Selim Brooks

#21
boas...

eu tenho um team pro e aquilo é rijo como tudo, ao fim de tanto tempo nota-se que já abateu mas o cabedal é muito espesso e mantem-se pouco flexível, já ponderei aliviar um bocado o parafuso mas ainda não o fiz...
as "pomadas" que já usei foram, sebo de botas normal por baixo sobretudo, já meti por cima e não escureceu muito, ultimamente uso a da VeloOrange, nada a dizer faz o que é suposto....

Ora bem, contudo estou "desiludido" nos últimos tempos tenho reparado mais nas mossas após as voltas, tornou-se desconfortável (será que aguma vez foi?), não sei bem o que se passa... será que tem a ver com o bike fit e a combinação disso resultar em dores no rabo? não sei... também acho que os meus calções poderão ter algo a dizer uma vez que são velhos e a carneira já está um bocado assim para o amassada...

estou a ponderar mudar de selim, mas 1º queria descartar a parte do bike fit ainda que não saiba bem como o fazer...
Já andei com os novos que são de borracha e aquilo pareceu-me mais interessante dos que os de cabedal.
 
#22
boas...

eu tenho um team pro e aquilo é rijo como tudo, ao fim de tanto tempo nota-se que já abateu mas o cabedal é muito espesso e mantem-se pouco flexível, já ponderei aliviar um bocado o parafuso mas ainda não o fiz...
as "pomadas" que já usei foram, sebo de botas normal por baixo sobretudo, já meti por cima e não escureceu muito, ultimamente uso a da VeloOrange, nada a dizer faz o que é suposto....

Ora bem, contudo estou "desiludido" nos últimos tempos tenho reparado mais nas mossas após as voltas, tornou-se desconfortável (será que aguma vez foi?), não sei bem o que se passa... será que tem a ver com o bike fit e a combinação disso resultar em dores no rabo? não sei... também acho que os meus calções poderão ter algo a dizer uma vez que são velhos e a carneira já está um bocado assim para o amassada...

estou a ponderar mudar de selim, mas 1º queria descartar a parte do bike fit ainda que não saiba bem como o fazer...
Já andei com os novos que são de borracha e aquilo pareceu-me mais interessante dos que os de cabedal.
Zé, bem aparecido sejas por estas bandas...;)

Pois, revejo-me um pouco na tua experiência com o Brooks. Já levo umas largas centenas de kms em cima do meu B17 e, sem ser propriamente desconfortável, também não posso afirmar que seja um prodígio de conforto. Talvez porque as minhas expectativas eram elevadas em relação ao selim, fruto das opiniões e experiências de outros utilizadores, não estou totalmente convencido. E tanto não estou convencido, que resolvi voltar a experimentar o selim que tinha antes do Brooks, só numa de tira teimas e de ter uma comparação mais justa e fidedigna, e posso dizer que ainda não voltei a instalar o Brooks na bicicleta de estrada. Montei-o sim na minha velhinha Peugeot "randonneira" e tenho-o usado com a roupa casual, do dia a dia, e parece-me ser mais essa a praia de um selim deste género.

Na bicicleta de estrada, comparando entre o actual selim e o B17, sinto que perdi alguma mobilidade em cima do selim (o B17 permite mudar de posição constantemente durante a pedalada), mas ganhei maior liberdade em termos de pressão entre pernas e na zona do períneo, não me causando tanta pressão. É precisamente nestes dois pontos que encontrei maior dificuldade de adaptação ao Brooks, ou seja, no entre pernas, devido ao selim ser mais largo, e na zona do "nariz" do selim...o Brooks é uma verdadeira pedra, embora o meu já tenha alguma flexibilidade na zona central.

Para além das características do próprio selim ou do vestuário que usamos, mencionas aí um ponto muito importante, o do bikefit. Muitas vezes o desconforto não se deve a um mau selim, mas sim a um selim mal ajustado ou a uma posição errada em cima da bicicleta. E, quanto a isso, percebi que encaixo muito melhor no B17 numa bicicleta com uma geometria mais descontraída, do que na bicicleta de estrada. No entanto, sei que a tua Surly já tem uma geometria bastante relaxada, pelo que deves tentar perceber se não há nada que possas fazer em relação à afinação do selim (por vezes uns milímetros para baixo, para cima, para trás ou para a frente fazem toda a diferença).

