• Olá Guest , participa na discussão sobre o futuro desta comunidade neste tópico.

Como perder peso - The Hard Facts

Bruso

Well-Known Member
Experimenta e vê como te sentes e monitoriza o teu peso a ver os efeitos. Já vi nutricionistas e atletas a defender isso e já vi o inverso também. Acho que isso é muito específico ao teu metabolismo.
 

xtpo

New Member
Dizem que é contraproducente comer antes de ir para a cama quando se quer perder peso mas eu como muitas vezes e acabei por perder algum peso nos últimos meses (77,5 para 69,5), é preciso é gerir com o resto do que se come ao longo do dia.
Uma coisa que comecei a sentir mais o ano passado e continuou este ano, foi o homem da marreta de fome a bater mais cedo e que contrariei com mais alimentação ao longo do treino. Num treino de 5h era capaz de fazer as primeiras 2h30 sem comer e agora ao fim da 1ª hora já estou a meter algo ao bucho.
Se não consegues comer nada antes dos rolos, experimenta comer algo ao fim de 15/20/30m, meia banana, meia barra de cereais. Acho que vais ter que ir na tentativa e erro a ver se encontras uma solução que o teu corpo aceite mais facilmente
 

pratoni

Well-Known Member
Nem um gel? Nem bebida energética, antes ou durante o treino?
Eu, por experiência, se preciso de comer alguma coisa mesmo antes de treinar dou-me bem com uvas.

As outras coisas que tentei sentia-me sempre mal, ou azia ou a comida a tentar sair pela boca fora...

Quanto à dieta não tires os hidratos de carbono. Reduz apenas a quantidade que ingeres.

Uma das mudanças de mentalidade que fiz foi tirar os snacks a que estava habituado à noite e antes de dormir. Parece que não, mas são muitas calorias e numa altura em que deposita gordura no corpo.

O regime que fiz e que resultou, mas não envolveu muito treino, foi basicamente cortar o jantar e, como disse antes, não fazer snacks à noite.

De resto, comia tudo como antes, pequeno-almoco, almoço e lanche por volta das 18h. Daí até dormir só se for alguma fruta, caso sinta alguma fome.

Não digo que não custou, houve noites que confesso que fui com vontade de comer para a cama, mas foi acima de tudo uma mudança de mentalidade.
 

invoid

Active Member
Venho aqui re-abrir a discussão à procura de dicas antes de ir a um profissional da coisa.

Antes de expor aqui as minhas mágoas, já fui acompanhado por nutricionista (mesmo nutricionista, que inclusive acompanha atletas de endurance). No entanto, senti que o esforço da minha parte para perder peso via alimentação não foi devidamente acompanhado pela redução do peso. Quer dizer: perdi peso, mas foi num período em que também treinava cerca 10h/semana... e ainda assim andava sempre cheio de fome! Motivo pelo qual deixei as visitas à nutrucionista. Enquanto treinei, consegui manter o peso controlado.

Mas depois, veio pico de trabalho, mais uma filha, pandemia... enfim... foram quase 15kg que apareceram em menos de nada.

Sei que para perder peso temos que entrar em restrição calórica. Já usei durante meses aplicações para ajudar a controlar as calorias ingeridas tendo em conta as consumidas (e nesse aspeto recorri-me do relógio da Garmin que uso diariamente e monitoriza a atividade) e na realidade perdi algum peso. Pouco (bastou uma semana de férias com tudo incluído para recuperar o peso perdido e mais!)

Eu gosto de comer (e se for comida tradicional Portuguesa de tacho... UI!). Gosto da sensação de ficar cheio. Gosto de beber bjecas e vinho... e tudo isso joga contra mim.

