La Vuelta 2022

Com quantos minutos de vantagem é que o João vai ganhar a Vuelta?

  • menos de 1

    Votes: 8 14.8%
  • 2

    Votes: 3 5.6%
  • 3

    Votes: 3 5.6%
  • 4

    Votes: 1 1.9%
  • 30 carai!

    Votes: 39 72.2%

  • Total voters
    54

qwerAC

Well-Known Member
Esta malta só porque já viu que o WVA venceu etapas no Mont Ventoux pensa que pode ser trepador para os Pogacar e Vingegaard desta vida caso percam peso. O problema é que teria de perder massa muscular e com isto a potência que lhe permite discutir sprints e TT, para não falar que a principal virtude dos ciclistas de 3 semanas é a recuperação e não a habilidade de trepar, coisa que o WVA não consegue ter. Ele não consegue recuperar de uma sequência de etapas de montanha seguidas, muito comum nas terceiras semanas de prova.
 

Jazz

Well-Known Member
Podem rir-se à vontade! Mas basta saber um pouco de história do ciclismo para perceber o meu post.


O último Tour que o Indurain venceu, por exemplo, teve 4 (!) contrarrelógios. Quatro! Não sei se tem vitórias em etapas sem ser de CR, mas se tiver, é residual.

CRI de 7.3kms, CRE de 67kms, CRI de 54kms (venceu) e CRI de 46.5kms (venceu). São 175kms de contrarrelógio! Ah pois.



O Armstrong, para quem não sabe, antes do cancro era corredor para clássicas ou provas curtas. Era triatleta. Foi campeão do mundo UCI em Oslo, numa prova rompe pernas. Adivinha quem ficou em segundo? Indurain.

Além disso, antes do cancro ganhou 2 etapas planas no Tour.
Só depois do cancro é que mudou o seu perfil de atleta.



Como vêem não é impossível alguém como WVA ganhar um Grand Tour. Difícil, sim, mas não impossível. Se fizerem Tours à medida, como para o Indurain, então ainda mais possível é.
 

qwerAC

Well-Known Member
Podem rir-se à vontade! Mas basta saber um pouco de história do ciclismo para perceber o meu post.


O último Tour que o Indurain venceu, por exemplo, teve 4 (!) contrarrelógios. Quatro! Não sei se tem vitórias em etapas sem ser de CR, mas se tiver, é residual.

CRI de 7.3kms, CRE de 67kms, CRI de 54kms (venceu) e CRI de 46.5kms (venceu). São 175kms de contrarrelógio! Ah pois.



O Armstrong, para quem não sabe, antes do cancro era corredor para clássicas ou provas curtas. Era triatleta. Foi campeão do mundo UCI em Oslo, numa prova rompe pernas. Adivinha quem ficou em segundo? Indurain.

Além disso, antes do cancro ganhou 2 etapas planas no Tour.
Só depois do cancro é que mudou o seu perfil de atleta.



Como vêem não é impossível alguém como WVA ganhar um Grand Tour. Difícil, sim, mas não impossível. Se fizerem Tours à medida, como para o Indurain, então ainda mais possível é.
Achas que o WVA batia um Pogacar num Tour com 175 km de TT? E acho que é infeliz comparar a habilidade do Indurain de trepar com a do WVA.
 

Jazz

Well-Known Member
Achas que o WVA batia um Pogacar num Tour com 175 km de TT? E acho que é infeliz comparar a habilidade do Indurain de trepar com a do WVA.
Não sei. Sei que o WVA já ganhou no Ventoux.


E não precisa de ser especificamente o Van Aert.

Mas é possível um ciclista mudar de perfil. Por muito improvável que possa parecer hoje em dia, é possível.

Há 4 anos se viesse aqui dizer que os vencedores dos Grand Tours agora eram sub-20, ou quase, toda a gente se ria.


Ouvi dizer que o número 1 no ténis é um adolescente.
 

Jazz

Well-Known Member
Achas que o WVA batia um Pogacar num Tour com 175 km de TT? E acho que é infeliz comparar a habilidade do Indurain de trepar com a do WVA.
Mas estou só a discutir cenários hipotéticos, percebo bem o teu cepticismo. Provavelmente até tens razão.