Se me perguntarem se estou desiludido com a compra do B17? Não, de todo! Este será daqueles para manter porque a nossa "marca" vai ficando gravada no selim e sei que usando-o em qualquer bicicleta que tenha, não comprometerá. Se é o prodígio de conforto anunciado? Depende da bicicleta, depende da afinação, etc...mas atenção às expectativas elevadas!
 

pratoni

Well-Known Member
#23
HOW DO I DECIDE WHICH BROOKS SADDLE IS BEST FOR ME?

There are a number of points to consider, one of which is, of course, personal preference. Wider saddles are better suited to a more upright sitting position; narrower saddles to a more forward leaning position. Rear springs provide added comfort on narrower models and are necessary for those riding in a more upright position as they absorb shocks from the road otherwise inflicted upon the spine. Titanium frames, not only offer weight reduction, but also a superior shock absorbency over steel frames. The advantage with a leather saddle is that it moulds to suit the individual anatomy of its rider and becomes personal to that rider while the natural movement of the leather functions like a hammock that allows for a fluid movement between rider and machine. On many of our product pages, and included in our Cinema, is a video which will help make explanation of which is a suitable saddle. Alternately you can find the video here

in http://www.brooksengland.com/en_uk/faq

O que está a bold foi um dos factores que me levou a escolher a versão Narrow do B17 para a bicicleta de estrada e, embora me reveja nas vossas frustrações do período de "quebra" do selim (ao inicio havia alturas em que ao fim de 20 kms lá tinha que levantar o rabo de vez em quando...), hoje não me arrependo nada porque sinto uma liberdade a pedalar sem nada a roçar nas pernas e entre-pernas...
 
#24
atão Ricardo??
eu ando sempre por aí, comós politicos :cool:

eu tenho outra bike uma antiga dos anos 70.
a posição é mais "racing" mas as medidas são aquelas, mm no ponto, já andei lá em cima 18 horas (300k) e não tive dormencias nem dores no rabo... tem um selim de cabedal tb, mais pequeno...
achei impressionante....
gostava de reproduzir isso na surly, pq é uma bike diferente. já meti o selim desta na surly mas não resultou tão bem, o que me leva a pensar que são as medidas da surly que estão erradas

o que não gosto na bike antiga são os travões, uns mafac que já me levaram ao chão numa rotunda, para além de que a descer é um terror
e depois fico desapontado como facto de uma bike de 200€ me oferecer mais conforto em longas distancias do que a surly "um pouco" mais cara...
claro que não é o preço que faz uma bike boa ou menos boa, chateia-me é ter aquela sensação que se calhar não fiz as opçoes certas em termos de tamanhos etc, voltaria a comprar uma surly sem duvida...
 
#26
atão Ricardo??
eu ando sempre por aí, comós politicos :cool:

eu tenho outra bike uma antiga dos anos 70.
a posição é mais "racing" mas as medidas são aquelas, mm no ponto, já andei lá em cima 18 horas (300k) e não tive dormencias nem dores no rabo... tem um selim de cabedal tb, mais pequeno...
achei impressionante....
gostava de reproduzir isso na surly, pq é uma bike diferente. já meti o selim desta na surly mas não resultou tão bem, o que me leva a pensar que são as medidas da surly que estão erradas

o que não gosto na bike antiga são os travões, uns mafac que já me levaram ao chão numa rotunda, para além de que a descer é um terror
e depois fico desapontado como facto de uma bike de 200€ me oferecer mais conforto em longas distancias do que a surly "um pouco" mais cara...
claro que não é o preço que faz uma bike boa ou menos boa, chateia-me é ter aquela sensação que se calhar não fiz as opçoes certas em termos de tamanhos etc, voltaria a comprar uma surly sem duvida...

