De volta às voltas? :D

Carolina

Well-Known Member
O facto de ele usar uma camara que faz com que a imagem não fique "plana" engana um bocado. Pelas fotos não ficamos com a percepção real de como tás sentado.

O pé não tem de estar paralelo ao chão.

Podes ter avanço mais em baixo e ser curto na mesma, não é por aí. subir o avanço também não iria fazer uma diferença por aí além, quanto muito ele sugeria um avanço de 65mm em vez de 60mm.

Ainda sobre o avanço, porque é que não vais à loja onde compraste e pedes para te trocarem o avanço por um mais curto? Eu fiz isso com a minha. Trazia um de 70 ou que era e pedi logo para trocar por um maior. De certeza que têm para lá algum avanço igual mais curto que tiraram de alguma bike. O sistema que aquilo trás para prender o apoio do GPS e as luzes/camara é muito porreiro.
 
Fotos de bikefit com uma grande angular? Isso não vai deturpar os ângulos medidos?
Se me dissesses que as fotos tinham sido tiradas em casa (bikefit caseiro), eu diria que o selim está demasiado alto, mas como foi feito por um profissional não vou dizer nada.

Ah, e fica aqui o "disclaimer": não sou bikefitter portanto a minha opinião vale o que vale.
 
Até foi esse que foi usado no Bikefit.

Também questionei isso.
O fit correu bem e o tamanho do quadro é o ideal para mim (foi o que o fitter me disse - que não tinha dúvidas).
Parti do princípio que a necessidade de se usar um avanço mais curto teria a ver com uma (eventual) desproporcionalidade anatómica/física (braços curtos, tronco curto, por aí).
E só com um avanço de 60mm é que se conseguiu que os ângulos ficassem todos como o fitter pretendia.

Quanto à comparação entre os avanços, claro que fazem o mesmo, mas quando compramos alguma coisa queremos também melhorar um pouco (por pouco que seja).
Há de haver diferenças entre material que custa 4x mais. Ou é só o preço da marca?
Ou eu percebi mal, ou no bikefit já era esse o tamanho

Eu não acho o quadro grande, acho é o avanço pequeno, isso para os meus padrões
 

sidorio

Well-Known Member
Sinceramente não me pareceu pelas fotos que o quadro seja grande.

Na minha opinião um avanço de 60mm vai-te tornar a bike instável e super nervosa. Se tivesses comprado um 54 e estivesses todo esticado ainda entendia, mas parece-me que essa troca é mesmo só para melhorar uns pozinhos nos ângulos.

A minha bicicleta é um tamanho 49, de geometria racing/allrounder, e vinha de origem com avanço de 70mm, no entanto foi trocado logo na loja por um de 100mm. E olha que sou tudo menos alto :)
 
Meu ponto de vista a avaliar pelas fotos......
Avançar o selim 1 ou 2 cm, baixar o selim 1 cm (essa foto com o pé nessa posição não dá para ver bem), e metia mais um espaçador, aumentava o avanço

Isto é a opinião de um leigo, se não te sentes confortavel nada como falares com quem te fez o fit
 

Carolina

Well-Known Member
Claro, mas ao avançares 1 ou 2 cm vais alterar bastante os ângulos. O selim é sempre ajustado em relação ao BB e vês os ângulos da perna. Depois é que mexes no guiador para adequar a posição do tronco.

Se meteres o selim demasiado para a frente o tronco perde sustentação. Mesmo que metas o guiador para cima, não vai alterar esse facto.

O tamanho da bicicleta parece-me bem, podes experimentar a minha domane se quiseres (é um 47), mas de certeza que te vai ficar pequena.
 
Antes de mais, obrigado pelas vossas opiniões.

A discussão em torno destas coisas é sempre interessante e de salutar!
Não deixam de ter todos razão... há margem para subir o guiador, há margem para descer o selim, há margem para avançar ou recuar o selim.
Agora, como diz a @Carolina e bem, mexer numa coisa, altera tudo o resto. Aliás, isso foi evidente quando o bikefit foi feito. Mexia-se daqui, alterava-se dali, tinha de se corrigir.
Por outro lado, derrota-se um pouco o propósito do fit se começar a mexer em todo o lado sem ter forma de medir a(s) alteração(ões) que isso iria produzir.

