Bike Fit's em Portugal?

#81
Recentemente fiz um bikefit com bicicleta de estrada no Norte.
A razão de fazer o bikefit, deve-se ao fato de desconforto no selim ao fim de 30/40 Km aproximadamente.
Antes de fazer o bikefit já tinha trocado de selim por um da marca Selle Itália, que infelizmente não resolveu o problema do desconforto.
Fui fazer o bikefit, na esperança de ajuste na bicicleta, e até mesmo a recomendação de um ou mais selins.
No fim do procedimento, deparei que fiz um pagamento para subir o espigão do selim em 3cm aproximadamente. Procedimento que já tinha feito.
Não quero dizer que um bikefit não seja importante, para quem faça muitos kms, ou competição.
Mas no meu caso, reconheço que foi dinheiro deitado fora.
Onde foi feito, suponho que será patrocinado por uma marca conceituada de selins, portanto somente dessa marca é que foi aconselhado o modelo.
Tendo em conta a minha experiência, recomendo para quem faz poucos km como eu, que pondere bem se existe a necessidade de fazer o bikefit.
 
#82
Recentemente fiz um bikefit com bicicleta de estrada no Norte.
A razão de fazer o bikefit, deve-se ao fato de desconforto no selim ao fim de 30/40 Km aproximadamente.
Antes de fazer o bikefit já tinha trocado de selim por um da marca Selle Itália, que infelizmente não resolveu o problema do desconforto.
Fui fazer o bikefit, na esperança de ajuste na bicicleta, e até mesmo a recomendação de um ou mais selins.
No fim do procedimento, deparei que fiz um pagamento para subir o espigão do selim em 3cm aproximadamente. Procedimento que já tinha feito.
Não quero dizer que um bikefit não seja importante, para quem faça muitos kms, ou competição.
Mas no meu caso, reconheço que foi dinheiro deitado fora.
Onde foi feito, suponho que será patrocinado por uma marca conceituada de selins, portanto somente dessa marca é que foi aconselhado o modelo.
Tendo em conta a minha experiência, recomendo para quem faz poucos km como eu, que pondere bem se existe a necessidade de fazer o bikefit.
bikefit é imp0ortante para tod@s. sem excepção. talvez tivesses tido azar na escolha, não faço ideia. esses 3 cm valeram a pena? sentes-te melhor? mediram-te? rolaste in luoco?
agora é sempre escolha de cada um fazer ou não.
 
#83
Recentemente fiz um bikefit com bicicleta de estrada no Norte.
A razão de fazer o bikefit, deve-se ao fato de desconforto no selim ao fim de 30/40 Km aproximadamente.
Antes de fazer o bikefit já tinha trocado de selim por um da marca Selle Itália, que infelizmente não resolveu o problema do desconforto.
Fui fazer o bikefit, na esperança de ajuste na bicicleta, e até mesmo a recomendação de um ou mais selins.
No fim do procedimento, deparei que fiz um pagamento para subir o espigão do selim em 3cm aproximadamente. Procedimento que já tinha feito.
Não quero dizer que um bikefit não seja importante, para quem faça muitos kms, ou competição.
Mas no meu caso, reconheço que foi dinheiro deitado fora.
Onde foi feito, suponho que será patrocinado por uma marca conceituada de selins, portanto somente dessa marca é que foi aconselhado o modelo.
Tendo em conta a minha experiência, recomendo para quem faz poucos km como eu, que pondere bem se existe a necessidade de fazer o bikefit.
Boas,
3 Centímetros é muito em termos de ajustes.
Na minha curta experiência e peço que me corrijam se estiver errado, parece-me que os ajuste iniciais mais básicos, poderemos sempre fazê-los nós próprios, depois de alguma pesquisa online e para isso temos alguns conteúdos bastante interessantes, por exemplo no Youtube.
Penso que um Bikefit poderá ser bastante útil, na correcção daqueles pormenores, que para a maioria de nós, acabam por passar ao lado e depois com o passar do tempo nesta actividade, vêm-se a manifestar em forma de dores ou lesões, que se tornam difíceis de entender e diagnosticar as causas. Por exemplo no meu caso, costumo ficar com as mãos dormentes ao fim de pouco tempo a pedalar, resolvendo pontualmente com o esticar dos braços. E depois de cerca 3 horas a pedalar, alguma dor, repartida entre as vértebras e o omoplata direito.
Pode até ser que isto não tenha nada a ver como o meu posicionamento na bicicleta e seja apenas uma gosma do meu próprio corpo, mas gostaria de fazer o bikefit para esclarecer melhor e tentar solucionar se possível.