Entretanto, a meados de Agosto a minha esposa foi numa de Easy Slim. Eu - com a desculpa de a apoiar na sua jornada de perca de peso - acompanhei-a [apenas] nas refeições e na abstinência de alcool. Perdi desde então 4.5Kg (cerca de 2 meses) Não me parece um mau caminho, especialmente se tiver em conta que neste periodo ainda tivémos 2 semanas de férias. E nota-se bastante na zona abdominal! Mas não há bela sem senão: continuo sempre com vontade de comer. Não é bem fome... é não ficar satizfeito.

A alteração aos meus hábitos foi apenas retirar os hidratos de carbono. Açúcar, arroz, massas, pão, batatas.. As óbvias. Mas feijão, grão, ervilhas e frutas também foram "banidas" (do que li depois, parece uma dieta cetogénica).

Isto começou numa altura em que não estava a treinar. E sentia-me bem (com alguma "fome", mas gerível - afinal temos que dar algum tempo para nos habituarmos a rotinas novas). Fiz umas leituras e aparentemente o objetivo é mudar a forma de recrutamento da energia dos HC para matéria gorda (que tenho em abundante reserva) - cetose.

Entretanto a meio de setembro voltei ao Trainerroad e a treinar. O que é que eu reparei: que inicio os treinos já com o "Homem da marreta" à perna! Falta-me energia (claro!!! Os hidratos não estão lá, embora o nosso organismo consiga ir buscar energia a outras fontes...) especialmente de manhã. É recorrente chegar aos 30 minutos de treino e estar a sentir as pernas como se já levasse 2h. É recorrente começar a sentir logo os músculos a queixarem-se ainda no aquecimento. Algo não está bem. E acredito que seja na minha alimentação. E se não consigo treinar decentemente, também não evoluo para os meus objetivos pessoais: voltar a fazer o Setubal Triathlon em 2024.

A verdade é que se não treinasse, conseguia conviver com a vontade de comer que me vai assolando ao longo do dia. Mas treino. E pretendo continuar a treinar e a perder peso (tenho 178cm e quero chegar aos 73~74Kg).

Posto este testamento todo... sinto (e apenas isto, sinto) que uma vez que treino de madrugada (pelas 6h!!!) deveria comer qualquer coisa antes de ir dormir para ter alguma coisa para gastar sem ter que recorrer logo à matéria gorda... é que desta forma alguns treinos - mais do que queria - ficam a meio... as pernas não dão mesmo mais! E depois levo todos os dias com adaptações ao plano do Trainerroad.

O que vocês que já perderam peso no passado ou lutam para perder peso, me têm a dizer?! Posso comer um iogurte natural com um pouco de mel p.e. antes de ir para a cama?! Devo alterar a minha dieta por forma a comer o que me der prazer!? (ai a gestão de quantidades e de calorias...)
Não tenho mesmo problema, sempre fui naturalmente magro independentemente do que coma.. aliás se não treinar não apetite. De manhã custa me comer, mas comecei a usar isto. https://www.hsnstore.pt/marcas/food-series/farinha-de-aveia-instantanea-2-0

É uma cena "leve" tem uma boa quantidade de HC, acompanho com alguma coisinha não me faz volta ao estômago
 

s0me0ne

Well-Known Member
Mas não há bela sem senão: continuo sempre com vontade de comer. Não é bem fome... é não ficar satizfeito.
Tenho o mesmo problema que tu e provavelmente temos hábitos profissionais idênticos de passar o dia sentados.
Sinceramente não acredito nos resultados desse tipo de dietas de grande restrição alimentar. Os casos que conheço no final recuperarão o peso inicialmente perdido e ainda os juros.
Devemos é adaptar a alimentação ao nosso gasto calórico.

Como tu também treino muitas vezes às 6am e não consigo comer antes do treino. Na minha opinião, não é o comeres antes do treino que está a fazer com que não completes o treino, é a falta de reservas no deposito. Dificilmente consegues "encher" o deposito para um treino intenso às 6am.

O que me tem ajudado a não ter a sensação de fome ao longo do dia, foi o pequeno almoço ser mais composto. Antes comia o pequeno almoço as 7 e às 9 já tinha fome e continuava durante o dia todo.