Ui...na questão dos tamanhos não me meto. Tem sido o assunto que por aqui mais tem gerado confusão e em que todos ralham e ninguém tem razão! (olha, até rimou :) ) . Acho que já todos nós, de uma forma ou de outra, já cometemos erros na escolha de um quadro, de uma bicicleta ou de qualquer outro componente. Claro que alguns erros pagam-se mais caro do que outros e sei, por experiência própria, que, para além da questão monetária, há a frustração de lidarmos com uma má opção. Mas atenção, não quero com isto dizer que a Surly não é adequada às tuas medidas e características, porque simplesmente não tenho conhecimento para opinar sobre isso. Mas, por curiosidade, qual é o tamanho do teu quadro?

Eu senti-me mais confortável no Brooks na minha bicicleta dos anos 70, mas sinto-me mais confiante e confortável (de uma forma geral) na minha bicicleta de estrada "principal". Não sei se me faço entender. O que quis dizer é que, no caso do B17, parece ser um selim do qual se consegue tirar melhor proveito se montado numa bicicleta com uma geometria mais relaxada e com o ciclista adoptando uma posição mais vertical. Mas continuo a defender que o B17 também não desilude na bicicleta de estrada, mas fazendo um balanço entre as vantagens e desvantagens deste e do outro selim que uso, a coisa anda ela por ela. Ou seja, o que concluo é que neste momento prefiro usar outro selim na bicicleta de estrada, mas se me apetecer usar o B17 em qualquer ocasião já sei que não ficarei mal servido.

A Surly é um grande quadro, daqueles para durar uma vida. Confirma bem as tuas medidas, procura corrigir o que for necessário e não te apresses a dizer que fizeste uma má opção.

Já agora, um aparte, esses Mafac de que falas são os Racer? Tenho uns monstros desses montados na minha ferrugenta e aquilo trava que se farta.

pratoni, antes de comprar o B17 informei-me devidamente e optei pela versão Narrow, precisamente por ser mais estreito e indicado para uma utilização mais desportiva. No entanto, ainda assim, acho-o demasiado largo. Talvez porque a minha fisionomia também não ajude. Tenho as pernas muito juntas, as minhas calças queixam-se disso :)
 

pratoni

Well-Known Member
#27
Demasiado largo? Experimenta recuá-lo um pouco...

Eu sinto que na parte do períneo até é bastante estreito, mas no meu caso, acho que é o suficiente...
 
#28
boas...

o meu quadro Surly tem 56 no top tube e seattube, pode não estar bem medido ao milimetro.... no site dizem que o effective top tube são 57cm.
Meço 179 cm e tenho 83 entre-pernas, na altura usei um site para calcular as medidas e o tipo da loja concordou, mas foi naquela "yá yá essa medida tá fixe...." sem grande ciência....
Por acaso nºao sei as medidas da outra de cor, mai logo ponho aqui...

hoje quando vim para o trabalho estive a olhar para o selim e as marcas dos ossos (ísquios), que se vêem perfeitamente, estão muito perto daquelas taxas (ou rebites não sei) ora bem isto é muito atrás e como o selim é mais largo aí sinto o roçar do selim, por baixo das bochechas do rabo.... acho que dá para perceber, esta também é a parte menos flexível porque fica perto da estrutura que suporta o cabedal.

Quando me sento fico logo ali encaixado e sinto até um certo conforto por sentir que está mesmo feito ao meu corpo... mas durou pouco umas 3/4 horas, parece-me pouco e que evidencia algo errado...

Já agora em longas voltas onde sofro mais é no rabo e nos braços, em particular os cotovelos, eu acho que é por andar muito tempo com eles esticados, mas esta é a posição que costumo andar naturalmente, quando penso nisso já estou à rasca dos cotovelos, e depois começou então a andar mais dobrado e com os cotovelos flectidos.
Mas esta posição que adopto automaticamente também deve ser um reflexo das medidas erradas, ou do bike fit.

