Qual Potenciómetro?

#1
Viva,
Já pedalo á algum tempo e ando a pensar comprar um power meter para a minha bike, tenho lido muito sobre o assunto e estou inclinado para os pedais embora não decidido.
Tenho visto muita oferta no eBay de todo o tipo de material, mas receio ser enganado, será que vale o risco de comprar uns pedais ou crank com Potenciómetro usados?
A questão dual ou uno é fundamental?
Jogar pelo seguro e comprar novo?
Aceito sugestões
 

NULL

Moderador
Staff member
#2
Uno é suficiente a não ser que tenhas algum problema nas pernas e queiras corrigir. Eu já tive Single Side e agora tenho Dual Side... não noto diferença nenhuma.

Compra novo. Eu em tempos tive uns pedais à venda que estavam novos... vinham de garantia, e aí sim... era umas oportunidade. Se tiverem muito desgaste mais vale comprar novo. Pelo preço que custam é comprar novo...
 
#3
Uno é suficiente a não ser que tenhas algum problema nas pernas e queiras corrigir. Eu já tive Single Side e agora tenho Dual Side... não noto diferença nenhuma.

Compra novo. Eu em tempos tive uns pedais à venda que estavam novos... vinham de garantia, e aí sim... era umas oportunidade. Se tiverem muito desgaste mais vale comprar novo. Pelo preço que custam é comprar novo...
Boas,
Não faço ideia da diferença de power entre pernas, quero acreditar que estou dentro do normal,+- x %.
Ando de olho nos assioma, preço imbatível.....
 
#5
A não ser que tenhas tido alguma lesão mais grave numa das pernas, deves estar dentro do normal.

Assioma uno ou então os de cranck da stages ou 4iii. Ficas bem servido com qualquer opção.
Olá Carolina,
Antes demais obrigado pelo teu post estás sempre presente por aqui, creio que me cruzei contigo na Sr. Da Graça vinhas a descer o monte farinha no mini fondo com equipamento malagueti.
Em relação á minha questão, como já disse vi algum material no eBay interessante, nomeadamente os 4iiii dura Ace que creio ser compatível com a minha pedaleira ultegra r 8000 e stages, não sei a diferença entre os 2 tudo com medidor apenas do lado esquerdo.
Tudo com preços interessantes, mas como já referi tenho receio de ser enganado, o que me fascina nos pedais é a simplicidade de calibração e o facto de por ventura trocar de bicicleta não tens problemas.
Aí veio a questão do uno ou dual, quero passar para outro patamar de evolução a nível de treino e fiquei com dúvidas.
 
#7
tenho o 4iiii e até ver não tenho razão de queixas , emparelha perfeitamente com o garmin ( 520 e 820 ) , não tem quebras de leitura , a pilha dura e dura. bom material .
cuidado tive um stages das primeias gerações bem...que miséria.... mas penso estar tudo resolvido nestas ultimas versões, é ter em conta a geração do stages.
 
#10
tenho o 4iiii e até ver não tenho razão de queixas , emparelha perfeitamente com o garmin ( 520 e 820 ) , não tem quebras de leitura , a pilha dura e dura. bom material .
cuidado tive um stages das primeias gerações bem...que miséria.... mas penso estar tudo resolvido nestas ultimas versões, é ter em conta a geração do stages.
Vi um 4iii Dura Ace novo Crank 170mm e disse para mim, porreiro retiro o meu ultegra e ponho lá este e depois imagino vir um tijolo na caixa.....
Diz+me uma coisa tu emparelhas com bluetooth?
Se nãoe engano o meu Edge 810 têm tudo o que é preciso para me safar...
 
#11
Vi um 4iii Dura Ace novo Crank 170mm e disse para mim, porreiro retiro o meu ultegra e ponho lá este e depois imagino vir um tijolo na caixa.....
Diz+me uma coisa tu emparelhas com bluetooth?
Se nãoe engano o meu Edge 810 têm tudo o que é preciso para me safar...
o 4iiii tem ligações ANT+ e bluetooth , no garmin é com ANT+ , no telemovel emparelhas com bluetooth
vê as avaliações da pessoa que está a vender isso se tem bom feedback...muitas vendas , analisa o vendedor , faz questões , vê se responde e cuidado se for de fora da UE tens as taxas alfandegarias
 
#12
o 4iiii tem ligações ANT+ e bluetooth , no garmin é com ANT+ , no telemovel emparelhas com bluetooth
vê as avaliações da pessoa que está a vender isso se tem bom feedback...muitas vendas , analisa o vendedor , faz questões , vê se responde e cuidado se for de fora da UE tens as taxas alfandegarias
Têm 100% de fedback e vêm de Inglaterra, não têm caixa original, motivo que me levou a torcer o nariz, obrigado pela atenção
 

jocarreira

Well-Known Member
#13
Acho que ainda ninguém falou de uma questão muito importante: a garantia!

