Coisas que "gostamos menos" no Ciclismo Amador

Não gosto quando "elas" tem uma que rivaliza com a minha...

uma = bicla

Onde já se viu, um gaijo a pedalar desde mil nove e vinte e aparece alguém com uma bicla igual à minha. Fico doido!!!

Por isso mesmo, todas são personalizadas!!!


Se as quisesse iguais, comprava uma das que sobram anualmente, por exemplo, do team TELEPIZZA / FC Porto (POR)...
 
Viva!

Pode-se não gostar, mas infelizmente (ou felizmente) é mesmo isto...
Os atletas (cof-cof) têm de evoluir.
Lá vai o ultegra para o OLX e venha o Dura Ace (Di pq 2" por volta são 2"), pneus será mato.

A economia agradece, 20% de IVA para os ingleses do material acima mencionado, e 6% de IVA para os portugueses (taxa predominante na farmácia, sim, porque o frio está aí e não é uma simples gripe que nos vai parar).

Força nisso...

Peace
2stupid
 
Topico interessante...... alguns pontos que não vi aqui abordados.....se foram peço desculpa, passou-me (leitura rápida)....

1. Passar por companheiros apeados e nem sequer perguntar se está tudo bem ou se precisam de ajuda.
2. Em voltas longas de grupo deixar malta para trás, só porque sim.
3. Ver pessoal a andar sem capacete.

O lixo é uma questão básica. Alguém referiu no inicio se não estou em erro o "armarem-se em pros e dp deitarem o lixo para o chão".. Esse é o principal problema mas pelo mau exemplo....como nas provas os prós o fazem.....já deve começar a parecer que é "normal"......

Tudo o resto que não sejam questões e regras de boa educaçao, segurança e etiqueta são pre-conceitos e juizos que fazemos. Deixemos-nos disso. Cada um que seja como quer e ande como quer e também com o que pode. Desde que não comprometa a sua segurança e a dos que andam consigo, otimo .

Quanto ao ir na roda não me choca minimamente ......cada um sabe o seu nivel, e até onde pode ir ....o nosso espirito competitivo é que por vezes nos tolda o raciocinio e nos leva a assumir que vão na roda para nos tentar largar mais à frente (da mesma forma que no transito há aqueles que assumem que toda a gente que se quer meter a nossa frente e se acelera para não deixar entrar, quando se esta numa fila). Não presumo nem faço juizos. Se tenho pernas puxo, se não tenho, assumo e deixo que quem tenha o faça. Todos temos maus e bons dias..... Ainda no outro dia ia a puxar acima de 40 um comboio e já ia no redline á uns bons 10 min (estava mal da garganta logo não estava no meu melhor, dia menos bom). Comentei com o colega do lado "vou abrir, já vou no redline à muito tempo" ....resposta...."Epa mas ir no redline faz-te bem é isso que te faz melhorar ". Situação infeliz.....apesar de verdade, a questão é que se eu abro é porque tenho consciencia dos meus limites, antes isso, que forçar uma situação que me levaria a dai por momentos ficar para trás e perder o comboio..de vez.

Portanto andar em grupo é ajudar os mais fracos a ganharem ritmo, ter consciencia de quem está melhor e pior que nós e ajudar os que estão pior a melhorar.. Se isso implica traze-los na roda, força..... Alguma competitivade é sempre saudavel, arrogancia é dispensavel. Andar na frente só me vai ajudar a melhorar, quem vai sempre na roda dificilmente melhorará. Sei como EU estou e o que EU posso fazer. De resto cada um sabe de si.

Depois também não esquecer que há vários perfis de ciclista......roladores, escaladores, sprinters..... A malta por vezes esquece-se que quem gosta de rolar e puxar é também porque para si é mais facil, natural, tal como para os escaladores quando começam a subir esquecem-se que o grupo não consegue acompanhar e vai por ai fora.....começa tudo a reclamar......

Quantas vezes já não fiquei para trás para ajudar quem não aguentou o ritmo e quebrou. E também já o fizeram quando eu quebrei. Mais uma boa regra......

Eu compito principalmente contra mim proprio, quero superar os meus limites e bater os meus recordes... não me preocupo com os dos outros.

Como já disseram uns andarão menos, outros mais, uns estão melhores numa altura piores noutra, não vale a pena comparar-mo-nos uns com os outros......somos Amadores, deixem isso para os profissionais ;).

O que importa é chegar a casa com o treino feito, em segurança, e recuperar para o dia seguinte estar melhor.

os meus 50 centimos.
 
a questão é que se eu abro é porque tenho consciencia dos meus limites, antes isso, que forçar uma situação que me levaria a dai por momentos ficar para trás e perder o comboio..de vez.
Concordo com tudo o que disseste, e achei esta parte bastante interessante, pois ninguém ainda tinha falado sobre isso.
Já vi algumas das voltas que muita gente daqui do fórum faz, e vão em grupos relativamente grandes, nada a ver com a realidade dos grupos com que eu normalmente costumo pedalar (somos 3 ou 4 umas vezes a maior parte das vezes, outras podemos ter 7 ou 8), mas o que é certo é que isso se aplica mesmo para quem pedala só com outro companheiro, não vale a pena estar a tentar dar a roda se for só para passar na frente e ficar todo rebentado para depois numa subidinha de 3-4% perder a roda e ficar para trás! Como é óbvio nós esperamos sempre uns pelos outros e tentamos que essas situações não aconteçam, mas já fui andar com grupos maiores onde isso acontece sistematicamente, os que vão para a frente nem olham para trás e metem carga que boa parte não aguenta e pronto, lá vão ficando uns para trás.
 

Zei

Active Member
Olá amigos, vou escrever sobre o que gosto. Gosto de andar de bicicleta, pois isso quer dizer que ainda tenho saúde força e ânimo para o fazer, hehehe... Todos nós gostamos senão não estávamos aqui. Gosto de bons exemplos como ver guardar o lixo, ser simpático com outros independentemente de ser ciclista, peão, carro, etc. Gosto do respeito seja pelas regras de trânsito, de educação social, etc. , como costumo dizer o respeito é muito bonito e eu gosto. Gostava que andassem na minha roda, pois isso indicaria que ando muito bem e far me ia ficar contente de mim mesmo, gostava de andar na roda dos outros pelo mesmo motivo do exposto no ponto anterior. Adoro os meus RP (record pessoal) do Strava, quer dizer que derrotei o mais fantástico e difícil adversário que tenho, ou seja, eu. Adorava andar em grupo porque isso queria dizer que tinha um grupo com quem andar, não tendo adoro andar sozinho e geralmente somos uma multidão de 3, (I, Me and Myself:p). Bem hajam e boas pedaladas cheias de alegria:)
 
Ver profissionais a competir, em provas de bairro, entre amadores, apenas para encher o balão do ego...
Se há preços distintos nas inscrições para "Licenciados / Credenciados" (que apenas lhes ausentam o seguro, porque os títulos anteriores já isso lhes confere), bem que poderiam apenas classificar entre eles...


É que, depois, vem a ADOP e enfia-lhes uma agulha no braço, na peida e o balão... puuuufffffff...
 
Não gosto dos "campeões de bairro" que fazem tudo para ganhar uma provazeca na terra (e com "tudo", quero dizer tudo mesmo!).

Não gosto que actualmente tudo seja uma moda, que a maioria se comporte como "carneiros", sem saber nada do assunto, mas com atitude de sabichão porque leu umas coisas na net.

Não gosto de voltas sem café e nata, que acabem comigo a levar malhas dos que andam mais do que eu! ;)