Le Tour de France 2022

topoman

Active Member
O Wout faz 3 hoje no Hautacam.
Amanha chegada ao sprint ganha ou faz top3
Sabado num ITT de 40km ganha ou faz top 3
Domingo sprint em Paris ganha de verde.

Ridiculo. Como é que é possível
e ele bem que tentou ganhar a etapa...é que se o deixassem ele ia ganhar a camisola da montanha!!!
 

EL PISTOLERO

Well-Known Member
Isso, se ganhasse hoje podiam-lhe oferecer uma camisola às bolinhas verdes :D
O mesmo ciclista ganhar a camisola de sprinter e de montanha, deve ser algo inédito.

Inédito não é porque o mercks só não ganhou a juventude porque não existia. De resto, creio que é do(s) único(s) a conquistar uma supremacia no tour. Não me vem mais nenhum nome á cabeça pelo menos. Isto na volta a França claro...

Edit: tour de 1969

 

Mafioso

Well-Known Member
Ainda aziado por ter estado a torcer por o Pogacar e a acreditar na reviravolta, mas a vitória é justa e sem espinhas :oops::( Vou acreditar que o homem estava com covid e foi devido a isso que não foi tão forte como o ano passado :D
 

qwerAC

Well-Known Member
A diferença entre Pogacar e Vingegaard é que o Poga é um palhaço que atacou o líder depois de quase cair e Vingegaard esperou por ele.
Um é um senhor o outro um puto arrogante e um palhaço.
Nunca me enganou, um fuço e um cromo do pior.
Ahahahahah
 

qwerAC

Well-Known Member
Muitos parabéns ao Vingegaard. Que ciclista!! Muito forte nas montanhas. No entanto, penso que a vitória dele traz um sentimento agridoce ao ciclismo. A parte boa é que o Pogacar não vai passear no Tour nos próximos anos (eu bem disse que duvidava que ele ganhasse 7 Tours como o Lance. É de facto muita fruta e às vezes as pessoas esquecem-se da grandiosidade de atleta que era o Lance).
A parte má é que acho que o Pogacar vai andar bem mais certinho, conservador, até mesmo no planeamento da época. Enquanto o Vingegaard fez uma época à la Armstrong. Super pico para o Tour. O Pogacar anda a top toda a época, a lutar por tudo literalmente, e depois talvez lhe falte 1/2% para vencer este Vingegaard. E acho mesmo que ele agora vai ser muito mais conservador, o que vai piorar a qualidade do espetáculo. As etapas de montanha deste ano foram o que foram (em termos de espetáculo) graças ao Pogacar principalmente.
 

topoman

Active Member
Muitos parabéns ao Vingegaard. Que ciclista!! Muito forte nas montanhas. No entanto, penso que a vitória dele traz um sentimento agridoce ao ciclismo. A parte boa é que o Pogacar não vai passear no Tour nos próximos anos (eu bem disse que duvidava que ele ganhasse 7 Tours como o Lance. É de facto muita fruta e às vezes as pessoas esquecem-se da grandiosidade de atleta que era o Lance).
A parte má é que acho que o Pogacar vai andar bem mais certinho, conservador, até mesmo no planeamento da época. Enquanto o Vingegaard fez uma época à la Armstrong. Super pico para o Tour. O Pogacar anda a top toda a época, a lutar por tudo literalmente, e depois talvez lhe falte 1/2% para vencer este Vingegaard. E acho mesmo que ele agora vai ser muito mais conservador, o que vai piorar a qualidade do espetáculo. As etapas de montanha deste ano foram o que foram (em termos de espetáculo) graças ao Pogacar principalmente.
Concordo com tudo... Excepto uma coisa...as etapas de montanha foram o que foram graças ao Pogacar...esqueceste-te de completar que também atacou tanto...porque tinha de ganhar tempo ao Vingegaard!
Se o Pogacar andasse a passear o Tour todo, não andava a atacar só porque sim...
 

MiGuEl_82

Well-Known Member
Bem, chapeau ao Vingegaard. Que atitude de campeão. Sou fã do Pogacar mas a vitória neste Tour está mt bem entregue. Dois enormes ciclistas.

@qwerAC espero que a “grandiosidade do Lance enquanto atleta” seja ironia…
 

FMO

Member
Muitos parabéns ao Vingegaard. Que ciclista!! Muito forte nas montanhas. No entanto, penso que a vitória dele traz um sentimento agridoce ao ciclismo. A parte boa é que o Pogacar não vai passear no Tour nos próximos anos (eu bem disse que duvidava que ele ganhasse 7 Tours como o Lance. É de facto muita fruta e às vezes as pessoas esquecem-se da grandiosidade de atleta que era o Lance).
A parte má é que acho que o Pogacar vai andar bem mais certinho, conservador, até mesmo no planeamento da época. Enquanto o Vingegaard fez uma época à la Armstrong. Super pico para o Tour. O Pogacar anda a top toda a época, a lutar por tudo literalmente, e depois talvez lhe falte 1/2% para vencer este Vingegaard. E acho mesmo que ele agora vai ser muito mais conservador, o que vai piorar a qualidade do espetáculo. As etapas de montanha deste ano foram o que foram (em termos de espetáculo) graças ao Pogacar principalmente.

Também concordo. Creio que não foi o de andar a top toda a época mas neste Tour andou a atacar demasiado mas é certo que vai ter que ser mais estratégico e a não gastar tanta energia sem necessidade.