Só acho que é uma discussão interessante e não tão inverosímil como muitos querem fazer parecer.
 

Carvalhon

Well-Known Member
A última semana acabou por ser um bocado "furada" em termos de espectáculo na luta pela GC.

Não fosse o ataque do Roglic na Terça e a fuga do João e havia pouco para comentar.

Este tipo de etapas com subidas de percentagem moderada, com descidas pedaláveis, muito espaço nos vales, beneficiam muito ir na roda e teres uma equipa forte. Só se consegue revirar a geral com uma equipa muito forte e com muitos elementos para queimar.

Já na etapa da Sierra Nevada notou-se um bocado isso. Ir na roda compensa muito.

Já no Giro tivemos algumas etapas com estes finais soft, com descidas depois da última subida, com "planaltos" no final e o resultado não foi grande coisa.
A última semana foi bem triste, sem etapas onde fosse possível alguém fazer a diferença... Quase todos no top10 estavam satisfeitos com a sua posição, e andaram simplesmente a controlar. Foi realmente o JA o único a animar um bocado, e provavelmente até foi pela queda do Rodriguez, que os fez pensar que ainda era possível subir um lugar.
No giro, a última semana é que levou com a carga quase toda, mas como aquilo estava tudo tão equilibrado entre os 3 primeiros, acabaram por ir deixando para o último dia.
 

cutkiller

Well-Known Member
Não sei. Sei que o WVA já ganhou no Ventoux.

Ganhou integrado numa fuga.. Isso vale o que vale!

Sinceramente acho que nem o WVA está interessado em querer lutar por uma grande volta!
Ele vai continuar a papar monumentos, camisolas verdes, etapas em grandes voltas (e ainda vai ser campeão do mundo, e atenção aos JO)... e vai acabar com um CV que até apetece chorar, aos outros :D
 

Jazz

Well-Known Member
Ganhou integrado numa fuga.. Isso vale o que vale!

Sinceramente acho que nem o WVA está interessado em querer lutar por uma grande volta!
Ele vai continuar a papar monumentos, camisolas verdes, etapas em grandes voltas (e ainda vai ser campeão do mundo, e atenção aos JO)... e vai acabar com um CV que até apetece chorar, aos outros :D
Mas ganhou. E foram duas passagens no Ventoux, segundo me lembro.

De resto, concordo contigo. Acho que ele teria mais a perder do que ganhar, em tentar essa mudança.


Apenas digo que já houve no passado casos de vencedores que, ou não tinham o perfil típico, ou mudaram o mesmo.
 

EL PISTOLERO

Well-Known Member
Mas estou só a discutir cenários hipotéticos, percebo bem o teu cepticismo. Provavelmente até tens razão.


Só acho que é uma discussão interessante e não tão inverosímil como muitos querem fazer parecer.

Estou de acordo....

E o Bradley Wiggins também deve estar....
 

Velhadas

Well-Known Member
Estou de acordo....

E o Bradley Wiggins também deve estar....
ia justamente falar disso. O homem mal se aguentava em pé no pelotão mas era um génio do ITT.
Ainda me lembro do Tour que ele ganhou por decreto da Sky. O Froome a mandá-lo acelerar na montanha, nunca tinha visto um gregário a mandar no ritmo do chefe de fila. Cena tao ridicula. Imagino a quantidade de vezes que o Froome pensou nesse dia em mudar de equipa
 

Cláudio

Well-Known Member
ia justamente falar disso. O homem mal se aguentava em pé no pelotão mas era um génio do ITT.
Ainda me lembro do Tour que ele ganhou por decreto da Sky. O Froome a mandá-lo acelerar na montanha, nunca tinha visto um gregário a mandar no ritmo do chefe de fila. Cena tao ridicula. Imagino a quantidade de vezes que o Froome pensou nesse dia em mudar de equipa

Mas quantos já ganharam grandes voltas por decreto do equipa? Só na sky lembro-me do Thomas
 
Top