Cães vadios... O que fazer?

#1
Vou falar aqui de um problema que muitos de vós provavelmente também já passaram...
Cães vadios! Bichos que adoro e que infelizmente Deus meteu-lhes na cabeça de deviam obrigar os ciclistas a fazerem sprints quando não querem através de ameaças de mordidas dolorosas.
A minha dúvida é: O que normalmente fazem? Fazem um sprint maluco? Abrandam e tentam convencê-los que são pessoas do bem?
Ainda no fim de semana passado voltou a acontecer-me... e são sempre os mesmos, na mesma subida! E para os mais céticos, não, não posso ir por outro sitio! Tenho que passar por ali...
Gostava que partilhassem as vossas experiências...
 

jpacheco

Moderador
Staff member
#2
Vou falar aqui de um problema que muitos de vós provavelmente também já passaram...
Cães vadios! Bichos que adoro e que infelizmente Deus meteu-lhes na cabeça de deviam obrigar os ciclistas a fazerem sprints quando não querem através de ameaças de mordidas dolorosas.
A minha dúvida é: O que normalmente fazem? Fazem um sprint maluco? Abrandam e tentam convencê-los que são pessoas do bem?
Ainda no fim de semana passado voltou a acontecer-me... e são sempre os mesmos, na mesma subida! E para os mais céticos, não, não posso ir por outro sitio! Tenho que passar por ali...
Gostava que partilhassem as vossas experiências...
ehehe que falta de sorte..se tens que passar todos os dias :D Olha, eu quando avisto um com ar de interessado pego na botija na mão... se o vir a virar-se a mim mando um jatozito de água fogem que nem doidos :p Pensam que estão a ser mordidos!! :D Se o Cão não for para morder foge logo. Se for mesmo para morder se calhar já te tinha feito.
 

jpacheco

Moderador
Staff member
#5
ahh, ia-me esquecendo. O pior são aqueles que aparecem do nada e nos pregam um cagaço... fonix. Batimentos sobem em flexa mais adrenalina. Ai só dá tempo de dar à soleta :D
 

JPLopes_73

Well-Known Member
#7
Há uns tempos tive uma volta em que partimos de Leiria ... cães vadios à parva ... saímos para a batalha ... Ourém ... Porto de Mós ... Leiria ... novamente cães em matilha ...
Não gostei ... mas apresentei a reclamação à Câmara Municipal ... disseram-me que iam averiguar a questão ... nunca mais lá voltei ... mas digam-me vocês.

Será crime enfiar uma sapatada na dentadura de um cachorro, que nos tente morder ... ou é apenas legitima defesa???
 

open

Active Member
#8
Na passada 6ªf, volta inaugural da minha bicicleta, a cerca de 800 metros do fim da volta, um pastor alemão a correr com ar esfomeado e língua de fora na minha direcção, até que a uns míseros metros de mim, lá se ouve o assobiar do dono e...salvo pelo assobio!

por curiosidade hei-de ver o registo do Polar para ver se a frequência cardíaca disparou!

Já no btt o último episódio, foi bastante doloroso, quer para mim quer para o cão. O cão atacou com uma violência o meu pneu da frente que deve ter ficado com a marca do rasto no céu da boca...deixou pêlo no pneu e na suspensão...eu fui projetado OTB até aterrar no chão, mas levantei-me mais depressa do que caí, não fosse o cão aproveitar para acabar o serviço!

Mas, já sprintei, já fiquei encurralado entre o cão e uma rede, com a bicicleta para proteção e já mandei água... nunca mordido!

solução no teu caso, visto que passas lá todos os dias, levas uns biscoitos para cão e fazes as pazes com o bicho!
 
