Treinar para o Angliru

FilipeNasa

Active Member
Boas,

Sou da área de Braga, e tal como o titulo indica, estou a marinar a ideia de ir ao Angliru. A minha questão é a seguinte: há aqui malta do Minho que já tenha feito a subida? Se sim, podiam dar dicas sobre sitios/subidas onde se pudesse experimentar inclinações semelhantes?
É óbvio que o Angliru tem a particularidade de subir muito e durante tempo considerável...mas se souberem onde é que se pode "ter um cheirinho" de inclinações parecidas aos piores sectores, já era uma boa ajuda.
 

TiagoLopes

Well-Known Member
Se houvesse 1 sitio que pudesses simular esta monstruosidade irias saber :p
Mesmo que consigas um sitio que simule o berço das cabras ( 800m a 20+%) n tem em conta o que tens para traz.
É ires com mentalidade de sofrer e dps contares a experiencia :) Boa sorte
alto-del-angliru-la-vega-riosa.png
 

FilipeNasa

Active Member
Como eu tinha escrito, penso que por cá não existe forma de treinar algo em moldes idênticos...mas a ideia seria algo do género:

- ter conhecimento de algum sector onde pudesse experimentar uma inclinação de 24% (nunca passei dos 16%)
- usar esse sector para, pontualmente, testar as pernas e apurar a evolução de forma.

Tendo uma ideia do esforço necessário para ultrapassar esse tipo de inclinação, seria mais "fácil" moldar o treino necessário.
 

NULL

Moderador
Staff member
Boas,

Sou da área de Braga, e tal como o titulo indica, estou a marinar a ideia de ir ao Angliru. A minha questão é a seguinte: há aqui malta do Minho que já tenha feito a subida? Se sim, podiam dar dicas sobre sitios/subidas onde se pudesse experimentar inclinações semelhantes?
É óbvio que o Angliru tem a particularidade de subir muito e durante tempo considerável...mas se souberem onde é que se pode "ter um cheirinho" de inclinações parecidas aos piores sectores, já era uma boa ajuda.

Eu nunca subi o Angliru mas fiquei curioso com as perguntas. Quando uma pessoa tem ideia de fazer uma subida como o Angliru já deverá ter um estado de forma e performance média / alta.

Se és de Braga onde costumas dar as tuas voltas? Que subidas duras já fizeste? Quais as que achaste mais difíceis?
 

Maddog

Well-Known Member
Bem eu já tive oportunidade de fazer algumas coisas nos picos da europa, nomeadamente Lagos de Covadonga e no dia seguinte Angliru, posso dize-lo com toda a certeza que foi o mais duro que alguma vez apanhei, já fiz muita coisa a nivel nacional, Madeira por explo tem coisas terríveis mas quanto a mim ficam aquém do Angliru, pois é uma subida desumana, que só piora e a parte final é realmente o pior.
Foram 1h23 para fazer 13km de subida , foi relativamente curta e muito difícil comparado com outras mais longas mas com menos inclinação.
Quanto a zonas de treino pelo minho pouco posso ajudar, apesar de ja ter andado pelo Geres não vejo assim nada que se possa comparar, tens subidas bem duras aí mas nada com essa extensão e dureza
 

FilipeNasa

Active Member
Pemartins:

Já fiz esse sector algumas vezes. Conheço malta que, curiosamente, chama a essa subida "o Angliru de Braga" :D
Tem uma parte que puxa um pouco, sim...mas onde foste buscar essa inclinação de 20%? Será realmente assim?

Null:

Também és de Braga?
Nos arredores, a subida de Briteiros ao Sameiro de que o Pemartins fala é um clássico...já a fiz algumas vezes. Mas quando estou com disposição de subir, costumo ir a Santa Isabel do Monte (via Terras de Bouro), subir à Portela do Homem (tanto pela Vila do Gerês como por Lobios), Mixões da Serra, Brufe, Junceda...por exemplo.
Destas a que acho mais puxada é a de Santa Isabel...embora não seja nada de anormal, no que a percentagens diz respeito.

Maddog:

Que conselhos de treino dás, tendo em conta essa tua experiencia?
 

NULL

Moderador
Staff member
Pemartins:

Já fiz esse sector algumas vezes. Conheço malta que, curiosamente, chama a essa subida "o Angliru de Braga" :D
Tem uma parte que puxa um pouco, sim...mas onde foste buscar essa inclinação de 20%? Será realmente assim?

Null:

Também és de Braga?
Nos arredores, a subida de Briteiros ao Sameiro de que o Pemartins fala é um clássico...já a fiz algumas vezes. Mas quando estou com disposição de subir, costumo ir a Santa Isabel do Monte (via Terras de Bouro), subir à Portela do Homem (tanto pela Vila do Gerês como por Lobios), Mixões da Serra, Brufe, Junceda...por exemplo.
Destas a que acho mais puxada é a de Santa Isabel...embora não seja nada de anormal, no que a percentagens diz respeito.

Maddog:

Que conselhos de treino dás, tendo em conta essa tua experiencia?