No teu caso vi 2 videos que te devem ajudar.
Este do Alex Dowsett e principalmente este (https://youtu.be/Fkz-stcWEjE?t=56). Basicamente falam em ter em conta a alimentação de acordo com o treino seguinte.
A Dowsett fala que deves pensar na alimentação tipo por blocos. Um bloco termina na refeição Pós-treino. Deves alimentar-te para as calorias que vais necessitar até terminar o próximo bloco!
 

cconst

Well-Known Member
@s0me0ne já vou ter algo que ouvir durante algumas horas do dia. Thx!
Na minha opinião, não é o comeres antes do treino que está a fazer com que não completes o treino, é a falta de reservas no deposito. Dificilmente consegues "encher" o deposito para um treino intenso às 6am.
É isto: parece que inicio os treinos [às 6h00] já na reserva...

Aos fins de semana a coisa muda de figura. Ainda no sábado passado acordei, comi (torrada com queijo e doce e café), equipei-me, preparei a bike e fui para a estrada. 2h20, 68Km, uma série de medalhas no Strava, IF 0.82 no training peaks... logo não foi só um passeio (eu sei que os meus números são modestos... mas o meu FTP determinado pelo Trainerroad é de cerca de 220W). E não tive necessidade de comer nem isotónicos nem nada...

As diferenças:
1. o jantar anterior foi sushi (e uma bjeca)... e o sushi tem arroz, o que deve ter contribuído para as reservas no dia seguinte. Ou então foi da cerveja e se assim for... Oh que chatice:p!
2. demorei mais tempo a ir para a bike -> já ia mais acordado
 

Trizade

Well-Known Member
@s0me0ne já vou ter algo que ouvir durante algumas horas do dia. Thx!

É isto: parece que inicio os treinos [às 6h00] já na reserva...

Aos fins de semana a coisa muda de figura. Ainda no sábado passado acordei, comi (torrada com queijo e doce e café), equipei-me, preparei a bike e fui para a estrada. 2h20, 68Km, uma série de medalhas no Strava, IF 0.82 no training peaks... logo não foi só um passeio (eu sei que os meus números são modestos... mas o meu FTP determinado pelo Trainerroad é de cerca de 220W). E não tive necessidade de comer nem isotónicos nem nada...

As diferenças:
1. o jantar anterior foi sushi (e uma bjeca)... e o sushi tem arroz, o que deve ter contribuído para as reservas no dia seguinte. Ou então foi da cerveja e se assim for... Oh que chatice:p!
2. demorei mais tempo a ir para a bike -> já ia mais acordado

2h20, IF 0.82 e não comeste nem isotónicos nem nada...
Não admira que o homem da marreta te visite com frequência... Podes não ter sentido nesta volta, mas o facto de te teres alimentado mal nesta volta (ou nem sequer te teres alimentado) quer dizer que já estás em défice para a recuperação para a próxima volta.
Isto é tipo bola de neve... O que fazes hoje vai ter repercurssões amanhã e depois de amanhã,etc...
 

s0me0ne

Well-Known Member
As diferenças:
1. o jantar anterior foi sushi (e uma bjeca)... e o sushi tem arroz, o que deve ter contribuído para as reservas no dia seguinte. Ou então foi da cerveja e se assim for... Oh que chatice:p!
É isso, o sushi tem arroz e carradas de açúcar!!!

Como diz o vídeo, tenta reforçar os HC no jantar do dia anterior e come bem ao pequeno almoço. Nos dias que o pequeno almoço é depois do treino como ainda mais. Vais ver que vai sentir menos fome ao longo do dia
 

GuilhermeOliveira

Well-Known Member
Quando baixei dos 99para os 75,só alterei uma refeição, o almoço, basicamente comecei a comer metade, continuei a comer o que comia antes, 2 meses e a coisa andou bem
O problema era manter, foi aí que apareceu as bicicletas
O meu problema é ser tipo robô, tenho dificuldades em manter rotinas rígidas
Mesmo quando vou para provas, vou quase sem comer, pois não tomo pequeno almoço a mais de 30anos, só altero está rotina quando estou de férias mas fora de casa
Jantar é fruta, 1sandes, chocolate umas 30gr e religiosamente a mais de 20 anos 1laranja, não é tudo junto, é ao longo da noite

