[Vuelta2014] Bicicleta de Hesjedal tem... motor?

#1
Só para incendiar aqui a coisa..

Há uns dias saiu um vídeo na net relativo a uma queda que o Ryder Hesjedal teve na etapa 7 da Vuelta deste ano. Parece não ter sido dado grande destaque.. até ontem. Primeiro vi na Marca e depois no Record.

[video=youtube;L0uGFYHzHJM]http://www.youtube.com/watch?v=L0uGFYHzHJM[/video]​

E vocês que acham? Como é que uma bicicleta continua a rodar daquela maneira após cair? :rolleyes::rolleyes: Ainda para mais ele esteve na fuga nesse dia...
 

Bruso

Well-Known Member
#3
Realmente vi qualquer coisa no twitter sobre o Hesjedal mas não estava a perceber o motivo da discussão. Agora faz sentido!!

Mas o Shane Stokes (jornalista actualmente na CyclingTips) afirma isto:

Why does Hesjedal's bike stop + then start moving again? Because he clips out and he's no longer resisting force of wheel pulling bike
With RH no longer a stationary anchor, the rotational force of the wheel can start bike moving again
Acho que não faz sentido a história do motor. O homem já está muito atrasado. Não faz sentido esse tipo de investimento/risco para quem está com + de 20 minutos de atraso.

Será mais uma questão de inércia. A que velocidade ele vinha a descer??
 
#5
O sistema de motor que supostamente foi usado pelo Cancellara (entre outros), que é um pequeno motor eléctrico dentro do tubo de selim e que actua no eixo pedaleiro, faria com que os cranks também estivessem em movimento nessa queda, estando também a roda em movimento. No video vê-se que os cranks não estão em rotação, portanto, ou foi apenas uma "esquisitice" qualquer que originou aquele comportamento estranho, ou então já há uma nova tecnologia qualquer para esses motores dissimulados, que actua só na roda e não no eixo pedaleiro, tipo eBike... :p
 

Wawando

Well-Known Member
#9
No outro dia, no grupo dos Passaros de tires, ia um gajo de btt. Fiquei a pensar para mim: que grande boss e lá fui perguntar como é que ele se aguentava, que relacao de mudanças tinha, quando vejo q ia numa bike electrica. Estava a testar a autonomia da bateria! Era uma cannondale c muito boa pinta! Estou desejoso q passem uns anitos para termos a coisa afinada e ja velhotes continuarmos a curtir umas belas voltas!!!
 
#11
Faz mais sentido ser um gajo que não está a disputar a Geral do que um que estivesse lá na frente, deste modo podem testar novas tecnologias de forma discreta.
Com motor ou não que é estranho é... faz-me lembrar quando praticava motocross e nas quedas por vezes a mudança ficava engatada e a mota ficava a rodar no sitio.lol

A tecnologia existe e certamente já houveram bastantes "experiências" com a mesma, se fazem testes nos Humanos/Corredores, acham mesmo que não testam nas bikes.

Os motores electricos até no cubo da roda cabem...
 
#13
Não há nenhuma lei da física que justifique o que aconteceu, a não ser uma força aplicada sobre a roda, logo não me parece teoria de conspiração nenhuma... pelas imagens, não tenho a menor dúvida de que havia ali algo mais...
 
#17
Realmente esclarece o que? nada!!! se repararem bem o Hesjedal quando cai a roda de trás da bicicleta está sempre em contacto com o chão
e apenas quando ele tira o cleat do pedal é que a bicicleta se mexe mas a roda está sempre em contacto com o chão

Ora aqui neste video de demonstração é totalmente diferente, a roda está em andamento livre e só depois é colocada em contacto com o chão.
Pena a moto de imagem ter passado por cima da bicicleta porque senão tinhamo-nos apercebido se continuava ou não a rodar, é que podemos sempre alegar
que é inercia que a estrada está inclinada, mas se repararem a inclinação não é assim tão acentuada, depois de retirar o sapato do pedal, o movimento que
a bicicleta faz é rápido de mais para ser apenas inercia, e quando tem sempre a roda de trás em contacto com o chão....

Sem duvida que novas tecnologias e invenções são utilizadas, e esta já não é nova, por exemplo a Carrera utiliza em alguns modelos que vende ao publico
este tipo de motor eléctrico.. Por isso até faz sentido em alguém que não luta pela geral...
 
#18
Mas nem sequer se pode alegar inércia, a roda perdeu-a toda quando tocou no chão e depois "arrancou" novamente...
Tristes de nós que ainda não percebemos que é tudo um negócio...