cumps
 
#84
Recentemente fiz um bikefit com bicicleta de estrada no Norte.
A razão de fazer o bikefit, deve-se ao fato de desconforto no selim ao fim de 30/40 Km aproximadamente.
Antes de fazer o bikefit já tinha trocado de selim por um da marca Selle Itália, que infelizmente não resolveu o problema do desconforto.
Fui fazer o bikefit, na esperança de ajuste na bicicleta, e até mesmo a recomendação de um ou mais selins.
No fim do procedimento, deparei que fiz um pagamento para subir o espigão do selim em 3cm aproximadamente. Procedimento que já tinha feito.
Não quero dizer que um bikefit não seja importante, para quem faça muitos kms, ou competição.
Mas no meu caso, reconheço que foi dinheiro deitado fora.
Onde foi feito, suponho que será patrocinado por uma marca conceituada de selins, portanto somente dessa marca é que foi aconselhado o modelo.
Tendo em conta a minha experiência, recomendo para quem faz poucos km como eu, que pondere bem se existe a necessidade de fazer o bikefit.
Tu não foste fazer um bike fit,foste foi ser assaltado!
Convém dizer o nome de quem te assaltou para não assaltar mais ninguém aqui no fórum!
 

Carolina

Well-Known Member
#86
No fim do procedimento, deparei que fiz um pagamento para subir o espigão do selim em 3cm aproximadamente. Procedimento que já tinha feito.
Já tinhas feito? Então subiste 3 cm e depois no bikefit subiram-te outros 3?

Recomendações de selim tem muito que se lhe diga. Ele não advinha o selim que vais achar confortável, cada pessoa é diferente. A pessoa que me fez o bikefit deu algumas sugestões, já experimentei alguns do que sugeriu e não me adaptei a nenhum deles, ainda estou à procura. Se te deu uma recomendação dentro de uma determinada marca, podes ver o design e medidas do selim e tentar encontrar um modelo semelhante noutras marcas.

Isto lembra-me a história do engenheiro que vai a uma fábrica para arranjar uma máquina. Chegou, olhou 10 minutos pa máquina, apertou um parafuso e a máquina começou a funcionar. Depois cobrou um preço que o dono da fábrica achou um absurdo, afinal, ele só tinha apertado um parafuso. A resposta do engenheiro foi simples: "eu sabia que parafuso apertar".
Moral da história, tu foste pra lá sem fazer a mínima ideia de qual era o problema, o fitter viu que na realidade só precisavas de um ajuste na altura do selim e de um selim novo. Tu não tinhas/tens conhecimento para avaliar isso, por isso é que o consultaste. O fitter está-te a cobrar pelo ajuste e, sobretudo, pelo seu conhecimento e experiência. (Como é óbvio, estou a supor que te fez um fit correto)

Claro que estás no direito de achar que foste roubado, mas acho que estás a pensar na coisa de forma errada. Se era assim tão simples, porque não fizeste tu? A realidade é esta...
 
#88
A pessoa que me fez o bikefit deu algumas sugestões, já experimentei alguns do que sugeriu e não me adaptei a nenhum deles, ainda estou à procura.
Cá em casa temos 4 Selle SMP. Já experimentaste? Há lojas que têm para teste. Não é fácil de afinar, mas depois de afinado acho muito bom!
 
#89
Onde foi feito, suponho que será patrocinado por uma marca conceituada de selins, portanto somente dessa marca é que foi aconselhado o modelo.
É natural que te aconselhem um selim entre os que conhecem, não podendo pronunciar-se sobre os que não conhecem (ou não vendem sejamos realistas também.) O que não quiser dizer que o conselho seja mau. Selins para mim é daquelas coisas como sapatos - para ti podem estar ótimos, e para sim serem um inferno.
 
#90
A diferênça dos 3cm foi feita por mim gradualmente (rebaixando) para ver se conseguia aliviar o desconforto.

Ao fazer o bikefit o espigão voltou a subir.

Não tenho dormência de mão nem de pés, o problema está mesmo no selim que terei de encontrar o mais adequado.

Concordo que o bikefit seja importante, no meu caso não ví que fosse assim tão importante, pois apenas foi mexido o espigão do selim, ou seja tudo o resto aparentemente estaria bem.

Os SMP são realmente bons, e certificados por entidades de medicina, mas terei de acertar no modelo.

Vou dando informações.
 
#92
Boas,



Já pensaste em aliviar o peso sobre o guiador? Subindo-o mais na coluna de direção, ou usando um avanço mais curto ou mais inclinado para cima? Comigo resultou.
Boas,
Na loja onde costumo ir, já me aconselharam a colocar um avanço mais curto, o de 90mm (tenho o de 100mm) e provavelmente vou fazê-lo. Tenho andado a adiar, por pensar que seria melhor depois de fazer mesmo um bikefit e ver em definitivo tudo o que teria de corrigir.
 
#93
A diferênça dos 3cm foi feita por mim gradualmente (rebaixando) para ver se conseguia aliviar o desconforto.
Ao fazer o bikefit o espigão voltou a subir.
Os SMP são realmente bons, e certificados por entidades de medicina, mas terei de acertar no modelo.
Acho que já percebi o teu desconforto com o selim ;-) Também ficava dormente, resolvi com Selle SMP. Experimentei os modelos menos caros, posso dizer-te que os TRK são um bocado largos, os Extra e Hybrid são menos largos (para mim estão bem assim) sendo que diferem apenas na construção dos carris, que nos Hybrid acho que são em aço inox (salvo erro).

