UCI WorldTour & ProSeries 2022

jpacheco

Well-Known Member
Espero que ele recupere a 100%, mas 25km/h nessa volta não é valor para competição ao nível do World Tour.
É preciso dar tempo ao tempo.
Com 4000 de acumulado e para treino em altitude poderão não ser valores normais? (Recovery, aclimatação ao meio ambiente, calor e altitude) Se descer agora 30km ainda sobe a media para 27/28 :D

Claro que em competição aquilo tinha que andar ali acima de 34km/h por ventura.
 

SantosDaCasa

Well-Known Member
Com 4000 de acumulado e para treino em altitude poderão não ser valores normais? (Recovery, aclimatação ao meio ambiente, calor e altitude) Se descer agora 30km ainda sobe a media para 27/28 :D

Claro que em competição aquilo tinha que andar ali acima de 34km/h por ventura.
Mea culpa. Posso me ter precipitado.
Se calhar faltou-lhe um pelotão para seguir. Andar a solo não é bem a mesma coisa....
 

jpacheco

Well-Known Member
Mea culpa. Posso me ter precipitado.
Se calhar faltou-lhe um pelotão para seguir. Andar a solo não é bem a mesma coisa....
Mas podes ter razao, também nao sei nada da poda profissional. Mais importante é que ja aguenta em cima do selim mais de 5h. O que é um bom indicador. Agora é ver quando for preciso puxar a serio em competição.
 

Carvalhon

Well-Known Member
Independentemente dos valores para competição, com o acidente que ele teve, com possibilidade de não voltar a andar, há uns 6 meses, não? Só aguentar isto, mais de 5h a pedalar, vai lá vai... Também é preciso ter sorte com os médicos que se apanham, mas há concerteza muito de capacidade de recuperação. Brutal.
 

Carvalhon

Well-Known Member
Na recuperação, sim, não há qualquer dúvida. Foram por certo dos melhores que se podem pagar. Mas na situação de urgência, em que chegou ao hospital depois do acidente, não sei se teve assim tanta hipótese de escolha... E até foi na Colômbia.
 
Top