Conversa da treta

prata_7

Well-Known Member
Eu para mim seria melhor uma torre, pela facilidade de troca de componentes no futuro, mas ela viu este tipo e ficou de olhos neles.
Portátil ainda tenho o meu velhinho que dá para o zwift e para levar para onde for preciso.

Jogos não vai ser grande coisa, falei nisso porque depois de ter um pc melhor pode me dar vontade disso, agora nem jogo nada que o meu portátil já não dá muito mais que o zwift, que irá passar para o novo para dar um pouco mais de descanso ao meu portátil.

O mais importante é ter pc para alguns anos a funcionar decentemente, mas neste caso como é mais para a Maria tem de ser deste tipo que ela prefere.

Edit: ainda pensei num Mac, mas é um mundo que não conheço e não sei se em termos de longevidade fico melhor servido. E também são mais caros
 

GuilhermeOliveira

Well-Known Member
Um gajo só manda até elas abrirem a boca, nunca percebi as cenas das manifestações pela igualdade, ninguém a quer, bem agora há uns homens que se dizem mulheres e depois querem competir com elas, mais uma vez a igualdade fica no papel, mas como já sou velho não devo cá estar para ver muita mais parvoice
Voltando ao PC, ou é esse ou comes sopa enquanto ela se lembrar, elas têm memória de elefante
 

prata_7

Well-Known Member
Um gajo só manda até elas abrirem a boca, nunca percebi as cenas das manifestações pela igualdade, ninguém a quer, bem agora há uns homens que se dizem mulheres e depois querem competir com elas, mais uma vez a igualdade fica no papel, mas como já sou velho não devo cá estar para ver muita mais parvoice
Voltando ao PC, ou é esse ou comes sopa enquanto ela se lembrar, elas têm memória de elefante

No meu caso, costumamos ir mais pelo gosto de quem vai dar mais uso as coisas, o carro que compramos à anos ela só o conduz se não tiver outra hipótese, que na altura era para eu usar e compramos o que eu gostava mais.

Neste caso ela passará mais tempo no pc do que eu, daí a parte do all in one já estar certa, agora é ver de algo que ela goste (neste caso o HP) e que possa manter funcional o mais tempo possível.
 

elchocollat

Well-Known Member
Uma pergunta:
nas bicicletas de pista é possível deixar de pedalar?
eles nunca param de padalar e alguém os agarra sempre no final.

O que acontece se param de padalar? automaticamente a bicicleta trava e dão ali um solavanco fodi**?

Alguém me explique por favor, não sei como é :D
 

Paulo Almeida

Well-Known Member
Normalmente chama-se àquilo, "roda presa", se pedalares para trás, a bike vai para trás. O normal nas bikes, é roda livre, e há bikes, como a minha k tem cubo flip-flop, roda presa dum lado, e livre do outro.
O pessoal usa pedais de encaixe, e alguns, ainda põem por cima umas fitas para prender ainda mais, para fazer os "skid", travar a roda de trás e fazer derrapar, e ao arrancar tb poderem fazer mais força sem soltar. Este tipo de bike tb sao muito usadas nos crits, antes acompanhava os "red hook crit" e normalmente as bikes são de alumínio devido ao elevado numero de quedas existentes nas provas.
A bike que mais gostei até hj é de umas das equipas que também gosto bastante: specialized-rocket-espresso (https://www.specialized.com/pt/en/stories/specialized-rocket-espresso). Quando quiseres experimentar diz ;) (trás uns joelhos extra para o caso de dares cabo desses :D)
 

elchocollat

Well-Known Member
Obrigado a vocêses!
Então significa que se eles pararem literalmente de pedalar, ou seja, tentarem ir em roda livre... O que acontece mesmo? É como se a roda travasse? E derrapa? Ou faz com que dêem uma pirueta?

Por acaso estive a ver uns vídeos do GCN mas não pararam de pedalar, só pedalaram o para trás.
 

Paulo Almeida

Well-Known Member
Obrigado a vocêses!
Então significa que se eles pararem literalmente de pedalar, ou seja, tentarem ir em roda livre... O que acontece mesmo? É como se a roda travasse? E derrapa? Ou faz com que dêem uma pirueta?

Por acaso estive a ver uns vídeos do GCN mas não pararam de pedalar, só pedalaram o para trás.
Basicamente é uma catapulta. Já aqui escrevi há uns anos atrás de um moço da Gafanha que a caminho de casa numa fixie, levava o telefone no bolso, e começou a tocar. Fez aquele movimento de ir ao bolso e deixou de fazer força nos pedais, e basicamente a bike lançou-o e embrulhou-se com a bike e chão. Aquilo para parar, ou abrandar se for em velocidade é preciso fazer bastante força com os joelhos. No inicio sem fitas nos pedais (dumb idea) tentei pedalar em roda presa, e parar ou abrandar com os pedais.... esquece. Com as fitas nos pedais fica melhor, mas não lhe tiro o travão da frente, o único que tem.
 

pratoni

Well-Known Member
Basicamente é uma catapulta. Já aqui escrevi há uns anos atrás de um moço da Gafanha que a caminho de casa numa fixie, levava o telefone no bolso, e começou a tocar. Fez aquele movimento de ir ao bolso e deixou de fazer força nos pedais, e basicamente a bike lançou-o e embrulhou-se com a bike e chão. Aquilo para parar, ou abrandar se for em velocidade é preciso fazer bastante força com os joelhos. No inicio sem fitas nos pedais (dumb idea) tentei pedalar em roda presa, e parar ou abrandar com os pedais.... esquece. Com as fitas nos pedais fica melhor, mas não lhe tiro o travão da frente, o único que tem.
Penso que seja ilegal andar na rua sem (pelo menos um) travão, mesmo sendo fixie.