Dessas todas que falas a mais dura é sem dúvida a de Santa Isabel. Já é uma subida bastante exigente.

Por mais que procures não vais encontrar nenhum Angliru por aqui, (se bem que há uma subida de Ponte da Barca para a Boalhosa que tem o nome de segmento do Strava de Angliru) o que eu te sugiro é fazeres voltas com bastante dureza… desenha umas voltas com 100 a 150km com 2500d+ para cima… vai testando as pernas.

Deve haver poucas subidas no Minho que eu não conheça, se me perguntares qual é a mais dura eu digo-te que é a subida de Arga por Maos… são apenas 4 ou 5km mas são brutais.

Podes com facilidade fazer voltas onde possas juntar 2 ou três das seguintes: Arga, Boalhosa, Vascões, Rendufe (Ponte de Lima para Coura) Extremo + Padroso, Mezio, Germil, Brufe, Junceda, Pedra Bela, Santa Isabel (ambos os lados), Mixões, etc… Há algumas vertentes para a Boalhosa ou para Mixões bem duras… mas eu sinceramente acho que devias fazer subidas longas em ritmo bem vivo… tu precisas de resistência à fadiga.
 

FilipeNasa

Active Member
mas eu sinceramente acho que devias fazer subidas longas em ritmo bem vivo… tu precisas de resistência à fadiga.

Qual é a base para achares isso? Achas que, para se superar pendentes absurdas é necessário ter capacidade de resistir ao cansaço? Tipo...força bruta e depois aguentar?

Deve haver poucas subidas no Minho que eu não conheça, se me perguntares qual é a mais dura eu digo-te que é a subida de Arga por Maos… são apenas 4 ou 5km mas são brutais.
Nunca ouvi falar, mas já me deixaste curioso. Fica para que lados?
 

NULL

Moderador
Staff member
Qual é a base para achares isso? Achas que, para se superar pendentes absurdas é necessário ter capacidade de resistir ao cansaço? Tipo...força bruta e depois aguentar?


Nunca ouvi falar, mas já me deixaste curioso. Fica para que lados?

Que andamentos tens na bike?
 

parafusos

Member
Em relação à cassete, como já te alertaram, é melhor levares 11-32, pois irás fazer a subida de forma mais tranquila, pois no Angliru tens pendentes agrestes e com carreto 25 corres o risco de teres que pôr o pé no chão.
Até podes não vir a utilizar o 32 (o que duvido:D), mas caso venha a ser necessário, sabes que está lá;)
Em relação aos treinos, caso tenhas rolo direct drive, é utilizares uma das plataformas (Bkool, Rovy, etc) e fazer a subida. Caso não tenhas, é veres no teu grupo de amigos se alguém tem e pedires para utilizar 2 ou 3 vezes :cool:.
Caso contrário, é fazeres como já te foi sugerido: voltas de 3 dígitos com muuuuitooo acumulado.
Bons treinos e depois reporta a tua vivência:).
 

pemartins

Well-Known Member
Pemartins:

Já fiz esse sector algumas vezes. Conheço malta que, curiosamente, chama a essa subida "o Angliru de Braga" :D
Tem uma parte que puxa um pouco, sim...mas onde foste buscar essa inclinação de 20%? Será realmente assim?
São os valores que o Strava apresenta. Não sei se estarão corretos
 

FilipeNasa

Active Member
Só por curiosidade… quantos km ou horas fazes por ano mais ou menos?
4500/5000 aproximadamente.

11-25 é a cassete que tenho montada, mas nunca seria a cassete para levar! Tenho essa noção. Apesar de nunca ter usado o 25 atrás, sei bem que numa subida desse calibre ia ser demasiado curto.
Mas a avaliar pelas vossas opiniões, o melhor é aumentar a dose no que a subidas diz respeito...fazer muitas e boas :)

Em relação aos treinos, caso tenhas rolo direct drive, é utilizares uma das plataformas (Bkool, Rovy, etc) e fazer a subida.
Confesso que estou interessado em fazer o upgrade ao velhinho rolo que uso desde 2010, mas não entendo nada desses assuntos. Qualquer rolo smart dá para, mediante aplicações, simular subidas conhecidas?
 

bogas

Well-Known Member
Qual é a base para achares isso? Achas que, para se superar pendentes absurdas é necessário ter capacidade de resistir ao cansaço? Tipo...força bruta e depois aguentar?


Nunca ouvi falar, mas já me deixaste curioso. Fica para que lados?
Ponte de Lima, Ponte da Barca e Paredes de Coura.
 

bogas

Well-Known Member
Na zona de Ponte da Barca tens algumas subidas duras em que podes treinar, não são é longas.
Tens a subida para a Danaia, na nacional que vem de Vila Verde, que não havendo segmento completo da subida divide-se em dois. Primero 1.7km a 11.7% e o segundo 3.6km a 10%.
Depois tens outra na nacional que vai para Ponte de Lima que se chama Pegadinha, bem dura também uns 3km e se quiseres continuar até ao topo da Boalhosa são mais 4km com umas pendentes bem interessantes.
 
Top