pedrolobo7: Os meus videos cicloturistas

#41
Boas Pedro,

cada vez mais me deixas de boca aberta.

Do rapazinho pacato e quase invisível do PIF*U até este nível, em tudo, até nem parece o mesmo Pedro Lobo.

Os meus mais sinceros parabéns, tanto pelas crónicas que aqui relatas como pelas fotos e vídeos. Sou leitor assíduo, tanto destas como de todas as que se escrevem neste espaço.

Quer dizer que já andaste à minha porta: Serra da Lousã, barragem de stª Luzia... Pelo que vi a norte já não tens "nada" desconhecido. Tens que te esticar agora um pouco mais a sul.

Já agora, li algures, que o meu nome foi mencionado numa conversa... por isso andei nesse dia com as orelhas vermelhas. ;););););) Espero que tenha sido pr boas razões.

Um conselho apenas: Não dês muito crédito ao que o André diz. É tudo blá blá.:D:D:D:D:D

Acredita que gostaria imenso de voltar a andar com vcs todos.

Continua....
 
#46
Obrigado a todos. Este video marca concerteza o fim de um longo capitulo na minha vida. É dedicado a alguem muito especial que me ensinou todos os valores que retenho na vida. Coisas simples como a amizade, a solidariedade, a aventura e simplesmente a procura do não obvio, o desconhecido. "Tentar sempre ir mais além, para onde te levar o imaginario" sempre me dizia ... :(
Neste momento encontro-me numa faze que não encontro simplesmente vontade de pedalar, correr ou andar. Necessito de efetuar uma introspecção e encontrar outra vez "aquele sentido, aquela estrada da vida".
Isso irá acontecer agora se demora um mês ou algo mais, não sei.....
Obrigado a todos por partilharem em algum momento das vossas vidas o mesmo espaço, a mesma estrada que eu .....
Voltarei concerteza num tempo mais ou menos próximo, até lá.... e mais uma vez obrigado...

Fogueteiro: Quando voltar será concerteza esse o destino ... os ares do sul...
 

duchene

Well-Known Member
#48
Pedro:

Tal como na estrada encontramos as forças para ultrapassar aquela subida que julgamos intransponível, neste momento menos bom certamente que encontrarás força para ultrapassar estas bofetadas que a vida insiste em nos dar.

Que a motivação que te levou a fazer o vídeo sirva de inspiração para voltar à estrada. Estou certo que farás uma pessoa especial bem feliz.

Se já tens coisas muito bonitas conquistadas ilustradas, muitas mais ainda estão a tua espera.

Transforma a próxima volta em algo especial. É a melhor homenagem que podes fazer.

Um grande abraço.
 
#49
Se não te encontras com vontade de pedalar, vamos " conversar " enquanto damos uma volta de bicicleta até um sitio qualquer para beber um café. grande abraço Pedro

"Viver é como andar de bicicleta: É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio.”
Albert Einstein
 
#50
#2014-11-29#: Nas entranhas do Marão

NOTA PREVIA: As linhas que se seguem podem ferir os menos susceptiveis, pois irão relatar algo nunca antes visto pela minha pessoa: Uma crónica!!!:cool::cool::cool:

Na falta de video e como regressei agora definitivamente ás lides cicloturisticas, aqui fica uma cronica de uma pequena viagem.

Os últimos tempos não foram fáceis para mim, regressando agora à actividade encontrava-me com uma ânsia enorme de uma grande aventura. Quis o destino enevoar-me o inicialmente projectado tendo-me obrigado na véspera a ter impreterivelmente que ter que efectuar um dead line para as 13h estar em casa devido a obrigações parentais de ultima hora. Foi um rombo enorme nas aspirações cicloturisticas que me levaram a um estado de desanimo momentaneo.
No entanto, enquanto divagava na sexta-feira pela net, deparei com algo impensavel: O "Reino Maravilhoso" de Miguel Torga.
Um sinal, ou apenas coincidência? já o poeta dizia que "Para cá do Marão, mandam os que cá estão! ... A gente entra, e já está no Reino Maravilhoso." Era claramente um sinal, entre uma manhã bem passada na Serra da Freita ou, algo mais diferente teria efectivamente de optar pelo .... menos óbvio!

Nesta altura, e decidido o mote da prosa, ficou claro 2 situações:
a) Teria de madrugar;
b) Só me lembrei de um local a visitar dado o tempo tão curto, a Senhora da Serra sendo a base de comando de operações Amarante.

