Le Tour de France 2022

s0me0ne

Well-Known Member
Para mim a derrota do Pogacar começo na escolha da equipa.

Com a quantidade e qualidade de ciclistas que a equipa tem, levar um Hirschi (em troca com o Trentin, que a meu ver iria ser o "Capitão") em tão má forma e até o Bennett, não consigo compreender.
A UAE acaba por sofrer na pele o facto de ter muitas "estrelas" na equipa, que quase por obrigação têm de ir ao Tour e estar a ficar sem espaço para ciclistas para trabalhar.
 

Bruso

Well-Known Member
A UAE acaba por sofrer na pele o facto de ter muitas "estrelas" na equipa, que quase por obrigação têm de ir ao Tour e estar a ficar sem espaço para ciclistas para trabalhar.
Isto é para rir certo? Então esse era supostamente o problema da Jumbo no ínicio do Tour.
Parem de procurar justificação para o Pog não ter ganho. O nível que o Jonas esteve neste Tour é brutal. A maneira como responde aos ataques do Pog é fantástica. Arrisco-me a dizer que o Pog fez muito mais este ano do que o ano passado.

Lá está a tal história de dizer que certo ciclista vai dominar o ciclismo durante uma década. Há sempre alguém a aparecer... O argumento da equipa não cola quando o Pog está numa equipa com um orçamento semelhante à Jumbo. Isso só eram um argumento quando a Sky tinha um orçamento que era o dobro de todas as equipas.
 

cutkiller

Well-Known Member
Vou deixar os meus 50 cents....

Andámos 2 anos a dizer que o Pogacar não precisava de equipa para nada, e agora parece que não ganhou porque não teve equipa.
Depois continuamos a dizer que o Pogacar teve dias maus... Será que teve? Um sim, mas provocado se calhar pelo que vou dizer a seguir.
É que olhando para a classificação geral vejo o Thomas a 4m30 dele e o Gaudu a 8m.... Será que é o Pogacar que está mal, ou será mesmo o Vingegaard que está numa forma soberba?
Se o Vingegaard não estivesse em prova, estaríamos todos aqui a dizer que tinha sido mais uma passeio para o Pogacar...

Acho que todos pusemos o Pogacar num lugar acima de todos os outros, mas se calhar não é bem assim! :)

PS: Só li agora o que o @Bruso disse... concordo a 100%... principalmente a parte do "Arrisco-me a dizer que o Pog fez muito mais este ano do que o ano passado."
 

s0me0ne

Well-Known Member
Isto é para rir certo? Então esse era supostamente o problema da Jumbo no ínicio do Tour.
Parem de procurar justificação para o Pog não ter ganho. O nível que o Jonas esteve neste Tour é brutal. A maneira como responde aos ataques do Pog é fantástica. Arrisco-me a dizer que o Pog fez muito mais este ano do que o ano passado.
Não estou a tirar mérito ao Vingegaard, muito pelo contrário.

Agora na minha opinião o Pogacar não perdeu o Tour por estar em pior forma que o Vingegaard, perdeu por ser um corredor atacante e gastar energias onde devia ser mais conservador.

Do que vi nas etapas, considero 2 pontos chave para a perda de tempo do Pogacar. O ataque no dia dos pavês, e as respostas aos ataques do Vingegaard e do Roglic na etapa 11.
 

Carolina

Well-Known Member
Quando o Merckx, etc ganharam montanha e verde, todas as etapas atribuíam o mesmo número de pontos e não havia a especialização que há hoje em dia. Só para meter a prestação do Wout em perspetiva...

Este edição do Tour é sem duvida uma das melhores que já vi e tudo por causa do Poga. Espero que recupere bem para a Vuelta. Não acredito que ele fique mentalmente afetado, nem nada dessas tretas.

Estou muito feliz com o Gaudu (ou será Gauduzão?!). Nunca pensei que fosse capaz de fazer top 5, quanto mais garantir um 4º lugar. A equipa esteve bem, mas o Madouas é o MVP.

