Volta a Portugal 2019 - 31 de Julho / 11 de Agosto

nmt

Active Member
O Joni ontem não fez melhor porque não deu mesmo para mais. Os últimos 50/60klm da etapa teve o Boavista a trabalhar para ele... Teve alguma sorte com o Edgar Pinto que ontem não esteve no seu melhor, porque se ele tivesse pedal para arrancar Sra DA Graça fora e obrigar o Joni a trabalhar mais klms, hoje tinha arrancado de verde florescente.
Foi uma boa volta e com um justo vencedor e que tem vindo a mostrar que é bom.

Quanto ao Joni, se fosse mais humilde e o seu director desportivo menos arrogante, porque não passa de um puto que chegou à pouco ao ciclismo com ideias diferentes, acho que teria mais apoiantes e mais respeito de todos!
Exatamente. Aquele modo de falar altivo com desprezo pelos adversários levaram a que muitos adeptos de ciclismo hoje o assobiassem. Estive lá e não vi nem ouvi nada de extraordinário, antes pelo contrário, enorme moldura humana, sem que se tivesse verificado um único incidente com o público, ao contrário do que se vê em muito lado, mesmo no Pro Tour. A W52/FCP está noutro patamar, seja pelos muitos valores individuais, seja pelo coletivo. O espírito de equipa, de entrega, de entre-ajuda não tem comparação em nenhuma outra equipa portuguesa.
 

Bernalve

Well-Known Member
Todos ja sabiam que o Joni em comparaçao directa com o Joao no CRI ia ter bastantes dificuldades.. primeiro pq nao é a especialidade dele.. (ate o proprio F.Cardoso qdo foi entrevistado na RTP disse e bem "o Joni tem bastande dificuldade a fazer as curvas" e por acaso ate reparei nisso.. principalmente curvas tecnicas .. ) e dp tambem porque chega mais desgastado a esta etapa que o Joao... o porto tem obviamente uma equipa fortissima.. basta ver a classificaçao final!! 4 dos primeiros 5 sao da W52! o 3º melhor da efapel é 24º!! Se a efapel tivesse tido a equipa por exemplo do boavista... tenho duvidas que o porto ganhasse.. ou pelo menos que tivesse tanto "a vontade" digamos assim para vencer com esta capacidade...
Por acaso também reparei que numa mesma curva, o Joni comparativamente ao João Rodrigues, nota-se a diferença da falta de unhas do Joni.

O Emanuel Duarte ganhou juventude, foi bastante surpreende ter aguentado tão bem as 10 etapas a top, principalmente a Serra da Estrela e Senhora da Graça. Nunca mostrou em provas anteriores ter potencial para isto.
 

qwerAC

Well-Known Member
Por acaso também reparei que numa mesma curva, o Joni comparativamente ao João Rodrigues, nota-se a diferença da falta de unhas do Joni.

O Emanuel Duarte ganhou juventude, foi bastante surpreende ter aguentado tão bem as 10 etapas a top, principalmente a Serra da Estrela e Senhora da Graça. Nunca mostrou em provas anteriores ter potencial para isto.
Mas o João Rodrigues não devia contar para a juventude? Ele tem 24 anos.
 

NULL

Well-Known Member
Ainda relativamente à prova em si estou convicto que vai acontecer ao João Rodrigues o que aconteceu ao Amaro Antunes... era o mais forte mas não venceu. Ontem pareceu-me que ia muito fresco durante a subida toda, controlava tudo e todos como queria. Claro que estando o Gustavo de amarelo ele fez muito bem em manter-se por ali para o que fizesse falta. O Joni passou um bocado mal, teve momentos em que parecia que ia no elástico... mas hoje disseram-me (lá de dentro) que vai melhorar na segunda semana (eu não acredito mas...)

A subida à Sra. da Graça vai ser provavelmente o único dia onde poderão existir diferenças significativas no que respeita à geral... mas mesmo aí tenho dúvidas. Quando a W52 meter o comboio por lá acima com os Mestre´s, Toni e Edgar duvido que alguém consiga sair dali... O Edgar e o Toni perderam tempo na Torre estando agora disponíveis para trabalhar... Sobram o Veloso e Rodrigues para marcar a concorrência.

Tanto um como outro andam bem no CRI... não vejo vida fácil para os concorrentes.
Pois bem... parecia que a corrida ia ser mais fácil para a W52. A queda do Veloso, Rodrigues e Daniel Mestre vieram enfraquecer a equipa numa fase em que o Joni apareceu em bom plano. O Veloso se não estivesse a vestir de amarelo teria desistido sem qualquer dúvida depois da queda. Passou noites sem dormir e no dia após a queda nem conseguia sair da cama sozinho, precisou de ajuda para se levantar.
Apesar das contrariedades sempre se manteve focado e determinado em minimizar as perdas.