Se comprares usado, será que ainda está dentro da garantia?
Se não estiver ou faltar pouco tempo para acabar a mesma, será que o dinheiro que poupas a comprar usado compensa as dores de cabeça que poderás vir a ter?
 
#14
Acho que ainda ninguém falou de uma questão muito importante: a garantia!

Se comprares usado, será que ainda está dentro da garantia?
Se não estiver ou faltar pouco tempo para acabar a mesma, será que o dinheiro que poupas a comprar usado compensa as dores de cabeça que poderás vir a ter?
Pois acho que não,
Por exemplo, o contacto que fiz com o vendedor do eBay não faz ideia das informações que lhe pedi sobre o produto, dá+me a entender que é um tipo que arranja coisas para vender, sei lá se aquilo vêm da China tipo réplicas e põe a vender como original, disse-me que ia contactar um especialista em bikes , e depois me dava as informações que pedi.
Não querer dizer que não exista bons negócios e gente séria, mas realmente acho que vou optar pelo novo com fatura.
 

DMA

Well-Known Member
#16
Em relação a comprar uma biela, seja Stages, seja 4iiii ter em atenção e ver se o Q Factor é igual ao crank. Normalmente dentro da Shimano é sempre 146mm (estrada), mas por vezes há um ou outro crank com valores ligeiramente diferentes.

Como o Orvalho referiu, atenção à geração do Stages. Os G2 tanto podem funcionar bem, como andar com problemas constantes de quebra de sinal. Há de tudo ... Os G3 parecem ter resolvido (em grande parte) o problema.

Em relação aos 4iiii, a opção de enviar o nosso crank para instalação do sensor está disponível na Europa?

Para quem quiser opção dual a um preço interessante existe o FSA Powerbox (medição na aranha; pensa num Quarq mas sem custar os olhos da cara). E é interessante por ter disponível uma combinação de pratos muito completa. Há os usuais 53/39, 52/36 e 50/34, mas também as opções 46/30 e 48/32 ... very nice :)
 
#17
Em relação a comprar uma biela, seja Stages, seja 4iiii ter em atenção e ver se o Q Factor é igual ao crank. Normalmente dentro da Shimano é sempre 146mm (estrada), mas por vezes há um ou outro crank com valores ligeiramente diferentes.

Como o Orvalho referiu, atenção à geração do Stages. Os G2 tanto podem funcionar bem, como andar com problemas constantes de quebra de sinal. Há de tudo ... Os G3 parecem ter resolvido (em grande parte) o problema.

Em relação aos 4iiii, a opção de enviar o nosso crank para instalação do sensor está disponível na Europa?

Para quem quiser opção dual a um preço interessante existe o FSA Powerbox (medição na aranha; pensa num Quarq mas sem custar os olhos da cara). E é interessante por ter disponível uma combinação de pratos muito completa. Há os usuais 53/39, 52/36 e 50/34, mas também as opções 46/30 e 48/32 ... very nice :)
Quando chegar a hora da compra eu irei partilhar a experiência aqui, obrigado pelo feedback, como já disse aqui pedalo à uns tempos e quero evoluir no treino, provavelmente irei para os pedais
 

emsfc

Well-Known Member
#18
Neste momento a oferta de powermeters é muito grande e não é preciso rebentar com a carteira para ter acesso a um equipamento desses.
Os Assioma são uma excelente compra e o feedback deles é bastante positivo. Tive uns durante 2 anos e só tenho a dizer bem.
Entre UNO e DUO estou com a maioria. Para treinar e evoluir a versão UNO é mais que suficiente.
 
#19
Neste momento a oferta de powermeters é muito grande e não é preciso rebentar com a carteira para ter acesso a um equipamento desses.
Os Assioma são uma excelente compra e o feedback deles é bastante positivo. Tive uns durante 2 anos e só tenho a dizer bem.
Entre UNO e DUO estou com a maioria. Para treinar e evoluir a versão UNO é mais que suficiente.
Obrigado pelo feedback