Só falta um milagre qualquer para o Pinot ganhar a etapa hoje e terminar tudo em grande :D
 

tuga

Well-Known Member
Para mim a derrota do Pogacar começo na escolha da equipa.

Com a quantidade e qualidade de ciclistas que a equipa tem, levar um Hirschi (em troca com o Trentin, que a meu ver iria ser o "Capitão") em tão má forma e até o Bennett, não consigo compreender.
A UAE acaba por sofrer na pele o facto de ter muitas "estrelas" na equipa, que quase por obrigação têm de ir ao Tour e estar a ficar sem espaço para ciclistas para trabalhar.
Ja aqui tinhamos referido porque é que a UAE levou ao Tour quem levou, i.e. Trentin-Covid... mas nao vale a pena agora andar a repensar os ses e senaos. Saiu como saiu e volto a dizer que o que desgastou o Poga foram as respostas a todos os ataques na 11. etapa (muito mérito à equipa TJV!) e o facto dele ainda considerar o Roglic um perigo às suas aspiracoes.
 

s0me0ne

Well-Known Member
Saiu como saiu e volto a dizer que o que desgastou o Poga foram as respostas a todos os ataques na 11. etapa (muito mérito à equipa TJV!) e o facto dele ainda considerar o Roglic um perigo às suas aspiracoes.
Concordo a 100% e não esquecer a etapa dos Pavés que ele chega completamente rebentado para ganhar 11 seg.

Considero que o Poga subvalorizou um pouco o Vingegaard e não esperava que estivesse tão forte.
 

DMA

Well-Known Member
Vou deixar os meus 50 cents....

Andámos 2 anos a dizer que o Pogacar não precisava de equipa para nada, e agora parece que não ganhou porque não teve equipa.
Depois continuamos a dizer que o Pogacar teve dias maus... Será que teve? Um sim, mas provocado se calhar pelo que vou dizer a seguir.
É que olhando para a classificação geral vejo o Thomas a 4m30 dele e o Gaudu a 8m.... Será que é o Pogacar que está mal, ou será mesmo o Vingegaard que está numa forma soberba?
Se o Vingegaard não estivesse em prova, estaríamos todos aqui a dizer que tinha sido mais uma passeio para o Pogacar...

Acho que todos pusemos o Pogacar num lugar acima de todos os outros, mas se calhar não é bem assim! :)

PS: Só li agora o que o @Bruso disse... concordo a 100%... principalmente a parte do "Arrisco-me a dizer que o Pog fez muito mais este ano do que o ano passado."
Concordo com a maioria do teu post.

Apenas acho que havia muita gente - tanto aqui como fora do fórum - que não concordava nada com a teoria de que o Pogacar ganharia de qualquer forma e que basicamente não precisaria de grande equipa.
Aliás a própria equipa não acredita nessa teoria, tanto é que tentou reforçar-se precisamente com gajos para as etapas mais duras de média e alta montanha.
 

DMA

Well-Known Member
Concordo a 100% e não esquecer a etapa dos Pavés que ele chega completamente rebentado para ganhar 11 seg.

Considero que o Poga subvalorizou um pouco o Vingegaard e não esperava que estivesse tão forte.

Visto à posteriori foi um erro gastar tanto na etapa do pavé. Foi um risco. Por outro lado podia ter-lhe corrido muito bem e ganho bastante tempo.
Mas voltamos ao mesmo ... a questão da equipa; e nesse dia a Jumbo tinha cavalos para minorar as perdas.
 

Bruso

Well-Known Member
No desporto actual ninguém consegue ganhar sozinho. Mas precisas de ser muito forte na mesma. Preciso ter pernas para no final fazer a diferença.
Vou entrar no jogo, O Pog perde o Tour quando insiste em manter a amarela. Se ele deixa o Kamna vestir amarelo em vez de desgastar a equipa na perseguição talvez tivesse mais apoio na etapa 11 para responder aos ataques da Jumbo. O Soler trabalhou que nem um desgraçado em etapas que devia ir a chupar roda o dia todo estilo o Kuss. Como se viu anteontem a equipa da UAE não é assim tão fraca, os recursos foram mal utilizados e aí o Pog tem responsabilidade porque ele é o líder.
Dando outro exemplo para mostrar o quão forte e igualmente atacante o Jonas foi. Quando o Froome tinha o comboio, se o rival directo atacasse e o Froome tivesse o Poels ou o Porte com ele, o Froome mantinha-se na roda e confiava que eles iam fechar o espaço. O Jonas teve uma grande Jumbo sim senhor, mas reparem que ele é que fecha todos os ataques do Pog. Não me lembro de 1 ataque do Pog que o Jonas não tenha ido na roda.
 