Só levo a coisa mais a sério quando treino mais, mas isso é coisa que não se vê para aí á uns 3 anos e tal
 

cconst

Well-Known Member
2h20, IF 0.82 e não comeste nem isotónicos nem nada...
Não admira que o homem da marreta te visite com frequência... Podes não ter sentido nesta volta, mas o facto de te teres alimentado mal nesta volta (ou nem sequer te teres alimentado) quer dizer que já estás em défice para a recuperação para a próxima volta.
Isto é tipo bola de neve... O que fazes hoje vai ter repercurssões amanhã e depois de amanhã,etc...
Não deixas de ter razão... embora a próxima volta fosse apenas na segunda feira, cerca de 40 hrs depois. Sendo que o resto do fim de semana é em família.

Se já tivesse no peso que queria estar, provavelmente teria comido uma banana a meio ou assim, e caso fosse tempo quente teria levado eletrólitos.

Ainda assim, tomarei em consideração o que escreves... Pode ser que esteja tão focado em perder peso que acabo por sabotar o resto.
 

Trizade

Well-Known Member
Não deixas de ter razão... embora a próxima volta fosse apenas na segunda feira, cerca de 40 hrs depois. Sendo que o resto do fim de semana é em família.

Se já tivesse no peso que queria estar, provavelmente teria comido uma banana a meio ou assim, e caso fosse tempo quente teria levado eletrólitos.

Ainda assim, tomarei em consideração o que escreves... Pode ser que esteja tão focado em perder peso que acabo por sabotar o resto.
Acredita que te percebo. Quando estava a perder peso também cometi erros pq queria à força toda que o peso diminuisse...
Ainda hoje que já estou no peso que quero depois de ter perdido os 30kg's tenho muito cuidado com o que como porque sei que num tirinho volto lá acima se não tenho cuidado. E às vezes até evito comer um snackzinho, ou uma bolachinha aqui ou ali com medo de o peso aumentar.
No final de contas cada pessoa tem de ver o que funciona para ela e arranjar um balanço ideal entre perder peso e ter combustível para os treinos.
É sempre preferível ter combustível para os treinos (e isto implica antes, durante e depois dos treinos) e planear o resto do dia em função do que se comeu no treino. Assim garantes a performance durante os treinos e que vais ter uma recuperação adequada para os próximos treinos também. E isto vais ter de ser tu a descobrir por ti próprio.
 

elchocollat

Well-Known Member
Bom, os meus 2cents:
Quando comecei a andar de bicicleta, um homem que considerarei sempre como amigo, ensinou-me 2 coisas:
1) a base do ciclcismo é a cadência
2) comer para não ter fome
Exatamente assim.

Focando no segundo ponto, o meu objetivo é sempre nunca ficar vazio seja onde for. Mas já faz parte de mim. Ando sempre com aquelas bolachas de arroz e água. Nunca se sabe...
E no ciclismo não é diferente... Comer sempre antes de atividade física, e a meu ver é mais ou menos direto: no final de cada treino deverá ter a informação do gasto calórico (e sendo que tens PM, essa informação será ainda mais precisa). Se gastas 400kcal, arranjas um pré-treino com o total de <=400kcal. No pior dos casos não gastas todas as kcal, mas o mais fundamental é que não ficas vazio.
Eu nunca passo mais que 1h15 sem comer. E se for uma volta grande, até como de 30min em 30min, e vou intercalando: como uma sandes agora, passados 30min como uma SaltBar, depois 30min vai outra sandes, passados 30min uma saltbar, etc. Intercalando com istotónico.
Nunca chego vazio a casa. Muito pelo contrário: com energia e sensação que era capaz de ter dado mais. Mas eu prefiro ser cauteloso.

