Qual Potenciómetro?

#81
Vocês não estão a dar tudo, ou então é técnica. O meu FTP deve ser pouco mais que 2/3 do vosso e este é o meu top 5 de 5s e não tentei muitas vezes atingir o máximo:
  1. 1101 W
  2. 976 W
  3. 972 W
  4. 961 W
  5. 934 W
Acho que a única vez que tentei a sério ver o máximo que conseguia foi mesmo quando registei 1101W.
 

RTC

Moderador
Staff member
#82
O power debitado num sprint metade é força a outra metade é técnica. Basta começarem a sprintar numa mudança/cadência não adequada ao percurso que irão ter nos próximos 100 metros que nunca vão conseguir registar a potência máxima que são capazes. O truque é haver a mínima troca de relações durante o sprint.
O sprint treina-se. Não é fácil.
600 e tal watts de potência máxima realmente não é consensual com a potência média que declaraste @Bike rider ;)
 
#83
Eu Estou como o @Bike rider, tb pensava que em sprint dava mais um pouco, mas o máximo que consegui foi 5 seg a 865W, o meu FTP esta a 333, como o @Pires refere nem a 3x chega o FTP.
5 segundos a 865w quer dizer que o máximo é bem superior a isso. Estamos aqui a falar de potência máxima, não da média a 5s... Se fores veres nessa volta dos 865w a 5 segundos, o máximo será de certeza bem superior...
 
#84
Bem sendo assim temos de treinar isso.
eu nos últimos 3 meses tenho estes resultados:

Se formos ver na tabela seguinte, não sei se é a mais indicada, nos 5 seg estou lá mesmo no fundo, no 1min já sobe um pouco, e penso que só mesmo nos 5min e 20min é que estou bem.
 

Pires

Well-Known Member
#86
É porque não tens "perfil" de sprinter :p
Tenho colegas meus que me descarregam facilmente em subidas mais longas e inclinadas, mas que num sprint nem conseguem vir na roda.
Somos todos diferentes
 
#87
Boas noites ciclistas,
Em primeiro lugar agradeço todo o feedback aqui recebido têm aqui posts interessantes, continuo com o problema de não conseguir postar nada com o tlm, só consigo escrever aqui no pc, no tlm só leitura e postar likes
Hoje S. Pedro deu tréguas e fiz um treino curto, como já disse ainda estou a aprender a conhecer o power meter, de maneira que as voltas que faço ainda não diferem muito do tipo de andamento que fazia anteriormente, agora consigo ver o que vou a debitar o que é uma realidade diferente.
Hoje por exemplo reparei que em algumas subidas enquanto estava sentado e me levantava de maneira a aliviar a posição, a força que fazia no guiador aliviava a carga nas pernas e os watts caiam logo 20 a 30 para baixo, isto não permite batotas, tentei sempre que levantava o rabo do selin continuar a carregar bem nos pedais de maneira a não ter decréscimo e claro maior sofrimento, mesmo em algumas retas por vezes perdia o foco e lá iam os watts á vida, embora lá carregar, são treinos mais sofridos.
No sprint cheguei aos 863watts, agora com maior cadência e mais raiva, ainda longe dos mil mas acredito que consiga.
Agora fazer um treino estruturado em zonas de potência é de facto a maior arma de ter um power meter ,nas primeiras impressões com a potência analizada é evidente um patamar de evolução que de outra maneira não seria possivel, também é de caras que estamos perante um outro nivel de sofrimento e só funciona assim mesmo, o tal stress que aplicamos ao corpo que com o devido descanso e alimentação permite a progressão do fitness, sinto que preciso de um tempo considerável até me habituar a esta ferramenta.
Em relação aos power tape p2 até ver é top é calibrar e andar, emparelhamento instantâneo :)

Deixo aqui o meu treino de hoje

https://www.strava.com/activities/2939338979/overview

Dist - 38,52
TEM - 1,17h
Acuml - 718m


Velocidade 29,8km -max 65,5km/h
Frequência cardíaca 150bpm -max 180bpm
Cadência 82m-max 117
Potência 257Wm -max 863W
max potência 20min - 312w
NP - 299w
IF - 0,9
TSS - 108,4
 
#88
Acho que estes últimos posts já mereciam um tópico teu @Bike rider, isto já está a entrar mais em pormenores do teu treino do que propriamente a pergunta inicial do tópico "Qual Potenciómetro?".
Fica à consideração da moderação.

Quanto a isto:
Hoje por exemplo reparei que em algumas subidas enquanto estava sentado e me levantava de maneira a aliviar a posição, a força que fazia no guiador aliviava a carga nas pernas e os watts caiam logo 20 a 30 para baixo
Quando mudas da posição sentado para de pé, metes uma ou duas velocidades mais pesadas?
Se não o fizeres é normal que a potência diminua porque a tua cadência vai naturalmente diminuir quando pedalas em pé.
 
#89
Acho que estes últimos posts já mereciam um tópico teu @Bike rider, isto já está a entrar mais em pormenores do teu treino do que propriamente a pergunta inicial do tópico "Qual Potenciómetro?".
Fica à consideração da moderação.

Quanto a isto:

Quando mudas da posição sentado para de pé, metes uma ou duas velocidades mais pesadas?
Se não o fizeres é normal que a potência diminua porque a tua cadência vai naturalmente diminuir quando pedalas em pé.
Realmente o tópico já divagou fora "da margem", têm toda a razão, os powertape p2 funcionam muito bem saõ bonitos e desconfio que uma criança seja capaz de os colocar, muito fácil , apertar inserir dados no garmim, calibrar e siga, creio que a poder do tempo é que vão dizer o que são a nivel de durabilidade etc, são relativamente mais pesados que os assioma ou os vector 3, os assioma estão muito bem reputados também é como disse, estava para vir uns assioma uno mas arranjei um bom negócio por uns powertape dual.
Em relação á questão de ir pedalar sentado não me expliquei bem, é evidente que se fores sentado e te colocares em pé vais meter 1-2 mudanças abaixo isto em plano ou num andamento sem ir a puxar muito, eu ia numa subida com uns 4-5 % já sentado há algum têmpo sempre acima de 300watts já com as pernas a queimar nessa situação já apetece agarrar qualquer coisa que alivie a dor, neste caso quando me levantei do selin foi para aliviar os musculos para trabalhar noutra posição, não dava para meter mudanças abaixo, eu instintivamente mal me levantei fiz força no guiador para aliviar as pernas em ves de continuar a carregar como estava, mas isto são pormenores que provavelmente é normal num principiante.
Vou procurar tópicos (treinar e sofrer com um power meter :)
Abraço
 
#91
Viva,
Hoje decidi retirar os powertap da bicicleta e colocá-los na bike de spinning que tenho em minha casa para desenrasque mas simplesmente eles não calibram dá sempre erro, alguém que me sabe explicar o porquê?
Pedaleira diferentes?
Cumps
 

jocarreira

Well-Known Member
#92
Se o processo for como o dos Assioma a calibração é estática, não vejo por que não hão-de funcionar. O tamanho do crank é igual? Se não for tens que configurar isso.