UCI WorldTour & ProSeries 2022

jpacheco

Well-Known Member
1, 7, 9, 13, 19, 20... parecem-me as etapas decisivas para a geral. Um Giro com um percurso que me parece cheio de motivos nas 3 semanas para haver grandes lutas pelas camisolas. Vamos ver, o percurso ajuda, mas no fundo são sempre os corredores que fazem a corrida.
 

qwerAC

Well-Known Member
Só tenho receio de que o Evenepoel tenha logo uma vantagem de 3 minutos no final do 2° TT. Felizmente vai ser bastante rápido, o que limita as perdas e muito dificilmente ele ganha mais de 2 minutos a todos os rivais diretos mas vai andar próximo de colocar este tempo. Só espero que não comecem a correr para o segundo lugar após o 2° TT.
 

Carvalhon

Well-Known Member
Em condições normais, tirando o Roglic, vão todos levar uma boa sova nesses 2 ITTs. Os outros favoritos, têm de o começar a atacar logo nas 1as etapas de montanha... É preciso é terem pernas para isso.
 

Bernalve

Well-Known Member
O Remco vai esperar pelo percurso do Tour para decidir onde vai de certeza. O Tour se calhar vai surpreender com ainda mais km de CR :)
 

cutkiller

Well-Known Member
As etapas do Tour vão ser 20 ITT e um prólogo, tudo para dizerem que é feito para o Remco!
Agora todos querem que o Remco ganhe em todo lado... Por mim começam a pedir-lhe para desenhar os percursos :D :D :D :D

Sinceramente acho esta conversa tão desnecessária e sem sentido algum!
Mas alguém pensa em fazer um percurso olhando apenas para o ciclista X ou Y? Acham que é isso que favorece o espetáculo?

Os últimos tempos têm provado que não há vencedores antecipados.... O Tour e na Vuelta foram prova disso, e até o Giro um pouco ;)
 

qwerAC

Well-Known Member
E quem vos garante que o Remco vai aparecer na mesma forma que apareceu na Vuelta?
Isto é sempre o tudo ou nada... Agora já é imbatível e dá dois minutos a todos nos ITT. Muita calma
Ai não dá 2 minutos? No primeiro espeta logo 1. Ele é um especialista, onde ele tem provas menos dadas é nas montanhas. No TT, ele raramente falha.
 

Carolina

Well-Known Member
As etapas do Tour vão ser 20 ITT e um prólogo, tudo para dizerem que é feito para o Remco!
Agora todos querem que o Remco ganhe em todo lado... Por mim começam a pedir-lhe para desenhar os percursos :D :D :D :D

Sinceramente acho esta conversa tão desnecessária e sem sentido algum!
Mas alguém pensa em fazer um percurso olhando apenas para o ciclista X ou Y? Acham que é isso que favorece o espetáculo?

Os últimos tempos têm provado que não há vencedores antecipados.... O Tour e na Vuelta foram prova disso, e até o Giro um pouco ;)
Não há? O João vai ganhar o Giro.
 

Cláudio

Well-Known Member
Ai não dá 2 minutos? No primeiro espeta logo 1. Ele é um especialista, onde ele tem provas menos dadas é nas montanhas. No TT, ele raramente falha.

Depende da concorrência.

Provavelmente vai aparecer melhor.
Mais confiante de certeza. Agora a preparação até lá tem muito que se diga. Fez uma GV pela primeira vez e tem muito tempo para descansar, mas nem sempre o corpo se adapta como esperado. Veremos e que seja um grande espetáculo.

Teoricamente também favorece bastante o João Almeida... Pelo menos o de 2021. Veremos o de 2023
 

Carolina

Well-Known Member
Pela forma que demonstrou nos mundiais parece recuperar muito bem das 3 semanas. A não ser que tenha alguma lesão ou doença, não haverá motivo para se apresentar pior. Sendo tão novo a tendência será melhorar.
 

Carvalhon

Well-Known Member
Depende da concorrência.


Mais confiante de certeza. Agora a preparação até lá tem muito que se diga. Fez uma GV pela primeira vez e tem muito tempo para descansar, mas nem sempre o corpo se adapta como esperado. Veremos e que seja um grande espetáculo.

Teoricamente também favorece bastante o João Almeida... Pelo menos o de 2021. Veremos o de 2023
Em 2023, tem de recuperar a performance de 2020 e 2021 no ITT, e pelo menos manter a da montanha. Se melhora de um lado e piora do outro, não vai sair da cepa torta.
 

Cláudio

Well-Known Member
Em 2023, tem de recuperar a performance de 2020 e 2021 no ITT, e pelo menos manter a da montanha. Se melhora de um lado e piora do outro, não vai sair da cepa torta.

Não sei que métodos de treino utilizou para o seu ITT cair tanto. O seu rendimento em montanha também não subiu assim tanto, melhorou um bocado vá
 

qwerAC

Well-Known Member
E tem mesmo de mostrar serviço ou o Ayuso passa-lhe a perna.
Quanto ao Remco, obviamente que só mete 1 minuto no 1° TT nos ciclistas que não são bons no TT. Agora, quem é que vai ao Giro que ande bem no TT? O Roglic e o Vingegaard vão ao Tour pelo que tudo indica. Será o Thomas adversário com 36 ou 37 anos? Tenho sérias dúvidas...
 

Carvalhon

Well-Known Member
1o ITT são 18km, 2o são 30km... Pelos dados da vuelta, tirando o Roglic, os melhores do GC levaram perto de 3s/km (Rodriguez, Yates)... O JA, que ficou em 15o (não foi assim tão mau), levou mais de 4s/km... Tem mesmo que melhorar, senão fica logo praticamente arrumado.

Foi uma diferença muito grande... Tirando o Roglic e eventualmente o Thomas (Aresman? Vlasov?), os restantes favoritos ao GC vão levar bem perto de 3s/km... Vão ser mais de 2m de diferença. Então malta como Hindley, Landa, Bardet... Vai ser uma diferença gigante.

Claro que o Remco não tem nada ganho. O Vingas em duas etapas tirou muito ao Pogacar... Mas em condições normais não vai ser nada fácil, os melhores trepadores recuperarem o tempo perdido nos ITTs.
 

{the_crow}

Well-Known Member
Remco ja decidiu: "“I’ve made up my mind,” Evenepoel told Het Nieuwsblad, “but the decision won’t be announced until next January. I can simply say I’m happy with my race program, calm at the start but gets more and more intense. The opposite to this year, in some ways.”
 

jpacheco

Well-Known Member
Remco ja decidiu: "“I’ve made up my mind,” Evenepoel told Het Nieuwsblad, “but the decision won’t be announced until next January. I can simply say I’m happy with my race program, calm at the start but gets more and more intense. The opposite to this year, in some ways.”
Se já está decidido sem ver o parcour do tour é porque irá ao Giro e Vuelta para defender a vitoria do ano passado.
 
Top