De facto tal como já foi dito, isto é uma bola de neve. Sushi e uma bjeca como jantar, não podes esperar que no dia seguinte tenhas um bom dia. Deduzo que seja com álcool (essa é outra: desde que cortei o álcool, notei um aumento no meu bem estar. Já estou num ponto (há já algum tempo) que ao beber uma mini me sabe a álcool puro, e já fico com o cropo logo ressentido - não fico bêbabdo, mas fico logo relaxado) e logo estragaste não só a noite de sono mas como o teu bem estar físico. O arroz de sushi é muito mau também, fora a quantidade de comida que se come.
Atenção: eu também como sushi se for preciso.

O que me parece, e com toda a sinceridade, é que não estás a levar a tua situação a sério. É urgente cortares essencialmente a quantidade de comida que comes, molhos, e todas e quaisquer refeições desnecessárias.
No meu caso, conheço-me e sei que tenho momentos em que estou mais triste e dá-me para comer mais porcarias - desde que me juntei com a minha namorada, como mais porque ela gosta dessas m* e fico chateado quando não consigo resistir. Mas há momentos e depois recomponho-me.
É preciso levar a sério a nossa situação.

Hoje terminei o meu treininho e lembrei-me de ti:
não há possibilidade de fazeres 1 treino no rolo a meio do dia? E compensas essa hora mais tarde ou logo pela manhã?
Poderia ser uma solução, caso desse.


O essencial é conseguires controloar o que consomes. "Óbvio" poderão dizer "mas como?" poderão perguntar. Na minha opinião, o reconhecimento é o primeiro passo. E já o deste: reconheces a tua situação. Agora é teres uma ação.
Identifica espaços do dia onde repares que vacilaste em relação ao objetivo: foi a seguir ao almoço? foi à noite? o que comeste? é possível mudar? Por exemplo, eu adoro pão. Pão de Rio Maior? Como um num dia se for preciso. Mas consigo-me controlar: como há sempre em casa (porque a minha namorada come) eu decidi que só como no dia em que o compro, e só numa ou 2 refeições.
Por exemplo, tens bolachas em casa? e essas porcarias? se sim, consegues não ter ou ter menos? se fores tu às compras, não faças força para comprar. Vais-te lembrar, mas não vais comprar.
Outra coisa: fala abertamente com a tua família. Mostra-lhes a tua situação e queres mudar e eles poder-te-ão ajudar de certa forma. Se jantarem todos juntos, fala disso à mesa. Pede-lhes para te porem menos comida no prato, ou para se sentirem à contade para te dizerem para comeres menos. Não leves isto só para ti, traz para quem te rodeia e te quer bem :)

Importante a meu ver também:
come mesmo antes do treino. fazer exercício físico em jejum, para mim não faz sentido. habitua o teu corpo a comer antes de atividade física.
2h30 com 0.82 de IF, tal como já foi dito, não admire que levas com ela. E depois claro: chegas a casa e comes (bem ou mal, já não sei).
Repara: estás num desporto altamente exigente (ciclismo), para não falar no triatlo que queres praticar. Precisas de muita energia, e não entendo porque é que por vezes pensamos que HCs à noite fazem mal... Eu não quero que me faltem HCs, sobretudo se no dia seguinte for treinar.
Mas nunca nunca vou em jejum.

Não sou especialista na área, simplesmente conheço-me e consigo orietar-me bem.
Há muito para dizer aqui, só me lembrei de algumas coisas :)

Foca-te, homem! :)
 

s0me0ne

Well-Known Member
O que me parece, e com toda a sinceridade, é que não estás a levar a tua situação a sério.
Penso que estás a perceber o assunto ao inverso.
Pelo discurso do @cconst ele está a ter resultados na perda de peso. O problema está na quebra de energia para treinar.
Para mim ele até tomou a decisão correta de ir ao nutricionista.

