Bicicleta Van Rysel estrada EDR CF Disco Ultegra

pratoni

Well-Known Member
Comprovado, amigo. Estou muito satisfeito até agora. Para ficar perfeita falta só um selim à minha medida e um par de rodas melhorzitas. Aos poucos vai lá. Mesmo assim, em termos dinâmicos ganhei, em termos gerais, de 3 a 6 km/h de média para os mesmos percursos, relativamente à de alumínio. Não fazia ideia.
Isso quer é fotos da menina... :D:D:p:p:eek::eek::cool::cool:
 

newb

Well-Known Member
Comprovado, amigo. Estou muito satisfeito até agora. Para ficar perfeita falta só um selim à minha medida e um par de rodas melhorzitas. Aos poucos vai lá. Mesmo assim, em termos dinâmicos ganhei, em termos gerais, de 3 a 6 km/h de média para os mesmos percursos, relativamente à de alumínio. Não fazia ideia.
tanta media a mais que ganhaste!?
sera pq aerodinamica? mesmo 1.5kg a menos q tem em x da aluminio isso julgo que so conta a subir..., mas 1.5k é levar ou nao agua cheia?
mas entendo o que dizes claro.
a minha é alu é os 8.8 kg sente-se talvez.
 

mussulo

Well-Known Member
Comprovado, amigo. Estou muito satisfeito até agora. Para ficar perfeita falta só um selim à minha medida e um par de rodas melhorzitas. Aos poucos vai lá. Mesmo assim, em termos dinâmicos ganhei, em termos gerais, de 3 a 6 km/h de média para os mesmos percursos, relativamente à de alumínio. Não fazia ideia.

Isso não será efeito placebo?
 

Praxedes

Member
tanta media a mais que ganhaste!?
sera pq aerodinamica? mesmo 1.5kg a menos q tem em x da aluminio isso julgo que so conta a subir..., mas 1.5k é levar ou nao agua cheia?
mas entendo o que dizes claro.
a minha é alu é os 8.8 kg sente-se talvez.

A minha Allez da Specialized é bike para 12-13 kg. O problema é que não é só o peso a ajudar. As rodas são melhores, o grupo é melhor, a geometria é mais evoluída e o quadro mais rígido, o que torna a bike mais reativa. Aquela zona do eixo pedaleiro, por exemplo, com a rigidez acrescida, o quadro não "dobra", todo o torque das pernas é traduzido em movimento. Isto é o que eu sei, e considero-me leigo na matéria. Alguém que saiba mais poderá facilmente comprovar o que digo. E quanto aos ganhos propriamente ditos, foram fáceis de comprovar, bastou comparar os mesmos circuitos que fazia com a specialized, no strava, com os resultados desta, também no strava, nos mesmos circuitos. E sim, é impressionante, tenho pena de só ter adquirido agora a CF, mas pronto, tudo acontece quando tem de acontecer...✌
 

Velhadas

Well-Known Member
A minha Allez da Specialized é bike para 12-13 kg. O problema é que não é só o peso a ajudar. As rodas são melhores, o grupo é melhor, a geometria é mais evoluída e o quadro mais rígido, o que torna a bike mais reativa. Aquela zona do eixo pedaleiro, por exemplo, com a rigidez acrescida, o quadro não "dobra", todo o torque das pernas é traduzido em movimento. Isto é o que eu sei, e considero-me leigo na matéria. Alguém que saiba mais poderá facilmente comprovar o que digo. E quanto aos ganhos propriamente ditos, foram fáceis de comprovar, bastou comparar os mesmos circuitos que fazia com a specialized, no strava, com os resultados desta, também no strava, nos mesmos circuitos. E sim, é impressionante, tenho pena de só ter adquirido agora a CF, mas pronto, tudo acontece quando tem de acontecer...✌
e as pernas tambem devem estar melhores porque quando um gajo compra uma burra nova anda muito mais
 

Praxedes

Member
@Velhadas Lol, claro amigo, essa é uma verdade incontornável hehehe
@kostaviks Mas sendo boas já parti dois raios na roda traseira. Eu sou um gajo pesado e ao que parece elas não gostam de ciclistas pesados...
 

