• Olá Guest , participa na discussão sobre o futuro desta comunidade neste tópico.

Provas/Granfondos Amadoras Estrada 2024

np10

Active Member
Em outros anos cheguei a ser o 800, no Douro, por me inscrever poucas horas depois da abertura das inscrições.
No ano em que consegui o melhor dorsal, 200 e poucos, fiz a inscrição em menos de 5 minutos.
Ou seja, só vem reforçar o que já aqui disseram, que pode estar com pouca adesão.
 

s0me0ne

Well-Known Member
Ou seja, só vem reforçar o que já aqui disseram, que pode estar com pouca adesão.
Diria que é uma conjugação de vários fatores.

- Aumento do custo de vida;
- Aumento do número e de provas do tipo;
- Repetição/Saturação do percurso.

Pessoalmente já fiz o GF do Douro por diversas vezes e este ano em principio não irei participar por ser mais do mesmo em relação aos anos anteriores. O percurso deste ano é praticamente o mesmo de 2018, tirando a subida a Vacalar que este ano não está no percurso.

Para as despesas que iria ter, prefiro gastar numa prova que nunca tenha feito.
 

pratoni

Well-Known Member
Os trails como são coisas "recentes" ainda tem um espírito diferente e aparte disso a oferta de brindes pelo preço pago costuma ser boa...

T shirt, reforço, almoço alguma ou outra lembrança por 10-15 euros é um bom valor...

Nos eventos de btt os preços tbem subiram um bocado, às vezes era preferível cortar um bocado no reforço que muitos às vezes nem param e no fim darem uma sopa e qualquer coisa (sandes ou assim)

Tudo se resume um pouco ao preço/oferta

Por exemplo a São silvestre de Almeirim foi 7 euros:
- T-shirt
- Pulso para guardar chaves
- 1 garrafa de vinho
- Desconto de 15% caso comprasse outra garrafa de vinho
- Sumo
- Água
- Sandes de porco no espeto no fim
- Imperial

Dá que pensar ahah (além de ser algo rápido de se fazer nem 50 min se demora a fazer a prova)
E não se esqueçam que tudo o que seja corrida (trail, meia/maratona, são silvestre) implicam muito menos investimento de entrada...
 

el-solitario

Well-Known Member
Diria que é uma conjugação de vários fatores.

- Aumento do custo de vida;
- Aumento do número e de provas do tipo;
- Repetição/Saturação do percurso.

Pessoalmente já fiz o GF do Douro por diversas vezes e este ano em principio não irei participar por ser mais do mesmo em relação aos anos anteriores. O percurso deste ano é praticamente o mesmo de 2018, tirando a subida a Vacalar que este ano não está no percurso.

Para as despesas que iria ter, prefiro gastar numa prova que nunca tenha feito.
Tenho um pensamento similar. Estou a tentar dar preferência a GF que nunca tenha feito ao invés de repetir.

Adicionava um novo fator, a "reciclagem" de ciclistas. Já não aparecem novos ciclistas para substituir no mesmo numero os que se fartam dos GF. Porque para 99% dos que lá vão, não passa de apenas um dia em que se faz uma grande volta sem necessidade de levar os bolsos cheios de comida/agua e com direito a fotografias tipo "Pro" para meter nos instas da vida (em alguns casos). Apenas 1% vai para competir pelo pódio, coisa que não há no dia a dia.

Falando por mim, tenho ido aos GF's pelo motivo de ter um FDS diferente com a família num local que nunca estivemos e provavelmente nunca íamos estar.

Mas dou por mim muitas vezes a pensar, se precisava de dar 40€ para fazer aquilo, quando podia ir la noutro dia e seguir o track. Mas depois lembro-me do feeling de racing day, que apesar de andar no fundo do pelotão, dá sempre um boost extra. E como ando normalmente sozinho é sempre bom andar em pelotão e ter outra dinâmica de voltinha.

Mas sim, já começa a saturar. Os GF estão a subir ligeiramente de preço todos os anos, mas o problema maior é tudo o resto gasóleo/alojamento/portagens/alimentação. Um FDS que antes ficava em 100€ agora já vai em 150 ou mais.

Volto a dizer, gostei muito do GF de Lisboa de 2019. 90km de GF para todos, depois 30km de "descida" neutralizada e 10km finais em ITT. As duas variantes do ciclismo no mesmo dia, na mesma prova. (penso que no L'etap fazem uma coisa parecida)
 

s0me0ne

Well-Known Member
Mas sim, já começa a saturar. Os GF estão a subir ligeiramente de preço todos os anos, mas o problema maior é tudo o resto gasóleo/alojamento/portagens/alimentação. Um FDS que antes ficava em 100€ agora já vai em 150 ou mais.
Outro fator para a redução do número de inscritos no Douro em especifico é que calha praticamente todos os anos no dia da Mãe.
Este ano pensei fazer uma coisa diferente e levar a família (pais e sogros) neste caso só em alojamento e deslocação já ficava perto dos 300€.
 

xtpo

New Member
Antigamente existiam poucos granfondos bons, neste momento há muitos mais de qualidade. Acaba por haver mais dispersão pelos eventos, em vez de 2000 num granfondo já devemos ter umas 2400 pessoas em 3 granfondos diferentes.
 
Top