@Skyforge
os Mafac são os Competition dourados, a ler na net parece que aquilo era muito bom... dasse para quem está habituado a travões de disco, aquilo nem abrandador é ehehe, pode ter a ver com a combinação calços/superficie das rodas não ser a mais eficiente. São lindos e combinam bem na bike que é verde com uns apontamentos vermelhos.
 

MigC77

Well-Known Member
#29
Amigo josepemota, sem querer ser desmancha-prazeres e tendo em conta que tu próprio já desconfias do "diagnostico”… Essa bicicleta é efectivamente muitoooooo grande para ti! O ETT deveria rondar os 53cm no máximo… portanto estás aí com uns bons 3-4cm a mais… Com essa folga toda acho que não há bike fit que te safe pode melhorar mas não fica como deve ser.
 
#30
boas...

o meu quadro Surly tem 56 no top tube e seattube, pode não estar bem medido ao milimetro.... no site dizem que o effective top tube são 57cm.
Meço 179 cm e tenho 83 entre-pernas, na altura usei um site para calcular as medidas e o tipo da loja concordou, mas foi naquela "yá yá essa medida tá fixe...." sem grande ciência....
Por acaso nºao sei as medidas da outra de cor, mai logo ponho aqui...

hoje quando vim para o trabalho estive a olhar para o selim e as marcas dos ossos (ísquios), que se vêem perfeitamente, estão muito perto daquelas taxas (ou rebites não sei) ora bem isto é muito atrás e como o selim é mais largo aí sinto o roçar do selim, por baixo das bochechas do rabo.... acho que dá para perceber, esta também é a parte menos flexível porque fica perto da estrutura que suporta o cabedal.

Quando me sento fico logo ali encaixado e sinto até um certo conforto por sentir que está mesmo feito ao meu corpo... mas durou pouco umas 3/4 horas, parece-me pouco e que evidencia algo errado...

Já agora em longas voltas onde sofro mais é no rabo e nos braços, em particular os cotovelos, eu acho que é por andar muito tempo com eles esticados, mas esta é a posição que costumo andar naturalmente, quando penso nisso já estou à rasca dos cotovelos, e depois começou então a andar mais dobrado e com os cotovelos flectidos.
Mas esta posição que adopto automaticamente também deve ser um reflexo das medidas erradas, ou do bike fit.

@Skyforge
os Mafac são os Competition dourados, a ler na net parece que aquilo era muito bom... dasse para quem está habituado a travões de disco, aquilo nem abrandador é ehehe, pode ter a ver com a combinação calços/superficie das rodas não ser a mais eficiente. São lindos e combinam bem na bike que é verde com uns apontamentos vermelhos.

Pois, eu sem perceber grande coisa de bikefit e de tabelas de tamanhos, também direi que deste um valente tiro ao lado na escolha do tamanho do quadro :( Com as tuas medidas nunca devias ter ido além de um 54...e mesmo assim ainda é capaz de ser grande. Esse quadro estará perfeito para alguém com a minha estatura. Podes sempre jogar com o avanço, o espigão, o recuo do selim, mas não sei se conseguirás corrigir esse desfasamento. Que medida de avanço estás a usar? O espigão é com recuo? É pena, porque esse quadro é realmente fantástico na sua sobriedade, robustez e versatilidade. Quanto ao selim, parece-me que estás a sentar-te muito atrás...o que não deixa de ser estranho, uma vez que o quadro até é grande. Ou seja, parece-me andas certamente muito esticado.

Olha que tens aí uma bela peça de colecção, esses Mafac Competition, e ainda por cima a versão gold. Dá uma espreitadela ao valor que isso tem no mercado de usados por essa internet fora e ficarás surpreendido. Esses travões, assim como os Racer, bem afinados e com bons calços deveriam travar muito bem. Os meus estão com os calços todos comidos (suponho que ainda sejam os originais) e aquilo ainda trava muito bem.

Olha, mostra aí essa bicicleta antiga que agora fiquei curioso.
 

