajudou a fazer recuar um cão noutra altura - e me dava uma cãibra no gémeo. Exactamente como aconteceu da primeira vez (menos o berro).

Eu não sei quanto a vocês, mas isto é um ponto muito negativo em relação à voltas de bicicleta. Qualquer ladrar já me deixa sobressaltado.
Se calhar tenho que começar a escolher melhor as zonas onde ando. Não sei. Por estes lados parece ser tudo assim!

Ah e isto foi em Ourém. E pelos vistos já o @JPLopes_73 se queixava desta zona em Setembro de 2015!

Em Março vou a Andorra. Os amantes de cães que me perdoem mas acho que se encontrar aqueles sprays, não vou resistir.
Atenção, também gosto muito de cães. Adoro... Mas eles detestam ciclistas!
Boas @antunesfilipee
uma cãibra também pode ser uma boa defesa ... eles ... os cães ... têm de ter uma boa dentadura para mastigar músculos contraídos ...
Fora brincadeiras ... a maior parte deles passo por eles e nem lhes dou importância. Óbvio que se sentem desafiados ou que notam medo na visita ... investem.
Até hoje tive poucos problemas com canídeos ... eles na deles e eu na minha e tudo corre bem.
 
Boas @antunesfilipee
uma cãibra também pode ser uma boa defesa ... eles ... os cães ... têm de ter uma boa dentadura para mastigar músculos contraídos ...
Fora brincadeiras ... a maior parte deles passo por eles e nem lhes dou importância. Óbvio que se sentem desafiados ou que notam medo na visita ... investem.
Até hoje tive poucos problemas com canídeos ... eles na deles e eu na minha e tudo corre bem.
Ele desfazem ossos. Não me parece que um músculo contraído seja um problema :p