Pelo menos em alguns países é, cá nem tenho a certeza...
 

Paulofski

Well-Known Member
Penso que seja ilegal andar na rua sem (pelo menos um) travão, mesmo sendo fixie.

Que eu saiba cá não existe essa proibição, mas não estou seguro disso.

Na minha única experiência numa fixie percebi logo que aquilo não era nada bom para a saúde dos meus joelhos.

Quando construi a minha singlespeed decidi que teria roda livre e um par de travões, quer dizer abrandadores. Entretanto troquei os calços e, se agora travam melhor, chiam de tal maneira que é ver toda a gente a fugir da minha frente :D
 

elchocollat

Well-Known Member
A minha experiência com fixies foi há.... 14 anos? Ia caindo e sim, levei uma pancada nos joelhos o_O:rolleyes::oops::eek:
Foi a única vez que tive contacto com uma bicicleta dessas...

Imagino-me na pista, a 50km/h naquelas bicicletas e cansado das pernas e paro de pedalar... Só disto já tenho as mãos a suar friamente :cool::p:D
Claro que a malta de lá tem experiência, mas a mim causa-me confusão o_O
 

rkixa

Well-Known Member
O funcionamento é semelhante a uma bike de spinning dos ginásios! Sei disto por triste experiência própria na primeira e única aula de grupo que experimentei de spinning, a meio da aula apeteceu-me parar, já estao a ver o que aconteceu, um estardalhaço quase que saltava ao cavalo no guiador e a vergonha do grupo todo a olhar para mim.
 

Duke

Well-Known Member
O governo podia por os olhos e alocar uma boa parte do PRR na industria das bicicletas...

Basta ver o exemplo da Carbon Team em Vouzela que com 8,4M criaram 120 postos de emprego e já tem encomendas para vários anos.

Com os 1000M que vão para a falida TAP e aparentemente mais 2000M que vão para a CP que esta cheia de tachos e dividas quantos postos de trabalho podiam criar na industria de bicicletas?

Eu se fosse ao Siza Vieira no dia que foi inaugurar a fabrica da Carbon Team disponibilizada logo verbas para duplicar as instalações.
 

cconst

Well-Known Member
Ui.... política!

Com os 1000M que vão para a falida TAP e aparentemente mais 2000M que vão para a CP
O problema é que se não se financiar a TAP nem a CP (e p.e. ajudar a Autoeuropa com benefícios) sofre toda uma comunidade que está empregada não só nesses gigantes mas também em centenas de micro e pequenas empresas que dependem da atividade dessas gigantes.

Mas não me alongo mais, porque de economia não entendo nada. Às vezes nem da economia cá de casa entendo quanto mais a do país!
 

Negoci8er

Well-Known Member
Eu também não gosto de me meter em política...
Mas infelizmente, mesmo não me metendo na política ela mete-se comigo! :mad:
Aparecem-me contas para pagar de IMI, IUC, IVA, IRS, IP, taxas audiovisuais, sobretaxas de combustíveis, taxas para INEM nos seguros, e mais taxas e taxinhas...
Vejo tanto dinheiro mal gasto... à conta de vários interesses instalados. A dívida sempre a aumentar e os impostos também.
Se pagasse mais impostos e a dívida diminuísse ainda considerava o esforço útil... assim, é dinheiro desperdiçado.
 

Negoci8er

Well-Known Member
Podemos ver este exemplo concreto.
A vacinação estava a ser "gerida" por boys políticos. Havia um conjunto de interesses instalados. O processo estava encravado e desenvolvia-se lentamente.
Com os mesmos recursos (humanos e materiais) o Vice-Almirante Gouveia e Melo deu um banho de gestão aos boys políticos.

Apenas existe Economia porque os recursos são escassos.

Garanto que se a TAP ou a CP tivessem gestores como o Vice-Almirante Gouveia e Melo as empresas estavam bem melhores. Funcionavam melhor, eram lucrativas e não tinham os interesses instalados dos sindicatos...
Desculpem o desabafo...
Termino com a música do Jorge Palma: "Ai Portugal, Portugal! Do que é que estás à espera? Tens um pé numa galera e outro no fundo do Mar..."
 

GuilhermeOliveira

Well-Known Member
Se soubesses metade da missa do que se passa com quase tudo o que é do estado ficavas admirado e não dizias nada disso, para não me alongar, aqui a tempos apareceu um militar que me pediu uma impressora para aqueles tinteiros que ele trazia, podes imaginar o porquê.
Quando fui militar o dispenseiro foi catado com o porta bagagens cheio e não era de ar, por acaso estava lá nesse dia e não lhe aconteceu nada de importante, apenas passou a chefiar os electricistas auto, o que não falta é notícias que maus exemplos
Quanto às vacinas não falta exemplos do que aconteceu e não era dos políticos ou Boys ou o que queiras chamar, é mesmo de gente como nós que vais para a net dizer mal e esquece que eles é que fazem o mal
O remédio era acabar com metade deles, mas do bolo todo, e deixar um aviso do porquê, se não a outra metade aproveitava,-se de existirem menos
Não, como eu digo, não são todos ruins, até porque as coisas aparecem feitas, alguém teve de ser, mas podiam ser melhores
É olhar para a maior parte dos que falam nos jornais e tvs, querem pagar menos e receber mais, querem mais gente, melhor paga e trabalhar menos horas, pois a ser assim daqui a nada ainda lhes tinham de pagar para estarem em casa, hoje fica a preto e espero que os chorões não se venham lamentar
 
Top