Aros de roda DT SWISS SYNCROS RR1.5

#1
Antes de mais boa noite a todos os participantes deste fórum.

Sou iniciante neste mundo do ciclismo com bicicletas mais bem equipadas.

Fiz durante bastante tempo estrada numa btwin alumínio....agora apareceu-me um bom negócio numa Scott Foil com rodas DT SWiSS SYNCROS RR1.5 46mm

carbono/Alumínio, mas a minha dúvida é a seguinte:
As pistas de travagem destas rodas são em alumínio, mas parecem-me já algo gastas.
É possível comprar uns aros novos ou não se vendem? Só comprando as rodas completas?

Desde já muito obrigado
 

elchocollat

Well-Known Member
#6
Uiiii.... pelo aspecto essas rodas já eram... mas a foto também pode enganar.
É?
Bolas, acho que as minhas até estão piores!
Eu em menos de um ano já gastei uns calços de travão frente e trás... Acho muito muito estranho.
Não vejo as marcas como aqui o user mostra (podem não estar gastas, atenção... Mas parecem-me em pior estado)
 

torui

Well-Known Member
#7
Quantos Kms tem essas rodas? Há que ter cuidado com o estado em que se encontram os aros, porque pode colocar em causa a segurança do user
Não sei se compensa comprar aros, há uns anos gastei umas pistas de travagem, andei a ver orçamentos de aros e lembro-me que ficava bastante caro, sem falar depois na montagem das rodas.
Moral da história: Tive que comprar outras rodas.
 

gfrmartins

Well-Known Member
#11
Assim por estas fotos é complicado, parecem usadas mas ainda com alguma vida nelas, não me parecem em muito mau estado mas só analisando ao vivo.

Em relação a trocar o aro, mais vale comprar umas rodas novas pelo trabalho que dá e pelo custo que fica
 

jppina

Well-Known Member
#12
Bem, voltando ao cerne da questão que era o Jacmag1 comprar uma Foil a bom preço com essas rodas, para mim, se fosse comprador, essas rodas valeriam 0. Embora ainda tenham vida, já estão com bom uso.

Ou seja, era como se estivesse a comprar a bicicleta sem rodas ;-)

Portanto, tirando as rodas, se o "bom negócio" continua a ser bom negócio... é avançar, caso contrário...
 

joseruivo

Well-Known Member
#13
O angulo da foto talvez não seja o melhor, mas parece que a pista de travagem já tem uma boa "cova", é ir controlando...
Vocês lembram-se de uns V-brakes de paralelogramo? Ainda tive, o calco tocava com a superfície toda no aro, desgatava-o (quase) todo igual, sem covas. Achava que alguém deveria ter transposto a ideia para os travões de estrada, mas agora já só dá discos.
 

jcca

Well-Known Member
#14
Por esta foto e só falando do Furo a roda está perfeita........
Mas...... Pela sujidade que demonstra não se consegue perceber e a óptica da coisa dá-nos a ideia que acima do furo tem um vinco profundo o que nos leva a questionar se o calço estava ali a tocar e comeu ali demais ou se levou uma pancada e ali dobrou (daí o muita malta dizer que as rodas já eram).
Só vendo ao vivo e passando lá o dedo é que podes verificar se a superfície é direita ali ou concava, se for direita tens ali umas grandes rodas para muito tempo se tiver uma superfície de travagem uniforme porque caso contrário ao travares vais notar uns soluços que é a passagem dos calços pelos locais ondulados.
Testa faz uns km (40) com algumas descidas onde possas travar suave e progressivamente ficas logo a perceber pelo trepidar ou não.
 

petrix

Well-Known Member
#15
Por esta foto e só falando do Furo a roda está perfeita........
Mas...... Pela sujidade que demonstra não se consegue perceber e a óptica da coisa dá-nos a ideia que acima do furo tem um vinco profundo o que nos leva a questionar se o calço estava ali a tocar e comeu ali demais ou se levou uma pancada e ali dobrou (daí o muita malta dizer que as rodas já eram).
Só vendo ao vivo e passando lá o dedo é que podes verificar se a superfície é direita ali ou concava, se for direita tens ali umas grandes rodas para muito tempo se tiver uma superfície de travagem uniforme porque caso contrário ao travares vais notar uns soluços que é a passagem dos calços pelos locais ondulados.
Testa faz uns km (40) com algumas descidas onde possas travar suave e progressivamente ficas logo a perceber pelo trepidar ou não.
Pois, foi por isso que disse que me pareceu que a superficie já estava com um bom desgaste, só talvez com outra foto ou então para ter a certeza, ao vivo.