DMA

Well-Known Member
Quando o Merckx, etc ganharam montanha e verde, todas as etapas atribuíam o mesmo número de pontos e não havia a especialização que há hoje em dia. Só para meter a prestação do Wout em perspetiva...

...

Penso exactamente o mesmo. Hoje em dia há muito mais concorrência. Concorrência mais especializada, que treina desde cedo de forma bastante estruturada. E inseridos em equipas muito mais organizadas e profissionais.
E há que nunca esquecer que o pool em que os olheiros e treinadores "caçam" talentos é muito, mas muito maior. E esse detalhe fez subir bastante o nível do ciclista "médio".
É como modificar a forma duma curva de distribuição e a arrastar/deformar para a direita.
 

DMA

Well-Known Member
No desporto actual ninguém consegue ganhar sozinho. Mas precisas de ser muito forte na mesma. Preciso ter pernas para no final fazer a diferença.
Vou entrar no jogo, O Pog perde o Tour quando insiste em manter a amarela. Se ele deixa o Kamna vestir amarelo em vez de desgastar a equipa na perseguição talvez tivesse mais apoio na etapa 11 para responder aos ataques da Jumbo. O Soler trabalhou que nem um desgraçado em etapas que devia ir a chupar roda o dia todo estilo o Kuss. Como se viu anteontem a equipa da UAE não é assim tão fraca, os recursos foram mal utilizados e aí o Pog tem responsabilidade porque ele é o líder.
Dando outro exemplo para mostrar o quão forte e igualmente atacante o Jonas foi. Quando o Froome tinha o comboio, se o rival directo atacasse e o Froome tivesse o Poels ou o Porte com ele, o Froome mantinha-se na roda e confiava que eles iam fechar o espaço. O Jonas teve uma grande Jumbo sim senhor, mas reparem que ele é que fecha todos os ataques do Pog. Não me lembro de 1 ataque do Pog que o Jonas não tenha ido na roda.

Excelente post e é muito difícil rebater os teus argumentos.
 

topoman

Active Member
Desculpem lá mas nem toda a gente aqui fez uma vénia ao Pogacar como o rei disto tudo...
Dizer que o Pogacar perdeu por culpa própria para mim é ignorar os restantes 1xx ciclistas que estão no tour a fazer o trabalho deles... seja ele ganhar ou ajudar outros a ganhar!
Dizer que o Pogacar perdeu por culpa própria é continuar a fazer dele o rei disto tudo...
 

Paulo_Races

Well-Known Member
No desporto actual ninguém consegue ganhar sozinho. Mas precisas de ser muito forte na mesma. Preciso ter pernas para no final fazer a diferença.
Vou entrar no jogo, O Pog perde o Tour quando insiste em manter a amarela. Se ele deixa o Kamna vestir amarelo em vez de desgastar a equipa na perseguição talvez tivesse mais apoio na etapa 11 para responder aos ataques da Jumbo. O Soler trabalhou que nem um desgraçado em etapas que devia ir a chupar roda o dia todo estilo o Kuss. Como se viu anteontem a equipa da UAE não é assim tão fraca, os recursos foram mal utilizados e aí o Pog tem responsabilidade porque ele é o líder.
Dando outro exemplo para mostrar o quão forte e igualmente atacante o Jonas foi. Quando o Froome tinha o comboio, se o rival directo atacasse e o Froome tivesse o Poels ou o Porte com ele, o Froome mantinha-se na roda e confiava que eles iam fechar o espaço. O Jonas teve uma grande Jumbo sim senhor, mas reparem que ele é que fecha todos os ataques do Pog. Não me lembro de 1 ataque do Pog que o Jonas não tenha ido na roda.
Sim foi uma demonstração da importância de ter uma equipa e também de ter uma 2ª opção dentro da equipa.
De resto não concordo com a analise, na etapa 10 não foi a UAE que insistiu em manter a camisola amarela. Nem sequer acredito que a Bora tivesse capacidade de fazer muito para defender a Amarela do Kamna na etapa 11, ele descolou logo na 1ª subida e a aposta sempre foi a Vlasov.
Em relação a comparar com a Sky do Froome, simplesmente não acredito que nenhum dos gregários da Jumbo tivesse capacidade de fechar espaços para o Pogacar, não dá para comparar.
 

