Treinar para o Angliru

FilipeNasa

Active Member
@FilipeNasa lê os posts deste tópico… acho que devias fazer uma visita à zona…

http://www.forumciclismo.net/index.php?threads/subidas-ingremes-e-curtas.8381/page-6
Algumas até conheço. Vale;)
Entretanto subi novamente a Santa Isabel por Terras de Bouro...e piorei bastante, comparativamente à última vez! Iniciei com apenas 70 kms feitos e 1200m de acumulado...e percebi logo que ia doer mais que o costume!
Os dias não têm sido propriamente descansados; as noites nem se fala...e suspeito que tenha sido isso!
Mas uma coisa deu para treinar: como custou mais que o costume, a parte mental foi muito importante...e cheguei lá!
 

NULL

Moderador
Staff member
Algumas até conheço. Vale;)
Entretanto subi novamente a Santa Isabel por Terras de Bouro...e piorei bastante, comparativamente à última vez! Iniciei com apenas 70 kms feitos e 1200m de acumulado...e percebi logo que ia doer mais que o costume!
Os dias não têm sido propriamente descansados; as noites nem se fala...e suspeito que tenha sido isso!
Mas uma coisa deu para treinar: como custou mais que o costume, a parte mental foi muito importante...e cheguei lá!

Eu quero que conheças uma em particular... Mãos para Arga... ;)
 

FilipeNasa

Active Member
Ontem, enquanto fazia uma horita de rolo, estive a assistir à subida ao Angliru na Vuelta de 2011. O ritmo a que o Cobo faz a subida é algo de surreal (tanto é que mais tarde lá se soube que o homem tinha excesso de energia) :D
E claro...a de 2017 com a despedida pela porta grande do Contador. O que ele sofre na Cuena...um trepador daquele calibre!
Aquela porcaria deve parecer um escadório!
 

NunoAlves

Active Member
Eu quero que conheças uma em particular... Mãos para Arga... ;)
Eu também fui ao angliru, há 10 anos.
Fizemos primeiro o cordal (1a categoria) e depois angliru.
Sou um apaixonado por ciclismo. Naquela altura fui com uma bicicleta de BTT do continente que me tinha custado 90€. Pedais de plástico e sapatilha, foi fácil por o pé no chão e voltar a pedalar sempre que necessário. Isto pode ser importante, assim como a desmultiplicação. Para quem é purista, pode dizer "isso não vale" mas posso dizer que ainda guardo na memória momentos espetaculares dessa volta. O equipamento e nível de forma eram baixos mas a vontade e o prazeres eram bem altos.
Aquilo sobe a sério. Paramos várias vezes. Na cuna das cabras então ... paramos várias vezes para "ver as vistas".
No final, os últimos do grupo chegaram fora do controlo, com mais de meia hora de atraso. Fomos em agosto, o tempo estava com poucas nuvens mas no cimo levamos com um chuveiro enorme. Naquela altura não havia nada lá em cima, por isso levem comida e bebida com fartura.

Fiz este resumo para dizer que de facto a subida do Cerquido/Arga que o @NULL fala tem algumas semelhanças e pode ser um bom treino. Outra boa que aconselho para treinar inclinação é Santo Antão em Caminha.
 

FilipeNasa

Active Member
A subida para as eólicas em Âncora também é jeitosa. E é em gravilha solta, o que aumenta o atrito e diminui a aderência, tornando-a mais difícil.
Tenho casa em Âncora, mas nunca ouvi falar dessa!
 

FilipeNasa

Active Member
Eu também fui ao angliru, há 10 anos.
Fizemos primeiro o cordal (1a categoria) e depois angliru.
Sou um apaixonado por ciclismo. Naquela altura fui com uma bicicleta de BTT do continente que me tinha custado 90€. Pedais de plástico e sapatilha, foi fácil por o pé no chão e voltar a pedalar sempre que necessário. Isto pode ser importante, assim como a desmultiplicação. Para quem é purista, pode dizer "isso não vale" mas posso dizer que ainda guardo na memória momentos espetaculares dessa volta. O equipamento e nível de forma eram baixos mas a vontade e o prazeres eram bem altos.
Aquilo sobe a sério. Paramos várias vezes. Na cuna das cabras então ... paramos várias vezes para "ver as vistas".
No final, os últimos do grupo chegaram fora do controlo, com mais de meia hora de atraso. Fomos em agosto, o tempo estava com poucas nuvens mas no cimo levamos com um chuveiro enorme. Naquela altura não havia nada lá em cima, por isso levem comida e bebida com fartura.

Fiz este resumo para dizer que de facto a subida do Cerquido/Arga que o @NULL fala tem algumas semelhanças e pode ser um bom treino. Outra boa que aconselho para treinar inclinação é Santo Antão em Caminha.

Querias ir, foste, fizeste e tiraste prazer pelo facto de lá estares. Usufruiste em pleno.
Sinceramente, é esse o espírito!
Se puseste o pé no chão...se a bike custava 90euros...se paraste...isso é totalmente secundário.
Purista? Sim, o teu relato. O restante é um conceito tão abstracto que se torna menor.
Eu quero ir, e espero poder ir...mas o espírito é mesmo esse. Quero treinar para que possa ir mais preparado para a experiência, mas se não conseguir, espero poder usufruir!
O objectivo não é bater o tempo do Heras :p
 

FilipeNasa

Active Member
Quem subiu...levou um bidão com água ou dois?
Aproveito para questionar também o seguinte: levar um bidão de água no jersey, ao invés de o levar pendurado na bicicleta, do ponto de vista de massa a movimentar...é a mesma coisa? 600 gramas "junto" à massa do ciclista, é diferente dessas mesmas 600 gramas "atreladas" no objecto a movimentar?
Não sei se me faço entender.
 

elchocollat

Well-Known Member
Pá, por comodidade eu levaria 2 de 700ml na bicicleta. Eu odeio andar com coisas nos bolsos da jersey, e ir com um bidão lá... Não me parece fazer sentido, honestamente.
Se queres um extra, leva no carro de apoio OU compra um suporte de triathlon que dê para por um bidon extra no selim.
 

FilipeNasa

Active Member
Eu odeio andar com coisas nos bolsos da jersey, e ir com um bidão lá
Elchocollat...isto é um exemplo apenas para chegar ao ponto que pretendo: a deslocação de massa / peso suspenso. Nunca andaria com um bidão no jersey...pelo menos enquanto não entrar para a Jumbo :)
 
Top