A etapa de Viana-Felgueiras pareceu inofensiva mas foi importante para o desgaste do bloco da Efapel. A ida para a fuga desde cedo do V8 Mestre não deixou a Efapel ir ao ritmo que queria em vésperas da etapa da Sra. da Graça. Foram controlando mas nunca tiveram a possibilidade de dormir na frente do pelotão. Essa etapa foi porreira para mim pois tive o privilégio de a acompanhar na caravana como convidado. Ño carro, para além do rádio volta, temos sempre um ex ciclista profissional a conduzir o carro e a conversar sobre ciclismo. Como houve fuga com mais de 2 minutos foi-nos permitido circular entre a fuga e o pelotão em algumas partes do percurso... Foi uma experiência bastante interessante.



Na etapa da Sra da Graça arriscou-se de longe, houve várias tentativas e ataques para obrigar a Efapel a trabalhar. As idas para a fuga do Carvalho acompanhado do Mestre obrigaram mais uma vez a Efapel a ter que trabalhar a sério! Mas nesta etapa havia perigo para a geral já que Carvalho não estava muito atrasado e o Pinto tentou várias vezes sair para se juntar à fuga. Tenho a sensação que o plano poderia passar por adiantar a fuga, como foi conseguido, e o Rodrigues tentar sair na subida do Barreiro para se juntar ao Carvalho. Ou por falta de condições do Rodrigues ou por ser demasiado arriscado sair a tantos km da meta o Rodrigues manteve-se no grupo.

Descida do Barreiro e abordagem à entrada na Sra. da Graça trouxe uma coisa que nunca tinha visto. Com o Casemiro a ser o único que acompanhava o Joni, mas já por pontas, a Efapel teve o apoio do Tavira e da RP para cortar tempo à fuga. Se estava com 2 minutos no Barreiro na entrada da Sra. da Graça já tinha menos de 1 minuto. Carvalho era uma ameaça grande ao Joni e estando ele já sem equipa ainda maior se tornava. Na fase decisiva da etapa o Tavira e a RP fazem de Efapel e o camisola amarela faz de aguadeiro dessas equipas.

Com a entrada na Sra da Graça do grupo principal junto já se previa que seria mais do mesmo... iriam chegar todos juntos à meta. Assim foi... tudo com mais ou menos os mesmos tempos e a liderança adiada para o crono final. Nesta etapa, tal como na do ano passado, estive a pedalar na zona e no final a ver a chegada dos atletas à meta. Na foto pode ver-se o mítico Monte Farinha ao fundo... a foto foi tirada do Alto da Barra.



Durante a mesma subida eu como ficava para trás tirava fotos aos da frente... :D



Aqui já no alto da Sra. da Graça...



No final foram 130km bem passados com 3000d+ para entreter as pernas! :D:cool: Ainda deu para 2 minutos de conversa com um Filipe aqui do Fórum, ia numa Bianchi... não sei o nick ao certo ehehehe, se ele vir isto que se acuse! :p

Voltando à Volta, bem... tudo seria decidido no Domingo! Felizmente foi decidido sem margem para dúvidas senão ficaria sempre a pesar a penalização de 10 segundos dada ao Joni. Assim não ficaram dúvidas! Ganhou o Rodrigues e mereceu!
 

qwerAC

Well-Known Member
25 anos começa a ser demais hoje em dia. No WT deviam mudar. O Bernal vai ganhar a cagar todas as classificações da juventude até aos 25.
Ah ok, então deve-se mudar as regras porque existe um ciclista super talentoso e que começa a ganhar o seu espaço por mérito próprio? Na altura do armstrong também devia-se meter 21 etapas planas, de forma a termos um vencedor diferente... Não se podem mudar regras só porque surgem ciclistas dominadores muito cedo. Hoje em dia os ciclistas até têm o pico mais tarde que antigamente portanto não tem lógica nenhuma fazer a juventude até aos 23.
 

Bruso

Well-Known Member
Rumor: João Rodrigues para a Movistar.

Em relação à camisola da juventude, também não concordo com os 25 anos mas se é a norma em todas as provas do calendário UCI não faz sentido ser diferente em Portugal.
 
Olá acho para o ciclismo que temos em Portugal para a camisola da juventude as regras são as mais adequadas.

assim posso dizer o vencedor da camisola da juventude da VOLTA A PORTUGAL DE 2019 comesou a dar as primeiras voltas mais a serio comigo depois claro que de dia para dia era uma eveloçao para o patamar que se encontra hoje-

Emanuel Duarte muitos parabens.

e quem ja viu hoje o meu faceBook
lá estou eu e a primeira pessoal que viu nele qualidades escesionais