Sendo assim optei por fazer "apenas" uma subidita: Amarante - Senhora da Serra. Até ao alto de Espinho já conhecia, faltavam os quilómetros finais até ao Marão. Seriam assim apenas 80km com apenas uma subida de cerca de 1600d+.

Exactamente ás 4h53m tocou o primeiro despertador: Os berros do Santiago. Menos 7min que o despertador oficial. A esposa retorquia: "Mas tu vais mesmo??". "Dahhhh, parece que não me conheces..." retorqui eu.
Senti-me num misto de emoção, como uma criança com um brinquedo novo, ou um presidiário que regressa à liberdade após 20 anos de cativeiro. Uma sensação incrivel, uma aventura.
Fato de guerra vestido e à 6h43m arranco pela nevoa da escuridão com a temperatura a 1º que mais parecia -1 dado o vento gélido. Confesso que nunca tinha visto a ponte de Amarante com aquele misticismo. Ainda parei, mas o escuro da noite não era compatível com uma foto na Gopro.... Pelo meio senti-me apanhado pelos sons dos comerciantes que iam montando as suas barracas na Feira. Ainda recebi 1/2 duzia de bons dias....

Perante o sossego da noite penetrei na escuridão em direcção à minha aventura. Curioso como a magia da escuridão lentamente se ia tornando num amanhecer frio.


a vista de Gondar

Lentamente ia subindo pelo sopé da serra, à medida que os pequenos raios de sol me alimentavam a alma pelo meio era impossivel não parar perante tal cenário magestoso...



Pelo meio parei 5 minutos perante este cenário e veio-me à memória o terrivel verão de 2013 no Caramulo. Tomara que todos pensem assim como o que está narrado na imagem....



Num instante cheguei ao Alto de Espinho e lembrei-me da ultima vez que aqui estive, com o meu fiel amigo Joel "Bettencourt" Oliveira, na chegada da volta de 2013. Que grande viagem....
http://www.strava.com/activities/73971543

Viragem à direita e entro no reino imaginario, qual Alice no país das maravilhas. Pelos relatos que trazia tudo me indicava que seria penoso, bastante penoso. Uma estrada impraticavel para a pratica do ciclismo. Confesso que fiquei algo decepcionado. Esperava algo mais .... desafiante. Piso duro, sim mas bem ciclavel, sempre com alguns cuidados...



Estes ultimos klm foram algo demolidores, pela distancia que parecia que nunca mais terminava, pela dureza do "tapete", pelas pendentes de inclinação. A vista sob as antenas da Sra da Serra alimenta a alma e ao mesmo tempo transforma-a num adamastor pronto a ser domado. Um misto de prazer/odio...
Apos cerca de 8km chegamos à curva final e quando avistamos a meta afigura-se um pavé do mais duro que já provei mesmo antes das antenas. Um terror...


A reta final...

Por fim, o alto da montanha o final idilico. A paisagem que nos enche a alma. O cenário troiano. O apogeu a 1415mts de altitude


alto da senhora da serra

A sensação perante algo tão monstruoso, e também tão perfeito é tão sublime que dispensa palavras. Se havia duvidas sob a razão de gostar deste desporto, elas dissiparam-se rapidamente.
Sentimo-nos mesmo pequeninos perante tal conto de édipo.....




O tempo era curto e como tal era tempo de acordar do sonho, afinal ainda tinha o tapete rugoso para descer até alto de Espinho e depois mais 30k até Amarante. Na descida das antenas deparei-me com um casal de jeep que pareciam incrédulos ao ver alguém de "fininha" por aquelas bandas. Confesso que gostei...

Pelo final foi tempo de arrumar as malas e voltar a casa .... de alma recheada. Obrigado Miguel Torga!



amarante
 

Bruso

Well-Known Member
#51
Ainda bem que te decidiste aventurar pela terra das crónicas. E ainda melhor teres decidido voltar a pedalar!! Fantásticas fotos!!

Parabéns e só devias mudar este tópico para o Thread das crónicas!!
 

duchene

Well-Known Member
#54
Bem-vindo de volta às pedaladas Pedro!

E nada como fazer a maior subida de Portugal Continental para animar o teu regresso. O Marão recebe sempre bem e retribui afavelmente as visitas com uma subida agradável, plena de paisagem e completamente sossegada. Ideal para um bom par de horas de introspecção.

Pessoalmente continuo a achar a Senhora da Serra o mais mal tratado troço de montanha em que já ciclei. Os quilómetros iniciais ainda são aceitáveis mas o final está verdadeiramente destruído. Não sei se eventualmente terá sido feito algum arranjo por alturas da Alvorada na Serra mas, ainda assim, aquilo é muito pouco macio. às vezes era melhor ser um estradão...

