• Olá Guest , participa na discussão sobre o futuro desta comunidade neste tópico.

Troca para mudanças electrónicas

Trizade

Well-Known Member
Eu tenho a opinião totalmente contrária. ;)

3 meses e meio de utilização de SRAM AXS e ainda troco as mãos...
A necessidade de utilizar as 2 mãos para fazer trocas no desviador frontal e no traseiro para subir e descer carretos, não me agrada. Quando estamos a comer ou beber torna-se complicado.

Pessoalmente gosto mais do sistema da shimano.

Não me parece ter muita lógica essa "queixa" pois tanto na Shimano como na Sram precisas de usar as 2 mãos. só que num sistema usas de uma maneira, no outro usas de outra...
Mas lá está, é a preferência de cada um.
 

s0me0ne

Well-Known Member
Não me parece ter muita lógica essa "queixa" pois tanto na Shimano como na Sram precisas de usar as 2 mãos.
Na shimano precisas de uma mão para o desviador da frente e outra para o desviador traseiro. na SRAM precisas sempre das 2.
 

I l l u m i n a t u s

Well-Known Member
Viva!

Tenho uma KTM Alto Revelator Elite 2021 com 4000km, comprada nova em Maio.
Tem desviadores ultegra e manetes/travões 105.
Queria trocar o groupset para um electrónico. SRAM Force ou ultegra di2.
Aconselhavam-me a fazer esta troca?

Não.
É muito mais útil um power meter, e é muitissimo mais barato. Mas tem que ser usado ; )
 

Trizade

Well-Known Member
Na shimano precisas de uma mão para o desviador da frente e outra para o desviador traseiro. na SRAM precisas sempre das 2.

Lá está, tal como disse, é uma questão de preferência. A mim faz-me 0 confusão esse aspeto por exemplo. E faz-me muito mais sentido a lógica da Sram do que a lógica da Shimano... Um lado sobes, outro lado desces... Mais simples que isto não há. Mas gostos não se discutem...
 

joseruivo

Well-Known Member
A necessidade de utilizar as 2 mãos para fazer trocas no desviador frontal e no traseiro para subir e descer carretos, não me agrada. Quando estamos a comer ou beber torna-se complicado.
Mas o sistema eletrónico nãao faz a mudança de prato automaticamente? Não é apenas subir com uma manete e descer com a outra??
 

card0so

Well-Known Member
Funcionalidades... refereste ao beep no GPS quando chega aos extremos da cassete?
Não, isso creio que está relacionado com o Garmin, antes tinha Wahoo e não fazia os beeps, agora tenho Garmin e faz.
Nas manetes, a gama Rival AXS não tem o "Contact Point Adjustment™", apenas o "Reach Adjust™" (ajuste do alcance) e também não tem as portas para os Blips™, por outro lado, a ausência destas coisas permite que as manetes sejam mais pequenas que as Force e Red.
Em relação ao desviador traseiro a gama Rival AXS não tem a tecnologia Orbit, que é aquele sistema hidráulico (acho eu) que faz com que a corrente não salte tanto.

Estas são as diferenças em termos de funcionalidades que conheço, talvez existam outras.
Destas todas, a que me poderia interessar é a do "Contact Point Adjustment™".
 

joseruivo

Well-Known Member
Mas o sistema eletrónico nãao faz a mudança de prato automaticamente? Não é apenas subir com uma manete e descer com a outra??
Mudanças sequenciais na Sram, sincronizadas na Shimano. É a única razão que vejo para usar sistemas elétricos/ eletrónicos
 

card0so

Well-Known Member
Mas o sistema eletrónico nãao faz a mudança de prato automaticamente? Não é apenas subir com uma manete e descer com a outra??
Com SRAM AXS dá para fazer, é uma questão de configurar na App. Pessoalmente ainda não experimentei.
Em Shimano não sei.
 

s0me0ne

Well-Known Member
Mudanças sequenciais na Sram, sincronizadas na Shimano. É a única razão que vejo para usar sistemas elétricos/ eletrónicos

Com SRAM AXS dá para fazer, é uma questão de configurar na App. Pessoalmente ainda não experimentei.
Em Shimano não sei.
Também ainda não experimentei, tenho algum receio na passagem do prato, se não estiver a contar e houver cuidado é bem capaz de causar estragos.
 

petrix

Well-Known Member
Também ainda não experimentei, tenho algum receio na passagem do prato, se não estiver a contar e houver cuidado é bem capaz de causar estragos.
Sim, na Sram dá para configurar as mudanças sequenciais e nesse caso muda o prato da frente automaticamente.
Eu não tenho esse opção activada mas tenho a compensação, ou seja ao mudar o prato da frente compensa automaticamente com um carreto atrás, dá também para configurar com dois.
 

Trizade

Well-Known Member
Sim, na Sram dá para configurar as mudanças sequenciais e nesse caso muda o prato da frente automaticamente.
Eu não tenho esse opção activada mas tenho a compensação, ou seja ao mudar o prato da frente compensa automaticamente com um carreto atrás, dá também para configurar com dois.

Exatamente como eu. Não tenho a sequencial, tenho só a compensação ativada.
 
Na bicicleta que disse em cima (a KTM), iria mudar as rodas primeiro e depois iria pensar em mudar para eletronico.
É melhor fazer isto que estou a dizer ou arranjar uma bicicleta com isto tudo?
Sabendo que uma bicicleta com eletronico e rodas boas seria acima dos 5k€ (penso) e mudar rodas e transmissão na que tenho seria (1300 + 1000 +/-)
 

GuilhermeOliveira

Well-Known Member
Não, é só não ires para modelos de topo e negociar na compra da bicicleta o material que pretendes, montar às peças sempre ficou mais caro
Mesmo aproveitando o quadro que pelos visto é o caminho que tomaste, mais tarde vais olhar para ele e achar que está a mais, eu já vi isso muita vez
 
Top