Granfondo Alpiarça 2019

#41
Este ano na Classica de Porto de Mos SÓ entregavam o dorsal no proprio dia. Deviam haver para ai 400 ou 500 inscritos, cheguei 15 minutos antes, coloquei o dorsal e partimos todos rigorasamente à hora prevista.
ZERO confusão.
Dá me ideia é que essa malta de Alpiarca é meio complicadinha. Onde é que ja se viu nao se poder levantar o dorsal no dia?
Devem ser patrocinados pela Brisa.
confirmo em porto de mos tb fui e zero confusão ! o ideial é entregar no dia antes e próprio dia , como em todo o lado :)
 
#42
Da minha participação e relativamente ao relato dividiria em 3 pontos diferentes :
O primeiro e mais importante a oportunidade de rever pessoas que partilham a mesma paixão e reviver aquele burburinho e excitacao de uma corrida, independentemente se vamos para ganhar ou sofrer para terminar.
Em segundo a minha parte desportiva, que saliente-se correu mto bem, pois nao houve quedas, de inicio senti alguma dificuldade em encontrar o ritmo e perdi algum tempo tendo perdido o grupo da frente, ia mantendo a visão sobre ele mas já com alguma distancia, como nao estava a encurtar a distancia e soprava uma brisa frontal, aguardei por um segundo grupo que chegava com muitos elementos de uma eqiipa e em conjunto fomos recuperando tempo até que em Montargil apanhamos um grupo numeroso que tinha descolado do grupo da frente, esse nao seria alcançado, seguimos em bom ritmo até que num topo mais prolongado me saltou a corrente e perdi o contacto, não foi possivel recuperar as forcas ja nao chegavam, pelo que fiz os ultimos 20/25 kms quase sozinho e ia apanhando aqui e acolá atletas que tinham descolado dos grupos mais a frente. Ainda assim cheguei dentro da janela de tempo que tinha como objectivo e que era em torno das 3horas e meia, o que considero razoável para um tipo com mais de 50 anos e num terreno que aparentemente parece fácil, mas que é um constante sobe e desce (parte pernas).
Finalmente a organização, esforçada mas medíocre e ja nem vou comparar com o que de melhor se faz por aí.
Segurança muito fraca, aliás a entrada na estrada Nacional junto ao Couço e onde existia um Stop para nós, não tinha ninguém !!!, este era talvez o ponto mais perigoso e critico de todo o percurso e estava completamente ao abandono!!! Depois o restante percurso até abandonarmos a zona de Montargil, com muito trânsito e sem qq policiamento, aliás passou uma mota da GNR, que pensei que face à dimensao do grupo onde eu seguia (mais de 40/50 atletas) se fosse posicionar na frente deste, mas não, passou como se nada se passa-se, contudo se o briefing passado aos elementos da segurança foi semelhante á organização noa podia resultar bem, de realçar o comportamente exemplar de muitos automobilistas que vendo o grupo encostavam ou abrandavam na berma.
Abastecimentos apenas apanhei agua e nem parei.....no entanto teria sido muito util ter sabido antecipadamente onde realmente se encontravam.
Percurso duro e bem delineado com topos capazes de fazer a diferença, piso em bom estado com excepção de pequenos troços em pior estado; nais uma vez teria sido nom saber antecipadamente o track.
E pronto este é o meu relato sobre esta prova, e acima de tudo espero que algum elemento da organizacao , tenha oportunudade de ler e de eventualmente retificar o qie esteve menos bem e possam no próximo ano fazer mto melhor, esta bem localizado e o percurso é interessante, e existe paixao das pessoas qie por onde passamos estavam na beira de estrada a aplaudir.
 

Carolina

Well-Known Member
#43
Vi dois ciclistas com furos, em diferentes zonas do percurso, e estavam ambos acompanhados de uma mota da organização que estava a tentar ajudar.

Também houve uma rapariga que desistiu a meio, deve-se ter sentido mal. Quando passei a ambulância já lá estava e os paramédicos estavam com ela.

Nesta parte, pelo menos, parece que não falharam.
 

Bernalve

Well-Known Member
#44
Na frente o policiamento foi bom, foi sempre seguro circular rápido. Transito sempre cortado até à nossa passagem. Os abastecimentos em descida ou em plano fez com que fosse quase impossível apanhar um garrafa em velocidade. Quem abrandava teria depois de fazer um esforço extra para recolar ao grupo.
O pior foram as separações, não vi a separação para o mini nem para o do medio. O que fez com que me enganasse, e a muita gente aconteceu o mesmo e devido a essa situação perdi o grupo da frente do Medio. A separação era quase numa curva a 180º, com um rapaz com uma placa na mão que só se via mesmo em cima, e para quem está preocupado em seguir rodas e com a colocação, é normal não estar a olhar em redor em tudo o que é cruzamento. Só sabia que seria por volta do km 90.