A vista do alto é magnífica não só para o lado de Amarante mas também para o lado de Vila Real, com o enorme contraforte que se despenha na vertical para os lados de Paradela do Monte.

Espero agora que seja para continuares, especialmente neste formato de crónica.

Um abraço!
 
#56
Não percebo nada disto... Regresso? Ainda na semana passada estivemos juntos no Furadouro :p
Amigo, bela crónica. Mas sabes que não podes fazer muitos mais Kms para estes lados sem combinar nada conosco! Grande abraço e parabéns pela escolha do trajeto.
 

Bernalve

Well-Known Member
#57
Grandes fotografias, sem dúvida que qualquer dia tenho de pegar na mala e na bicicleta e ir conhcer essas zonas do nosso país, já agora podiam indicar-me as coordenadas dessa subida da senhora da Serra?
 
#58
Excelentes fotos lá de cima do Marão.
Tenho de te dar razão, mal se entra no sopé da Serra do Marão, entramos num mundo diferente e imaginário, toda a subida até ao Alto de Espinho tem um certo encanto que só as antigas estradas de montanha nos dão, é pena não ver aquela fantastica estrada mais bem aproveitada.
Sra da Serra, bonito, mas ir de bike com aquela estrada não é para todos, embora me pareça que esteja melhor que em algumas fotografias mais antigas que andam aqui no forum.
Venham mais relatos e mais fotos :D
 
#60
#Bruso#
Já tinha pensado nisso mas, a minha génese é mesmo a foto/video. Esta volta foi uma excepção. Claro que a falta de tempo também ajudou a não fazer o video e sinceramente apeteceu-me mais "beber" e "comer" da paisagem e não perder muito tempo com vídeos. Pelo menos para já manterei o thread.
Aqui e ali poderei voltar a uma crónica mas muito excecionalmente, este espaço (FC) já muitas e boas (cronicas) de elevadissima qualidade, as tuas são uma deles que sigo assiduamente.

#paradawt#
Obrigado. É isso mesmo, deslumbrante. Todos os adjectivos são poucos para a qualificar...

#Lyp#
Obrigado companheiro. Faço por tentar isso mas essencialmente fazer sempre algo novo que não entre na rotina .... odeio isso! Neste momento sinto-me com imensa energia para efectuar um espaço inovador, vamos a ver....

#duchene#
A., penso que a estrada não sofreu nenhum arranjo, pelo menos não há sinais disso. Realmente a parte final requer muito cuidado e atenção, mas a vista compensa tudo. O regresso então a descer é muito perigoso. Nas "estradas" que já passei pessoalmente acho a subida de Cabanelas para a Freita pior, não sei é se alguém (alem de mim) já se aventurou a faze-la de fininha:confused::confused:
Este espaço e as aventuram serão para continuar claro, os tempos conturbados passaram e sinto-me com imensa energia para efectuar o que gosto. Neste tempo fui assimilando relatos de outros users, e tu foste um dos responsaveis por ter voltado assim, com vontade.
Obrigado por isso e continua com o teu espaço, já muito foi dito mas pessoalmente sinto-me um privilegiado por poder ler esse espaço.

#jnap#
Obrigado amigo, que é feito de ti? Tens andado desaparecido..... Abraço e fica bem.

#Plobo#
Vê bem nesse dia andava perdido e só peguei na bicla para ir tomar café. Quis o destino que vos encontrasse e no final regressa-se com o meu amigo Abilio. Foi muito bom, venham mais (de)encontros cauais como este. ABraço



#Bernalve#
O insid3r já te respondeu à localização, mas se tiveres duvidas faz o que te digo: Deixa o GPS em casa e vai ter a Amarante. Pergunta como se vai para o Alto de Espinho (N15) e arranca. Vais ver que é muito mais engraçado!!!
E já agora um conselho: não penses muito nisso do "qualquer dia". Decide antes: "este é o dia". Vais ver que vale a pena. Abraço e obrigado.

#Paulo V#
É isso mesmo, disseste tudo. É um mundo novo, imaginário que só sonhamos nos livros, nas belas prosas. E é realmente uma pena ver aquela estrada assim, por outro lado se fosse uma estrada bem arranjadinha se calhar a romaria tirava o encanto da mesma....

#insid3r#
Obrigado eu e partilha tu também. Acho que devem marcar mesmo uma visita, a dor é compensada com o prazer. ABraço