Quando o Tiago me sugeriu o avanço de 60mm foi depois de ter experimentado chegar aos ângulos que queria com o avanço que vem na bike - o de 80mm (@GuilhermeOliveira). Como ele não estava a conseguir lá chegar de outra maneira, sugeriu testarmos o de 60.
Ou seja, as medições e ângulos "finais", são com um avanço de 60mm.

@sidorio - também questionei o Tiago sobre a questão da bike mais nervosa e instável e ele o que me disse é que não iria acontecer (e deu-me uma justificação que na altura me lembro ter feito sentido, mas que não consigo agora replicar...). No entanto, depois de já ter pesquisado sobre o assunto, percebe-se facilmente que a opinião geral é que o tamanho do avanço tem influência no comportamento da bike.
Mas sim, sou também da tua opinião de que eventualmente esta alteração se reflicta nuns "pozinhos".

Bom, resumindo e baralhando, para já acho que não me vou adiantar muito e deixo estar como está.
Mantenho o avanço de 80mm e logo vejo como me sinto (quando puder dar umas voltas como deve ser).
Se me sentir desconfortável, com dormências ou dores ao nível dos trapézios/cervical logo penso nisso. Nem que depois compre o avanço da Decathlon para testar. Por 10€ não há muito que enganar.
Eventualmente a barriga também há de diminuir e hei-de me conseguir deitar mais... lol

Já agora, como é que "medem" a vossa flexibilidade?
Chego com facilidade com as pontas dos dedos ao chão...

Obrigado a todos pelas contribuições!
 
Tendo em conta que fizeste um bikefit, acho que deves seguir todas as indicações que te foram dadas e deves dar algum tempo para ver como te sentes. Não cometas o erro de andar sempre a mexer, o corpo humano é uma máquina fantástica e consegue adaptar-se a inúmeras situações, só precisas de lhe dar tempo.

Se depois de algum tempo vires que não te sentes bem com alguma coisa, então contacta o profissional que te fez o bikefit e expõe o problema. O bikefit não é uma receita fixa igual para todos, por isso podemos estar aqui a dar mil e uma opiniões e todas diferentes.

Se no bikefit te aconselharam um avanço de 60mm acho que é com esse que deves andar, pelo menos nos primeiros tempos. Vai trabalhando fora da bicicleta também e com o tempo pode ser que de um 60 passe a 80 ou mais.

Sobre a bike ficar mais "nervosa" com um avanço pequeno, nada a dizer em contrario, são as leis da física. Mas um avanço de 60mm não é impedimento para andares nem compromete a tua segurança. Simplesmente tens que adaptar a tua condução à maneira como a bike reage, principalmente a descer.
 
O avanço mais curto faz com que as alterações que produzires no guiador se façam sentir de forma mais rapido (para o mesmo angulo de viragem, a rotação que tens de fazer no guiador é inferior)....ganhas precisão na direção/rapidez de resposta. Torna-se depois com o teu nível de habilidade um gosto adquirido....há quem goste, ha quem prefira uma direção mais relaxada. Isto Nada tem a ver com instabilidade. O que produz a instabilidade é a tua posição na bicicleta com a alteração do centro de gravidade e aqui contribuem várias variaveis: estares mais para a frente, para trás para cima para baixo....por ai.....o avanço é uma variável na equação.

Se tens um quadro, que em teoria poderá ser grande para ti, ao colocares um avanço mais pequeno, desde que o teu peso não se desloque em demasia para trás de forma a que tire peso da frente, não deverás sentir qualquer instabilidade. Se o teu peso mudar muito para a traseira ai sim podes ficar com uma frente (leve) e uma bike instável. Tudo isto tem muito que se lhe diga, não é só, avanço curto = Bicicleta instavel.

Segue o conselho do Tiago, tenta trocar o avanço pela medida que te indicou e posteriormente volta lá para ele revalidar os angulos.
 
O quadro não é pequeno nem é grande, foi escrito que lhe disseram que era aquele o tamanho recomendado, ou o ideal, é uma questão de seguirem o tópico, o avanço aconselhado é os 60, que é o que esta na foto "o depois"
 
https://www.relive.cc/view/g30000341002
Vá, não digam muito mal...
Já não andava há uns aninhos valentes e vou começar devagarinho para não haver chatices já no curto prazo.
Senti-me bem em cima da bike (realmente nota-se que a geometria do quadro favorece o conforto) e foi muito bom voltar a andar pelas estradas mais interiores sem ser "enlatado" :)
Já não me lembrava porque é que detesto Santarém.......... É só montes e vales!!