GMQ

Well-Known Member
#31
josepemota msmo mexendo no avanço e colocando um espigão sem recuo, muito dificilmente a coisa vai lá. Como disseram acima tens aproximadamente 3 a 4 cm a mais do que seria recomendado para ti, isto é um top tube a rondar os 53 cm no máximo. Mas nada perdes em tentar para amenizar a diferença. Sugeria-te o espigão da decathlon, mas por ser uma bike com caracteristicas especificas não sei se assentará bem.
 
#32
Essa cera não reparei que havia lá.

É sempre bom saber que existem alternativas.

Pelo que tenho lido acho que esse selim é dos que tem o cabedal mais rijo da brooks levando mais tempo a quebrar portanto é boa ideia seres bem generoso na aplicação da cera e óleo...
Já apliquei o óleo no Team Pro assim noutro brooks antigo que tenho na Ginet e num Selle Ideale também com uns valentes anos e em qualquer um deles o óleo é absorvido em menos de uma hora deixando os selins sem vestígios de gordura e ficam a cheirar bem!

Em relação à dureza, não me preocupo muito pois acho que o mais importante é o calo que cada um tem e se o selim encaixar bem, a adaptação acontecerá mais dia menos dia.

A título de exemplo já fiz 400km (no mesmo dia) com um selim racing de 131gr - San Marco Aspide FX, e sobrevivi, com algumas dores no traseiro mas teria sempre dores com outro qualquer.
 
#33
atão Ricardo??
eu ando sempre por aí, comós politicos :cool:

eu tenho outra bike uma antiga dos anos 70.
a posição é mais "racing" mas as medidas são aquelas, mm no ponto, já andei lá em cima 18 horas (300k) e não tive dormencias nem dores no rabo... tem um selim de cabedal tb, mais pequeno...
achei impressionante....
gostava de reproduzir isso na surly, pq é uma bike diferente. já meti o selim desta na surly mas não resultou tão bem, o que me leva a pensar que são as medidas da surly que estão erradas

o que não gosto na bike antiga são os travões, uns mafac que já me levaram ao chão numa rotunda, para além de que a descer é um terror
e depois fico desapontado como facto de uma bike de 200€ me oferecer mais conforto em longas distancias do que a surly "um pouco" mais cara...
claro que não é o preço que faz uma bike boa ou menos boa, chateia-me é ter aquela sensação que se calhar não fiz as opçoes certas em termos de tamanhos etc, voltaria a comprar uma surly sem duvida...
Passa pelo tópico "Vintage" e deixa uma foto da tua clássica e se possível uma descrição dos componentes...
 
#34
Amigo josepemota, sem querer ser desmancha-prazeres e tendo em conta que tu próprio já desconfias do "diagnostico”… Essa bicicleta é efectivamente muitoooooo grande para ti! O ETT deveria rondar os 53cm no máximo… portanto estás aí com uns bons 3-4cm a mais… Com essa folga toda acho que não há bike fit que te safe pode melhorar mas não fica como deve ser.
tás à vontade sou apologista que me digam a verdade na cara sem rodeios...
obrigado!
 
#35
O recuo a existir é minimo. Agora ando com um avanço de 90, mas já experimentei 100,70 e acho que 80... não resultou portanto. Se calhar experimento de novo o de 70...

seguem umas fotos do meu affaire française na sua terra natal, depois meto fotos mais detalhadas e de corpo inteiro e com a descrição:







 
#38
Sempre podes trocar o guiador por um flat.
E converter para Single Speed, caso as mudanças não te façam muita falta?
E o que é que isso ia mudar em termos de adaptação (ou falta dela) ao quadro?


, essa francesa tem muito bom aspecto. E vejo que tens o conjunto completo dos Mafac, grande pinta! Só para tira teimas, vê qual é a medida do TT e do ETT dessa bicicleta.
 

MigC77

Well-Known Member
#40
Acima de tudo um guiador plano ou semelhante, mais largo, iria compensar a perda de estabilidade ocasionada pelo encurtamento do avanço. Julgo que há uns tempos atrás escrevi algo mais elaborado em relação à largura dos guiadores e comprimento dos avanços noutro tópico.

Mas também iria alterar completamente a estética da bicicleta :(