Vintage - aço/steel/acier/acciaio/acero

Sim, apesar de ser a pouco mais de 30 km de casa, nunca consegui lá ir. Será a minha estreia. Será um Domingo a apontar mais para a vertente de lazer/convívio do que propriamente para a vertente desportiva. Ainda ponderei ir a pedalar de casa com o meu carro de combate de 15 kg, mas temo que a coisa se desintegre pelo caminho e que o dia fique estragado :). Vou participar no passeio, visitar a exposição, o mercado, a ambiência e conviver com os amigos. Já lá foste?
Nunca tive o prazer de participar num ENBA mas vou estar atento nos eventos deste género que aconteçam na região onde vivo.


O "Anjou Velo Vintage" é um dos principais eventos em França e aconteceu nos dias 18 e 19 de junho (a 500~600km de distância)
http://www.anjou-velo-vintage.com/fr/
 

Bruso

Well-Known Member
Ficou a faltar a foto da minha peugeot.



Sim eu sei que falta-lhe o guarda lamas da frente mas ainda não consegui montá-lo. Já para montar o de trás tive que fazer um pouco de DIY. O da frente ainda estou a magicar...


Delamadera

Parabéns por essa Colnago que adquiriste. É uma bicicleta à qual ninguém consegue ficar indiferente. É daquelas que só há 2 sentimentos possiveis: adorar ou odiar. E isto deve-se apenas e só ao esquema de cores.

Um exemplar desses já é coisa para passar do milhar de euros não?
 

pratoni

Well-Known Member
Ó Bruso essa Peugeot está com um ar espetacular!!!

Esse selim é um Brooks?

É pena é o guarda-lamas não ser preto que nem se notava que existia... ;)
 

Bruso

Well-Known Member
Quando colocar um brooks nesta bicicleta significa que já tenho um Range Rover evoque e um BMW X6 parado à porta da minha casa T4 com um logradouro de 500m2 :D ahahaha

Foi o que falamos na altura, que tinha encontrado no ebay. Dá para o gasto.

Em relação ao Guarda lamas é verdade. Mas os que vinham de origem eram cinzentos portanto achei que estes iam ficar bem. E até não desgosto.
 
Ficou a faltar a foto da minha peugeot.



Sim eu sei que falta-lhe o guarda lamas da frente mas ainda não consegui montá-lo. Já para montar o de trás tive que fazer um pouco de DIY. O da frente ainda estou a magicar...


Delamadera

Parabéns por essa Colnago que adquiriste. É uma bicicleta à qual ninguém consegue ficar indiferente. É daquelas que só há 2 sentimentos possiveis: adorar ou odiar. E isto deve-se apenas e só ao esquema de cores.

Um exemplar desses já é coisa para passar do milhar de euros não?
A tua Peugeot está com muito bom aspecto e o selim com ar "Brooks" também ajuda.

Obrigado pelo elogio e confesso que se há uns meses me perguntassem se era capaz de gastar umas coroas para ter uma bicicleta colorida como esta, respondia logo que não.
Esta Art Decor ao vivo tem muito mais beleza do que através das fotos e verdade seja dita. até ao momento que a vi montada tive sempre algumas dúvidas se teria sido uma boa compra ou não.

Um exemplar destes ronda os 1000~1500€, dependendo do estado e da gama do equipamento. No entanto é possível encontrá-las mais em conta ou até preços a rondar os 2500€.

Por exemplo esta Tecnos tem a mesma decoração apenas muda o vermelho para o azul e tem umas Shamal e Campagnolo 7V e só custa 2880€...
http://www.ebay.com/itm/Colnago-Tecnos-Art-Decor-Campagnolo-Croce-Daune-Delta-Shamal-Size57-1996-7spd-/262524275353?hash=item3d1faa8a99:g:~xEAAOSwKIpWCobD
 
Ficou a faltar a foto da minha peugeot.



Sim eu sei que falta-lhe o guarda lamas da frente mas ainda não consegui montá-lo. Já para montar o de trás tive que fazer um pouco de DIY. O da frente ainda estou a magicar...