Há alguns pontos no teu post que discordo.
Sushi e uma bjeca como jantar, não podes esperar que no dia seguinte tenhas um bom dia.
Não vejo problema, mas aqui depende das quantidades. No caso especifico ele até foi dos treinos que se sentiu melhor.

Come mesmo antes do treino. fazer exercício físico em jejum, para mim não faz sentido. habitua o teu corpo a comer antes de atividade física.
2h30 com 0.82 de IF, tal como já foi dito, não admire que levas com ela.
2 pontos diferentes neste caso. Ele não faz 2h30 sem comer. ele fez esse treino depois do jantar de sushi. Ele, como eu, treina sem comer às 6 da manha, 1h no máximo. Neste caso se não tiver as reservas do dia anterior, mão há grande coisa que consiga fazer para ter energia para completar o treino.

Mas... como tu dizes, eu também não sou especialista na área e só quero tentar ajudar.
 

joseruivo

Well-Known Member
Bom, os meus 2cents:
Quando comecei a andar de bicicleta, um homem que considerarei sempre como amigo, ensinou-me 2 coisas:
1) a base do ciclcismo é a cadência
2) comer para não ter fome
Exatamente assim.

Focando no segundo ponto, o meu objetivo é sempre nunca ficar vazio seja onde for. Mas já faz parte de mim. Ando sempre com aquelas bolachas de arroz e água. Nunca se sabe...
E no ciclismo não é diferente... Comer sempre antes de atividade física, e a meu ver é mais ou menos direto: no final de cada treino deverá ter a informação do gasto calórico (e sendo que tens PM, essa informação será ainda mais precisa). Se gastas 400kcal, arranjas um pré-treino com o total de <=400kcal. No pior dos casos não gastas todas as kcal, mas o mais fundamental é que não ficas vazio.
Eu nunca passo mais que 1h15 sem comer. E se for uma volta grande, até como de 30min em 30min, e vou intercalando: como uma sandes agora, passados 30min como uma SaltBar, depois 30min vai outra sandes, passados 30min uma saltbar, etc. Intercalando com istotónico.
Nunca chego vazio a casa. Muito pelo contrário: com energia e sensação que era capaz de ter dado mais. Mas eu prefiro ser cauteloso.

De facto tal como já foi dito, isto é uma bola de neve. Sushi e uma bjeca como jantar, não podes esperar que no dia seguinte tenhas um bom dia. Deduzo que seja com álcool (essa é outra: desde que cortei o álcool, notei um aumento no meu bem estar. Já estou num ponto (há já algum tempo) que ao beber uma mini me sabe a álcool puro, e já fico com o cropo logo ressentido - não fico bêbabdo, mas fico logo relaxado) e logo estragaste não só a noite de sono mas como o teu bem estar físico. O arroz de sushi é muito mau também, fora a quantidade de comida que se come.
Atenção: eu também como sushi se for preciso.

O que me parece, e com toda a sinceridade, é que não estás a levar a tua situação a sério. É urgente cortares essencialmente a quantidade de comida que comes, molhos, e todas e quaisquer refeições desnecessárias.
No meu caso, conheço-me e sei que tenho momentos em que estou mais triste e dá-me para comer mais porcarias - desde que me juntei com a minha namorada, como mais porque ela gosta dessas m* e fico chateado quando não consigo resistir. Mas há momentos e depois recomponho-me.
É preciso levar a sério a nossa situação.

Hoje terminei o meu treininho e lembrei-me de ti:
não há possibilidade de fazeres 1 treino no rolo a meio do dia? E compensas essa hora mais tarde ou logo pela manhã?
Poderia ser uma solução, caso desse.