Na Vuelta poderá estar como o Mathieu van Der Poel esteve neste Tour no entanto vai dar para perceber a sua capacidade de recuperação entre grandes voltas.
 

Carolina

Well-Known Member
Não faz sentido a comparação com o van der poel. O Poga já tinha a Vuelta no planeamento desde o inicio da época e tinha experiência com 3 semanas.
 

Carvalhon

Well-Known Member
Bem, chapeau ao Vingegaard. Que atitude de campeão. Sou fã do Pogacar mas a vitória neste Tour está mt bem entregue. Dois enormes ciclistas.
São 2 enormes ciclistas, mas neste tour, acho que foi sem espinhas para o Vingegaard. mesmo sem a supremacia da Jumbo e a necessidade do poga se desgastar a tentar recuperar, o Vingegaard ia ganhar tempo nestas etapas longas de montanha. É que foi muito tempo mesmo, + de 4 minutos em duas etapas, e o poga nem uma única vez lhe conseguiu fazer comichão.

E agora para a vuelta, será que vai alterar alguma coisa nas ambições do JA? Vamos ter um poga desmotivado e sem interesse e mais foco no JA? ou por outro lado ainda mais interessado em ganhar e o JA vai ter de ir dar todo o apoio em vez de serem 2 líderes?
 

jcca

Well-Known Member
Mais um belo dia de ciclismo...
Quero lá saber se foi pq não cortou as unhas do dedo mindinho esq, ou se foi que comeu no lugar da tia Ambrósia que ainda estava quente e ela tem hemorróidas..se é melhor ou pior.....
Eu quero é espectáculo e só me chateia foi que o espectáculo de hoje estragou a emoção do CR, mas de qq forma foi mt bom....
Venham mtaa mais assim seja com o Zequinha, o Jójo, o Vintem ou o Pocaontas,
Há cada teoria por aqui que é o que há de melhor num forum diversidade de opiniões.....
Mt bom este tour e este tópico.
 

DMA

Well-Known Member
Se o Vingegaard ganhar este Tour, fica 2-1 para o Pogačar.

Para uma boa rivalidade é óptimo, passam a ter ganho os dois, muito melhor do ser uma pseudo-rivalidade onde um deles ganha sempre.

E vão aparecer mais ciclistas capazes de lhes dar luta, nos próximos anos. Não tenho grandes dúvidas.


Ide reler o que se dizia aqui no fórum, sobre o WVA e MVP. Iam ganhar tudo durante 10 anos. Nota-se.



Pelo que ouvi, anda aí um miúdo português na calha, supostamente com valores superiores aos do João Almeida.



Por isso, não tenho grandes dúvidas que não faltarão candidatos às grandes voltas.


Também acho que muita gente tende a valorizar em excesso o presente, os últimos eventos e a esquecer-se um bocado do que já passou.
Tudo bem, é normal. O presente acabou de acontecer e está presente na memória ... do passado há muita coisa que fica um bocado turva e nos vamos esquecendo.

Por exemplo, o Bernal com o Tour de 2018 e principalmente com o de 2019 levou logo com o rótulo de que iria limpar uma porrada de GTs. Será que pensamos o mesmo passados uns meros 3 anos?

Em 2017/2018, quem adivinharia que o Froome e o Dumoulin iriam desaparecer do mapa? Que em 2020 já não contariam para o totobola?
Eram tão só os melhores corredores de GTs nessa altura.

O próprio Roglic acaba por ser menos dominador em GTs do que muita gente prognosticava.

E para muita gente em 2019/2020 quando estivéssemos em 2022 o Evenepoel de certeza que já teria um GT no bucho, ou pelo menos uma grande corrida de 1 semana (Dauphiné ???).

Podem dizer que há aqui um factor comum ... as fdps das quedas e as lesões que muitas vezes aparecem como consequência. Basicamente todos os que citei tiveram quedas.
É inerente à modalidade ... e como vimos hoje uma queda que muda tudo, está ao virar da esquina. Piscas os olhos e elas acontecem. E podes ter o azar de nessa fracção de segundo a tua carreira ir para o caraças.
 

DMA

Well-Known Member
Foscass.
A bola de cristal eatava partida mas eu não vi :oops:

Viram o adepto a ser empurrado pela mota?
Devia acontecer mais vezes :D

Por acaso reparei.
Esse cromo, quando passou o grupo seguinte ainda foi dar uma palmada no rabo dum ciclista (ou empurrar, já não tenho a certeza).

O público em inúmeras situações é completamente deficiente. Inacreditável a falta de noção.
Com crianças pequenas à beira da estrada ... e nos últimos dias reparei em várias situações de pessoal com cães ... enfim uma falta de noção do perigo inacreditável.
 

Jazz

Well-Known Member
Estive a ver agora a etapa. Puxa.

Que Tour. Do melhor que já vi. Todas as etapas de montanha foram espectaculares, mas tem sido tudo bom.

Curioso para ver o contrarrelógio.

Hoje o Pogačar capitulou. A Vuelta vai arder, ele quer ganhar de certeza, mas o Roglic já está a preparar-se para ela há duas semanas.
 

qwerAC

Well-Known Member
Bem, chapeau ao Vingegaard. Que atitude de campeão. Sou fã do Pogacar mas a vitória neste Tour está mt bem entregue. Dois enormes ciclistas.

@qwerAC espero que a “grandiosidade do Lance enquanto atleta” seja ironia…
Quando falo em grandiosidade, falo na capacidade física e mental do bicho. E isso é inegável que o Lance era um freak. Em momento algum refiro-me ao valor humano dele.
 
Top