Os Hybrid ou Extra arranjas por 70 ou 80 € - pelo menos online. (A Deporvillage costuma ter uma boa seleção de cores.) O representante em Portugal parece ser a Castanheira e Castanheira; pode ser que indiquem uma loja perto de ti que tenha um (ou mais modelos) para teste.

Boa sorte.
 
#94
Na loja onde costumo ir, já me aconselharam a colocar um avanço mais curto, o de 90mm (tenho o de 100mm) e provavelmente vou fazê-lo.
Se ficas dormente "ao fim de pouco tempo", sem estares em esforço extra, experimenta antes o de 80mm. Ou pede para te deixarem dar uma volta com um e outro antes de escolheres o que comprar.
 
#95
Vou fazer uma sugestão em prol da qualidade deste tópico:

A não ser que as queixas sejam do foro da interação pessoal com os "fitters" ao nível de atendimento na generalidade conforme já foi indicado, quem tiver queixas especificas ao serviço técnico prestado, podia postar o relatório, ou parte dele para cada um de nós, com mais ou menos conhecimento, poder avaliar o sentido e consequentes resultados do processo, o que acham?? Basta a ficha resumo e/ou fotos mais ou menos mascaradas, fica ao critério de cada um....

Quem já fez, certamente que se vai revêr na maioria dos comentários que vou referir e que sustentam a minha sugestão:

- Um biket fit e/ou avaliação mecanica é um processo algo complexo, que exige uma boa comunicação entre os intervenientes. Quem lá vai tem de contar a história toda, saber ouvir, e aceitar o que lhe dizem, da mesma forma que quem recebe tem de saber ouvir, interpretar e ler o que o cliente lhe diz, para além de ter a capacidade adicional de avaliar o objeto (cliente).

- Que resultados é que solicitamos? Queremos resultados com aquilo que temos, ou seja "dentro dos possiveis é o que se consegue arranjar" ou querem ouvir algo do género, tens de mudar quase tudo para saires daqui bem, portanto volta quando tiveres as condições todas reunidas...acho que não, pois não? Muitas vezes os resultados atingidos são um compromisso. Esta ultima afirmação é baseada em conversas com colegas e amigos que passaram pelo mesmo. Houve até alguns que nem tiveram que mudar nada, foi só ajustar...

- O resultado que se atinge não é de todo estanque, primeiro porque está relacionado com o estado de forma no momento, seja ele bom ou mau, por isso, não é por ter feito um fit no ano passado, que vai servir para toda a eternidade..se é que que me faço entender. Alguns especialisatas na área dizem que o ideal seria de 6 em 6 meses... eu não posso, mas reconheço alguma sustentabilidade na recomendação, que não a dos bolsos deles.

- Os resultados são "medidos" e testados em rolo, e através de uma amostragem com diferentes níveis de potência/esforço, certo? mas como sabem na estrada existem várias variantes que podem fazer a diferença. Por isso, o serviço "pós-venda" por vezes consegue ser mais importante que própriamente o fit do dia, e lá está, saber e/ou ter cuidado a passar a mensagem sobre as sensações ao técnico volta a ter uma importância fulcral neste processo.

Ainda sobre a parte de dos testes, não é de todo importante, mas considero uma mais valia os sistemas automáticos, isto apesar de nunca ter experimentado. A quebra que nos é imposta para testar mais 5mm de anilhas debaixo do avanço, ou um recuo de 2mm no selim, mata-me!!!! Como doente oftomológico crónico, não imagino a ter de esperar 2/3/5m para fazer um ajuste nas lentes.

Aos sistemas automáticos só falta (ou não) simular a posição com inclinações verticais positivas. Por exemplo, a mim não me interessa estar a refinar ou aprimorar um processo com a bicicleta em plano horizontal, quando 60% ou mais dos percursos são a subir ou descer.

- Só mais um, nunca tiveram necessidade de mexer na bicicleta ou nos sapatos depois do fit? e que garantias é que tem que ficou precisamente igual a como estava antes??? Eu tenho sempre muitas dúvidas...

Podia alongar o meu post, mas acho que estes argumentos já de si são suficientes para justificar a inclusão de dados do processo, senão é como se verifica muito pelo forúm em outros tópicos, em que as questões são discutidas muito no abstrato e nunca se chega a conclusão nenhuma.

Se reclamam, contextualizem senão fica tudo muito vago e ninguém ganha com isso.
 
#97
Já experimentei o smp well, foi dos melhores, mas ainda não é o tal. Provavelme te teria de ser um modelo mais largo.
E será que existe esse tal selim perfeito? Eu acho que a condição física de cada um tem muita influência. Eu quando não estou minimamente em forma todos os selins causam desconforto, mas quando tenho alguma forma já nem todos magoam. Mas como se diz por aqui, cada cu sua sentença.