Delamadera

Parabéns por essa Colnago que adquiriste. É uma bicicleta à qual ninguém consegue ficar indiferente. É daquelas que só há 2 sentimentos possiveis: adorar ou odiar. E isto deve-se apenas e só ao esquema de cores.

Um exemplar desses já é coisa para passar do milhar de euros não?
Sim senhor, tens aí uma commuter engraçada e daquelas que não tens receio de deixar na rua no dia a dia. E não digo isto desprezando a bicicleta, que ela é bonita e tem o seu valor. Digo-o sim porque em cidades como Londres, Paris ou Amesterdão, bicicletas dessas pelas ruas são aos milhares.

Isso não tinha espaço e furações para os guarda lamas?
 

Bruso

Well-Known Member
Tem. Mas na forqueta são um furos com diâmetro elevado. Não percebo a necessidade daquilo e nem sei se já veio assim de fábrica ou se foi alargado. O que é certo é que tenho de usar parafuso m8 e os adaptadores do guarda lamas não permitem isso. Para já tenho o pequenos aquele veio com a Bike.

Salientar que já tive de trocar o desviador (partiu se todo numa subida) e o veio da roda traseira porque andei uns tempo em modo SS e empenou o veio.
 
A minha "wishlist" para o futuro (próximo:

-Mercier (em rosa ou laranja) com tubagem Super Vitus 980 (início anos 70 - era do Raymond Poulidor)
-Vitus 979 (1979-->) ou 992 (1992-->) ambas em Duralinox (alumínio/magnésio)
-Look com tubagem Reynolds 753 (início anos 80 - era Bernard Hinault)
-Tommasini Tecnos ou a Super Prestige, Gios Torino e mais umas quantas (estas bem mais distantes ou dificilmente atingíveis)


E a vossa "wishlist"?
Qual a bicicleta vintage (dentro das vossa possibilidades) que desejam ter em casa?
 
Apresento a minha última aquisição que fazia parte da minha "wishlist":

Vitus 979 Duralinox

"The first Vitus-branded Vitus 979 Duralinox frames of 5083 aluminum-magnesium alloy tubing and lugs were developed in 1978 and introduced in the Spring of 1979 3 with Ateliers de la Rive designing and producing the 979 Duralinox tube sets, forks, head tubes and rear triangle stays, and Angenieux-CLB producing the cast alloy internal slip-fit lugs, bottom bracket, fork crown, drop-outs and rear brake bridges."

"This is the frame the Sean Kelly rode for years. I don't know exactly what years he rode this particular model. This is the frame he was riding when he won the 1988 Vuelta a España and the green jersey in the 1989 Tour de France. He later rode the improved 992, as seen in this picture from 1992. Kelly's wins are a hole in the argument that stiffer frames are always better. However, it is worth noting that Kelly rode a fairly small frame, which would have been stiffer than the next size larger frame.

"The Vitus 979 is a classic racing frame. It is fairly light; I believe it was the lightest production frame available for several years starting in 1986.
The 979 is a bonded aluminum frame. The main triangle is anodized aluminum. The tubes were made by Vitus. The frames were made and assembled by the French aerospace company TVT. The lugs are bonded to the frame with dry heat activated epoxy. The inside diameter of the tubes appear to be larger than the outside diameter of the lugs. So in addition to being bonded, friction holds the joints together."
in http://schutt.org/velo/vitus-979.html

quadro e forqueta: Vitus 979 Duralinox (1984)
travões: Mavic
transmissão + cx direcção: Shimano 600
avanço: Pinarello "pantographed" by Cinelli
guiador: Cinelli Criterium
espigão:?
selim: Selle Italia Turbo
pedais: Shimano Dura Ace com correias em pele Christophe
rodas (montadas): Rodi Styllus Racing (pneu)
rodas (origem): cubos e aros Mavic (tubulares)


























 
Delamadera,

um destes dias os moderadores ainda te barram o acesso aqui ao forum...
ficas proibido de vir aqui publicar "obscenidades" e material "pornográfico" com tens feito :)

Magníficas as bicicletas!
 