O essencial é conseguires controloar o que consomes. "Óbvio" poderão dizer "mas como?" poderão perguntar. Na minha opinião, o reconhecimento é o primeiro passo. E já o deste: reconheces a tua situação. Agora é teres uma ação.
Identifica espaços do dia onde repares que vacilaste em relação ao objetivo: foi a seguir ao almoço? foi à noite? o que comeste? é possível mudar? Por exemplo, eu adoro pão. Pão de Rio Maior? Como um num dia se for preciso. Mas consigo-me controlar: como há sempre em casa (porque a minha namorada come) eu decidi que só como no dia em que o compro, e só numa ou 2 refeições.
Por exemplo, tens bolachas em casa? e essas porcarias? se sim, consegues não ter ou ter menos? se fores tu às compras, não faças força para comprar. Vais-te lembrar, mas não vais comprar.
Outra coisa: fala abertamente com a tua família. Mostra-lhes a tua situação e queres mudar e eles poder-te-ão ajudar de certa forma. Se jantarem todos juntos, fala disso à mesa. Pede-lhes para te porem menos comida no prato, ou para se sentirem à contade para te dizerem para comeres menos. Não leves isto só para ti, traz para quem te rodeia e te quer bem :)

Importante a meu ver também:
come mesmo antes do treino. fazer exercício físico em jejum, para mim não faz sentido. habitua o teu corpo a comer antes de atividade física.
2h30 com 0.82 de IF, tal como já foi dito, não admire que levas com ela. E depois claro: chegas a casa e comes (bem ou mal, já não sei).
Repara: estás num desporto altamente exigente (ciclismo), para não falar no triatlo que queres praticar. Precisas de muita energia, e não entendo porque é que por vezes pensamos que HCs à noite fazem mal... Eu não quero que me faltem HCs, sobretudo se no dia seguinte for treinar.
Mas nunca nunca vou em jejum.

Não sou especialista na área, simplesmente conheço-me e consigo orietar-me bem.
Há muito para dizer aqui, só me lembrei de algumas coisas :)

Foca-te, homem! :)
Um bom truque para comer menos, é usar um prato de sobremesa em vez de um prato de conduto.
Outra ideia, que ainda não experimentei, é um prato de cor verde - parece que faz perder a vontade de comer (tanto).
 

cconst

Well-Known Member
@elchocollat : Obrigado pelo contributo!

tal como o @s0me0ne referiu entendes a coisa do sushi ao contrário, pois nos ultimos tempos foi o melhorzinho que me senti, quer durante quer depois!

Alguns pontos que referes que são relevantes mas que devido a compromissos familiares (tenho duas filhas pequenas - 3 e 11 anos) me "obrigam" a deixar os finais de dia por conta delas. Assim não posso contar com os finais de dia para treinos. Já pensar que os consigo "espremer" na hora de almoço, também é algo incerto pois o horário é flexivel e depende das interações com o cliente (apesar de estar remoto, trabalhamos muito interativamente e acontece com [demasiada] frequência ter a hora de almoço condensada.

Assim, se não treinar às 6h... a probabilidade de conseguir um treino noutro periodo é muito reduzida. Pelo que prefiro criar a rotina das 6h.

E isto leva-me a:
Comer sempre antes de atividade física, e a meu ver é mais ou menos direto
Se tiver meia hora, sim... é o que faço. Mas durante a semana essa meia hora é preciosa na cama..

É urgente cortares essencialmente a quantidade de comida que comes, molhos, e todas e quaisquer refeições desnecessárias.
Os fins de semana são mais complicados... mas não temos hábitos de fast foods (tirando o sushi às sextas que é quase religião)


Por fim:
Precisas de muita energia, e não entendo porque é que por vezes pensamos que HCs à noite fazem mal... Eu não quero que me faltem HCs, sobretudo se no dia seguinte for treinar.
Acho que o meu mal é uma combinação de algumas coisas:
1. Isso mesmo de achar que comer HC à noite é mau
2. ter pouco tempo e não querer "roubar" tempo a outras coisas importantes na minha vida
3. propor-me a desafios que normalmente não são fáceis
4. querer resultados rápidos

Está visto que tenho que fazer alterações. Já vi alguns videos (que foram aqui colocados) e mais uns outros. Identifiquei-me com alguns, mas existe pouco sobre o treinar logo após o acordar e o que comer.

