Vídeos sobre Ciclismo

Bianchi

Active Member
O problema das ilhas/docks é o utilizador poder ter que largar a bicicleta ainda longe do destino pretendido e ter que andar a pé o resto.

Não sendo obrigado a deixar a bicicleta num sitio especifico pode ir a pedalar mesmo até à porta de casa, sendo mais conveniente para o utilizador e levando a querer usar mais esse sistema.

Ps: não estou a defender um sistema em relação ao outro. Estou apenas a tentar inumerar alguns prós/contras não referidos acima...
Só esquecem que os "ciclistas" não são os únicos utilizadores da via pública...
Por exemplo, a CML instalou uns ferros para pararem bicicletas (5 ou 6). Actualmente, não consegue lá parar bicicleta nenhuma porque estão cerca de 45 trotinetes todas as manhãs naquela zona (e passeio circundante). Quando chove... ficam lá mais de 30 trotinetes todo o dia.

Claro que o café do lado já está a resolver o problema :p afinal, a ele, a CML exige o licenciamento e o pagamento de uma taxa para lá ter as suas 4 mesas e oito cadeiras a ocupar passeio.

Não esquecer: tudo isto depois da CML do PS ter gasto € 16.000.000,00 a alargar passeios e a reduzir a via para automóveis (passou a apenas uma via) com o fundamento que queria permitir maior liberdade aos pedestres. Actualmente, os pedestres, nas manhãs de chuva andam na estrada e entre os carros estacionados e os carros que vão passando na rua...
É só rir com estes palhaços. E ainda há quem tenha a lata de me perguntar porque é que não pago impostos em Portugal o_O