#11
O jacto de água definitivamente funciona às mil maravilhas numa boa parte dos cães. Em muitos cães o ladrar nestas situações é para afastar o que eles encaram como ameaça, e como funciona repetem sempre o mesmo comportamento. Ladrar a carros, bicicletas normalmente leva a que as pessoas acelerem e se afastem mais rápido, logo do ponto de vista do cão é eficaz e como tal utilizam-no (assim como do nosso ponto de vista a agua do bidon ajuda, e por isso repetimos este comportamento porque é eficaz). Nestes casos se a pessoa parar a bicicleta ou o carro é normal o cães ficarem sem saber o que fazer e recuar, porque é algo que vai contra o que lhe é habital. Mas como sempre isto não se aplica a todos os cães, uma vez que para alguns cães po parar pode ser visto como desafio pelo espaço... com mãos resultados normalmente para o ciclista... Assim eu diria que em caso de duvida usa o jacto de água e acelera, que em qualquer situação é eficaz (nem que seja pelo efeito surpresa que o cão recebe com a água)... Mas atenção, há cães que aprendem melhor que outroas a anticipar determinadas acções.

Assim, o que eu faria no teu lugar, se o problema é recorrente e com os mesmos cães no mesmo local contacta as autoridades. Se os cães tiverem chip o dono é identificado e responsabilizado por ter os cães soltos enquanto os deveria ter no "seu quintal" (os cães não tem culpa pela irresponsabilidade do dono tal como o Alberto disse!). Se forem cães assilvestrados (estes sim... um grande problema, uma vez que assumem comportamento de matilha e têm bastante à vontade com a presença humana - isto tb se aplica ao comportamento humano.. onde pessoa s que sozinhas são uma coisa mas em grupo têm comportamento que não teriam sozinhos), as autoridades (leia-se GNR, PSP, Direcção Geral de Veterinária (penso que se chama assim)) também são as pessoas mais indicadas para lidar com o problema.
 

open

Active Member
#12
Mas a mais assustadora foi, sem exagerar, mais de 50 cães a ladrar e passar pelo meio deles, a pé claro, com a bike à mão...

Em viseu, na pista de santos ivos (btt) passa-se perto de uma casa, que o dono faz caça ao javali, então cães é o que não falta ali! Só um tanque da polícia com jato de água é que me safava, caso dessem para atacar.
 
#13
Quando vejo cães ...é logo reduzir a velocidade e olhar nos olhos o bicho..tenho tido "sorte" eles serem simpáticos ;)
Quando aparecem de repente(até agora sem acidentes) é um teste ás pulsações e batimentos cardíacos.
 

JPLopes_73

Well-Known Member
#14
Bom ...
vou aqui deixar o meu segredo ... geralmente quando vou na estrada em vejo um cão com intenção violenta ... enfrento-o ... melhor na de BTT do que na de estrada ... até já vi uma técnica de dar uma castanhada com a roda de trás segurando a bike com a roda da frente ... mas isso exige um cão parvo ... que esteja à espera de a levar e muita rapidez na execução da manobra ...
Se um ou dois cães me ameaçam a latir ... chego-me a eles e dou-lhes um berro (fogem com o rabo entre as pernas) ... com sons provavelmente acima dos 95 dB ... há os assobios de ultra-sons ... mas nunca usei!

Água do bidont não deixa de ser técnica valida ... mas nunca usei ... para testar um dia destes ... será que reagem bem aos isotonicos???

Não gosto de agredir animais ou pessoas ... mas se essa parecer ser a unica solução ... lá terá de ser :p
 
#16
rbrunomarques o olhar fixamente nos olhos do bicho não é muito aconselhável. Para alguns cães isso é considerado um desafio pelo espaço, e se tiver uma personalidade forte vai avançar para ti de forma a testar até que ponto tu vais defender aquele espaço, nem que para isso use as sua mandibulas para o teste. O mais prudente é abrandar e manter o cão na visão periférica de forma a ter sempre o bicho "controlado" e antecipar qualquer investida (no teu caso que abrandas). Senão abrandas para mandar o jato de água e dás de frosques =)
 
#18
Basta pararmos para os cães desistirem da perseguição. Eles perseguem por uma questão de instinto. E falarmos com eles num tom autoritário é remédio santo.
Relativamente ao olhar diretamente nos olhos de um cão, pode não ser boa ideia, porque este pode entender que os estamos a desafiar.
 
#19
eu já fui mordido 2 vezes uma delas entrei por umas belgas dentro. é sempre uma situçao dificil se for pequeno a coisa resolve se mas se for dos grandes nao há grandes soluções.