Quanto à corrida em si, foi do GFs onde senti que a malta queria ir em pelotão com muita gente a poupar-se para o sprint. Com colegas a meter um ritmo forte e constante para evitar fugas. Eu que não sou a melhor figura para tentar fugas em terrenos plano, ainda tentei uma meia dúzia de vezes, mas pouca gente interessada xD. Senti-me anormalmente bem para um prova tão plana. Ir em pelotão dá sempre a sensação que é fácil, mas sair de lá é que é do carlh*.
 

Carolina

Well-Known Member
#46
Duvido que a trilho perdido (ou outra empresa do mesmo género) tenha tratado das inscrições/classificações/cronometragem de borla. Logo aqui tens umas 7 ou 8 pessoas que têm de ser pagas.

Depois tens uma série de tarefas que podem ser pagas ou não, depende se são tudo voluntários:
- desenhar os percursos
- percorrer o percursos para confirmar que as estradas estão ok
- perceber onde situar os abastecimentos
- fazer placas com as indicações
- garantir que há elementos da organização nas zonas mais importantes
- comprar bebidas e comidas
- medalha para os participantes
- troféu/prémio para os primeiros
- publicidade/marketing
- garantir polícia e ambulância

De certeza que me esqueci de alguma coisa, mas são realmente muitas horas de trabalho e dores de cabeça. Sem os apoios das câmaras e dos patrocinadores dificilmente não têm prejuízo.
 

FSilva

Moderador
Staff member
#48
Eu era para ir ao cancelado GFNY mas acabei em Alpiarça :p
Consegui uma inscrição no sabado e lá fui.
Como ja disseram aqui era a primeira vez desse gf e isso notou se. Via se que era uma organização de um clube de cicloturismo que ainda nao esta rotinado com estas andanças e esticou se para por isto a andar. É de louvar esse trabalho mas aproveitar também para recolher todo o feedback para melhorar no futuro.

Quanto a prova em si, correu bem para mim. Fui fazer o medio partindo na box2 e com a partida em estradas estreitas vi que ia ser dificil chegar mais a frente. Quando a estrada abriu mais lá consegui chegar mais a frente da corrida. Apartir daí foi sempre a dar com medias altas. De facto a separação do mini para o mf e gf como o @Bernalve disse nao estava nada bem sinalizada para quem vem em grupos grandes a rolar forte e a seguir rodas.
O percurso já era o que eu esperava, conheco a zona e sei que é os sobe desce constantes que rebentam com as pernas da malta e fui sempre tentando poupar e nao perder o grupo nas partes mais inclinadas. Acabei por ceder ao km90 onde ia com media de 35. Apartir daí fiz uns kms com mais um ou dois ciclistas que apanhei mas que depoia acabei por deixar porque ja estavam nas lonas. Até ao final cerca de 15kms a solo em que depois ja nos ultimos 2kms fui apanhado por um grupo de 8 ciclistas onde segui até ao fim e discutimos o sprint na meta :)

Notas:
-Aquele cruzamento para a nacional depois do primeiro abastecimento foi um desleixo da organização que podia ter saido caro. No nosso grupo um ciclista nao parou e mais 2seg tinha sido apanhado por um carro que vinha da esquerda na nacional. Todo o nosso grupo teve de parar e ainda deu origem a uma queda de um elemento. O ciclista teve culpa em nao parar mas ali claramente era uma viragem perigosa tinha de ter alguem alí.

- abastecimentos: apenas parei no segundo para encher agua e acabei a comer umas 4 fatias de melão lol. Nao eram muito compostos tinham agua melão melancia bananas e bolachas. Ao menos tinham uma arca na carrinha e a agua era fresca. Pelo menos eu apanhei fresca.

- na meta a comida era pouca ou nenhuma apenas vi uma mesa com melão e laranjas e agua. Tudo bem que havia almoco mas nem todos tinham inscrito com essa opcao.

- ainda sobre o percurso o final achei muito perigo. Ruas estreitas com muitos cruzamentos e carros estacionadas o que para quem chegava em grupo como foi o meu caso era complicado, mas ao menos na reta da meta estava livre para a malta sprintar em segurança.


O balanço é positivo sem quedas que é o mais importante.
Ainda deu para ver alguns membros aqui da casa que é sempre um prazer