tuga

Well-Known Member
Desculpem lá mas nem toda a gente aqui fez uma vénia ao Pogacar como o rei disto tudo...
Dizer que o Pogacar perdeu por culpa própria para mim é ignorar os restantes 1xx ciclistas que estão no tour a fazer o trabalho deles... seja ele ganhar ou ajudar outros a ganhar!
Dizer que o Pogacar perdeu por culpa própria é continuar a fazer dele o rei disto tudo...
nao vejo aqui ninguem a desconsiderer os outros intervenientes. Ou espera la...

Sim foi uma demonstração da importância de ter uma equipa e também de ter uma 2ª opção dentro da equipa.
De resto não concordo com a analise, na etapa 10 não foi a UAE que insistiu em manter a camisola amarela. Nem sequer acredito que a Bora tivesse capacidade de fazer muito para defender a Amarela do Kamna na etapa 11, ele descolou logo na 1ª subida e a aposta sempre foi a Vlasov.
Em relação a comparar com a Sky do Froome, simplesmente não acredito que nenhum dos gregários da Jumbo tivesse capacidade de fechar espaços para o Pogacar, não dá para comparar.
Os gregarios nao, mas o Jonas esteve em todas
 

Carolina

Well-Known Member
Desculpem lá mas nem toda a gente aqui fez uma vénia ao Pogacar como o rei disto tudo...
Dizer que o Pogacar perdeu por culpa própria para mim é ignorar os restantes 1xx ciclistas que estão no tour a fazer o trabalho deles... seja ele ganhar ou ajudar outros a ganhar!
Dizer que o Pogacar perdeu por culpa própria é continuar a fazer dele o rei disto tudo...

Continuo a achar que o Poga perdeu por culpa própria e da equipa. Isto não significa que o Vingegaard não mereça a vitória e que não tenha feito por isso. Se está de amarelo é porque merece estar de amarelo, isto para mim não é sequer discutível. É como a conversa do "só ganhou porque o outro caiu" ou "só ganhou porque o não sei quantas abandonou". Tudo tretas. Para ganhar é preciso manterem-se em cima da bicicleta e saberem jogar com aquilo que têm.

Já disse anteriormente: nem sempre o ciclista mais forte ganha, porque a inteligência e a equipa também contam. O Vingegaard e Jumbo derrotaram o Poga porque souberam jogar melhor o jogo. Correram de forma muito mais inteligente e souberam usar bem os ciclistas que tinham à sua disposição.
 

tuga

Well-Known Member
Continuo a achar que o Poga perdeu por culpa própria e da equipa. Isto não significa que o Vingegaard não mereça a vitória e que não tenha feito por isso. Se está de amarelo é porque merece estar de amarelo, isto para mim não é sequer discutível. É como a conversa do "só ganhou porque o outro caiu" ou "só ganhou porque o não sei quantas abandonou". Tudo tretas. Para ganhar é preciso manterem-se em cima da bicicleta e saberem jogar com aquilo que têm.

Já disse anteriormente: nem sempre o ciclista mais forte ganha, porque a inteligência e a equipa também contam. O Vingegaard e Jumbo derrotaram o Poga porque souberam jogar melhor o jogo. Correram de forma muito mais inteligente e souberam usar bem os ciclistas que tinham à sua disposição.

Amem!
 
Top