Delamadera,

um destes dias os moderadores ainda te barram o acesso aqui ao forum...
ficas proibido de vir aqui publicar "obscenidades" e material "pornográfico" com tens feito :)

Magníficas as bicicletas!
Boas antes de mais obrigado pelo elogio,
este tópico passa um pouco ao lado da maioria pois grande parte da malta que frequenta este forum prefere discutir assuntos como o doping, VAM's e afins mas há uma minoria (onde eu me incluo) que gosta destes "ferros" e para esses a partilha de informação é importante.

Em relação a esta Vitus, é uma bicicleta com uma beleza fora do como pois os tubos anodizados sejam eles em azul, vermelho ou violeta dão um brilho fantástico.
Tenho outras bicicletas que acho que são bonitas mas esta Vitus...

Uma curiosidade, na "Etapa da Volta 2016" que decorreu hoje em Viseu eram admitidas Classe Vintage as bicicletas com as seguintes características:

• Bicicletas de corrida (estrada) e de ciclo-cross, construídas antes de 1987 (estão excluídas bicicletas de contra-relógio e bicicletas de montanha);
• Quadro de aço (são permitidas bicicletas com quadro em alumínio das marcas ALAN ou VITUS com uniões aparafusadas ou coladas);
• Manípulos de mudança no tubo inferior do quadro (excepcionalmente, bicicletas anteriores a 1980 podem ter os manípulos no topo do guiador);
• Pedais de gancho e com tiras de aperto (pedais de encaixe rápido não são permitidos, excepto os pedais Cinelli M71);
Passagem dos cabos de travão por fora do guiador (a passagem dos cabos por dentro do quadro é permitido); • Rodas devem ter pelo menos 28 raios e de baixo perfil (menos de 20 mm);
• Podem ser utilizadas bicicletas com quadro em aço, de construção actual, mas com características "vintage", (as uniões devem ser soldadas), e apenas montadas com componentes "vintage" (manípulos de mudança, mudanças, guiador, pedais, etc.)
 
o pessoal interessar, interessa-se... mas quando o espaço para bikes está lotado... não há muito a fazer :p
Sem espaço para elas não há nada a fazer...
Já começo a precisar de espaço pois cá em casa já moram 14 bikes e em breve terei de despachar 2 ou 3 para que haja espaço para uma ou outra que possam chegar.
 
Já começo a precisar de espaço pois cá em casa já moram 14 bikes
Tenho de trazer aqui a minha mulher para ler isto! (Ao pé de ti, sou um "menino"!) ;)

Quanto à questão do uso das bicicletas de aço, por certo já conhecerás a http://eroica.it/
Deve ser brutal!

(Acho que em Portugal, há alguns percursos dos randonneurs que fazem alguns troços em terra batida, por exemplo)
 


Bicicleta restaurada por mim,
Rodaplana Lousa, fabricada na Masil,
Tubagem em Durifort,
Montada a Dura Ace 7400
Parabéns, a tua Rodaplana está muito bonita e bem cuidada!

Tendo em conta que a tubagem Vitus Durifort deixou de ser fabricada na segunda metade da década de 80 (1930's~1980's) para além da época do Shimano Dura Ace 7400 (1985~1995), diria que essa bela exemplar terá entre 25 e 30 anos.
 
Tenho de trazer aqui a minha mulher para ler isto! (Ao pé de ti, sou um "menino"!) ;)

Quanto à questão do uso das bicicletas de aço, por certo já conhecerás a http://eroica.it/
Deve ser brutal!

(Acho que em Portugal, há alguns percursos dos randonneurs que fazem alguns troços em terra batida, por exemplo)
Quantos exemplares de duas rodas (sem motor) vivem na tua morada?

Conheço o evento mas nunca participei, vou começar por eventos mais modestos e que também sejam mais perto de casa.