Mas o que me parece ser comum é que é preciso ter reservas para serem usadas no treino. Desde o início ao fim, E depois a recuperação.
Bom, vou continuar a ouvir e ler coisas enquanto trabalho...
 

cconst

Well-Known Member
Para mim ele até tomou a decisão correta de ir ao nutricionista.
wait... fui há uns anos... e trouxe alguns bons conselhos e outros que não funcionaram. Entretanto deixei de lá ir... ia 1x por mês e a falta de disponibilidade por duas ocasiões (assim como a leveza que sentia na carteira quando lá ia) e o ter mudado de local de trabalho para longe da nutricionista acabou por fazer com que deixasse de lá ir...
 

s0me0ne

Well-Known Member
wait... fui há uns anos... e trouxe alguns bons conselhos e outros que não funcionaram. Entretanto deixei de lá ir... ia 1x por mês e a falta de disponibilidade por duas ocasiões (assim como a leveza que sentia na carteira quando lá ia) e o ter mudado de local de trabalho para longe da nutricionista acabou por fazer com que deixasse de lá ir...
Então esquece essa parte:cool::p.

Não sei porquê percebi que ias novamente mas a outro.
Conselho de alguém partilha alguns dos teus problemas:
1º - reforçar o pequeno almoço. A mim tem feito grande diferença. Deixei de ter aquela fome/ vontade de comer durante o dia todo que tinha antes. Existe um mito grande do qual eu também me incluo de reduzir os HC, mas 100gr de arroz cozido traduzem em cerca de 130 kcal. Se não ficarmos satisfeitos nas refeições por cortar no arroz, vamos atacar nos snacks e facilmente vamos consumir mais calorias.
2º - pensa na alimentação como o combustível para a atividade diária do corpo. se te estavas a sentir bem e a ter resultados com as alterações à alimentação implementadas, retifica a pensar nos dias que tens treinos.
 

FSantos

Active Member
Uma Plataforma "nova" que talvez ajude, nao tenho conhecimento mas pelo que li parece bem, adapta refoicoes, nutricao, horario de trabalho, de treino, só explorando.
Até se alguem tiver conhecimento pode explicar o funcionamento :)
https://overvam.com/
 

Carvalhon

Well-Known Member
Também vou dar o meu bitaite, embora num cenário um pouco diferente, porque não treino, nem nunca treinei... simplesmente dou umas voltas de bike.
Há cerca de 15 anos, cheguei aos 86kg, o que para 1,80 já começava a ser demais. Não fazia nada, comia mal, depressa, sem horas. Fui ao nutricionista, comecei a fazer spinning 2x por semana. Cortei na quantidade, fritos, doces, etc, e em 3 meses cheguei aos 80kg, que com maior ou menor dificuldade tenho mantido. Ando normalmente na casa dos 79kg. Na altura que andava mais de bike e corria, cheguei a estar nos 77kg e sem grande controlo. Agora para me manter nos 79kg, como a actividade física é menor, já tenho de ter alguns cuidados, nomeadamente nos doces, fritos e quantidade da ração. Mas mantive um hábito desde essa altura, que me foi passado pela nutricionista, e que penso ser o que me tem feito aguentar neste peso, que é comer muitas vezes e poucas quantidades. Tomo sempre o pequeno almoço, dependendo da hora ainda como mais 1ou 2x durante a manhã (uma peça de fruta, um iogurte magro) durante a tarde, também faço dois lanches. Levo sempre um pão partido em dois, que como em duas vezes. E antes de dormir também como sempre alguma coisa, um iogurte magro, que no fundo é a ceia, já que me deito sempre tarde, nunca antes das 23h30.
Isto para contrapor que comer antes de dormir é má ideia... No meu caso e no que me foi educado pela nutricionista, estar muito tempo sem comer (+ 2 horas) é que não ajuda a emagrecer.
 
Top