NunoAlves

Active Member
A minha Allez da Specialized é bike para 12-13 kg. O problema é que não é só o peso a ajudar. As rodas são melhores, o grupo é melhor, a geometria é mais evoluída e o quadro mais rígido, o que torna a bike mais reativa. Aquela zona do eixo pedaleiro, por exemplo, com a rigidez acrescida, o quadro não "dobra", todo o torque das pernas é traduzido em movimento. Isto é o que eu sei, e considero-me leigo na matéria. Alguém que saiba mais poderá facilmente comprovar o que digo. E quanto aos ganhos propriamente ditos, foram fáceis de comprovar, bastou comparar os mesmos circuitos que fazia com a specialized, no strava, com os resultados desta, também no strava, nos mesmos circuitos. E sim, é impressionante, tenho pena de só ter adquirido agora a CF, mas pronto, tudo acontece quando tem de acontecer...✌
Boa noite

Seria interessante fazeres os mesmos segmentos a fundo novamente com a bicicleta antiga e comparares os tempos.
 

Praxedes

Member
Boas. As últimas novidades da minha Van Rysel prendem-se com as rodas. Após 4 raios partidos na roda traseira, decidi reformar as Fulcrum de origem. Não que as rodas sejam más, mas o limite de 109 kg do ciclista condicionam imenso o comportamento das mesmas. Já estão no forno umas DT Swiss, também em alumínio mas estruturalmente mais fortes, equipadas com pneus de 30 mm. Quando experimentar darei aqui o feedback, assim como a ref. completa das rodas.✌️
 

Praxedes

Member
Voltinha de estreia com as rodas novas, DT Swiss E1850 Spline equipadas com pneus 30c. De repente as estradas ficaram todas boas, o ganho em conforto é notório e significativo, dá muita confiança andar em piso degradado. Baixei a pressão cerca de 1.5 bar em relação ao que usava com os pneus 25c e acho que vou manter esta calibragem. Se houver alguma perda de velocidade é muito impercetível, estou mesmo satisfeito com este set de rodas.
 

Praxedes

Member




Boas pessoal! Passei aqui só para dizer que a Van Rysel deu lugar a está nova menina. Scott Addict RC 30 de 2022. Grupo SRAM etap AXS, pintura mate, cerca de 8 kg, cabos integrados. Após pouco mais de 11 mil Km rodados em pouco mais de um ano, a vermelhinha lá foi. Grandes alegrias e poucos problemas, seria o que eu diria se tivesse de resumir. A situação menos agradável foi mesmo a das rodas, obrigando a substituição. Não porque viessem com defeito, mas o limite de peso do ciclista estava muito próximo do meu, por isso...
Esta addict está uns patamares acima, estou a adorar. Mais confortável, mais silenciosa, mais estável em alta velocidade. As mudanças são uma pequena maravilha, as trocas de marcha são muito suaves e precisas, o ruído de rolamento da corrente é praticamente inaudível, quase desconcertante. O único senão, que realmente me franzir o sobrolho, são as médias que, no geral dos traçados que percorro, são ligeiramente mais baixas (!!!). Possível causa, ainda não me adaptei aos andamentos da cassete de 12 carretos e aos pratos 48-35 ( acho que é isto). Enfim, o ganho qualitativo é significativo, no geral. Abraços ✌️
 

tuga

Well-Known Member
Parabéns pela nova e bonita bike. E ainda bem que se ve confirmado que os gostos mudam, porque para quem as bicicletas pretas lembravam carros funerarios... ;)
Em relação à perda de velocidade, pode depender um pouco da geometria e da falta de ajustes à tua anatomia. Ainda não encontrei nos sites habituais de comparação de geometrias nenhuma VanRysel mas o “problema” pode estar escondido no referido conforto adicional. Terás de econtrar a posição ideal nessa geometria para put the power down.
 
Top