SRAM eTAP AXS

joseruivo

Well-Known Member
#22
Estou curioso para ver se a shimano vai reagir ou se se deixa dormir como aconteceu no btt em.qie a sram.ficou c o mercado...
Ainda nem em BTT têm produto no mercado, pelo andar da carrugem até chegar à estrada ainda deve levar uns anos :-( Começa a parecer uma firma só de engenheiros e só para engenheiros
 

Wawando

Well-Known Member
#23
Ainda nem em BTT têm produto no mercado, pelo andar da carrugem até chegar à estrada ainda deve levar uns anos :-( Começa a parecer uma firma só de engenheiros e só para engenheiros
Em btt têm e bem feito (como sempre). Até é 10-51T vs os 10-50T do Eagle da Sram.
Atenção aue em btt o Eagle foi mais revolucionário do que aqui na estrada porque foi o promeiro sistema a ter o mesmo range de 500% entre a mudançla mais pesada e a mais leve o que permitiu que em btt agora (e para sempre) só seutilize 1 prato à frente.
As 12s na estrada não são tão revolucionárias, o range é enorme e não há 1 prato à frente que cubra o range que temos na estrada, além de que na estrada ter 2 pratos à frente n tem problema nenhum, no btt é uma chatice por causa da lama e por causa das mudanças bruscas por causa dos acidentes de terreno...
A ver vamos se o marketing dos pratos pequenos à frente tem a tracção suficiente...
 

nmt

Active Member
#24
Em btt têm e bem feito (como sempre). Até é 10-51T vs os 10-50T do Eagle da Sram.
Atenção aue em btt o Eagle foi mais revolucionário do que aqui na estrada porque foi o promeiro sistema a ter o mesmo range de 500% entre a mudançla mais pesada e a mais leve o que permitiu que em btt agora (e para sempre) só seutilize 1 prato à frente.
As 12s na estrada não são tão revolucionárias, o range é enorme e não há 1 prato à frente que cubra o range que temos na estrada, além de que na estrada ter 2 pratos à frente n tem problema nenhum, no btt é uma chatice por causa da lama e por causa das mudanças bruscas por causa dos acidentes de terreno...
A ver vamos se o marketing dos pratos pequenos à frente tem a tracção suficiente...
A grande diferença é que a SRAM, em btt, tem grupos 1x12v desde a entrada de gama - NX - até ao topo de gama. A Shimano só tem o topo de gama - XTR. Até chegar ao nível Deore vão passar anos...
 
#25
Estou curioso para ver se a shimano vai reagir ou se se deixa dormir como aconteceu no btt em.qie a sram.ficou c o mercado...
Os meus pratos shimano durace têm.45000km e continuam impecs e eu n sou la muito cuidadoso c limpezas...
45.000? Fosgasse... :eek:

Nas lojas andam-me a dizer que os pratos (ultegra) devem ser mudados a cada 3 / 4 correntes, ou seja, mais ou menos com 20.000kms....

Ora, sendo eu um cuidadoso do caraças com limpeza/lubrificação, evito ao máximo o cruzamento da corrente e anda sempre com as mudanças afinadas, será que é mesmo assim?! Ou estão a tentar vender material de desgaste?
 

joseruivo

Well-Known Member
#26
Em btt têm e bem feito (como sempre). Até é 10-51T vs os 10-50T do Eagle da Sram.
Só porque sim, o 51, não faz diferença nenhuma para 50

As 12s na estrada não são tão revolucionárias, o range é enorme e não há 1 prato à frente que cubra o range que temos na estrada, além de que na estrada ter 2 pratos à frente n tem problema nenhum, no btt é uma chatice por causa da lama e por causa das mudanças bruscas por causa dos acidentes de terreno...
Eu também faço BTT, ainda não tenho só 1 prato à frente, mas percebo claramente a vantagem, já várias vezes desejei ter monoprato. Em estrada, depende da utilização... 12xs com monoprato já chega para gravel, ciclocross, cicloturismo. E dependendo das pernas do ciclista pode também já chegar para tudo o resto.

A ver vamos se o marketing dos pratos pequenos à frente tem a tracção suficiente...
A progressão num prato 48 logicamente deverá ser mais fácil do que num 50, e uma cassete com um prato de 33 torna-se mais leve do que com prato de 34. Ganhos marginais, mas reais. E acredito que ainda vamos ver pratos mais pequenos e cassetes maiores, eplorando a mesma lógica de funcionamento.

Dito isto, eu tenho Shimano em BTT e estrada, e gosto! Em BTT quando fizer upgrade para monoprato não ponho de parte a hipótese de mudar para 1x11 Shimano. Gostaria mesmo era de ver a Shimano a lutar no mercado tato a taco com a Sram e a Campagnolo - perderam muito do mercado de BTT para a Sram, e vão perde outra vez em estrada! E provavelmente quando conseguirem apanhar a Sram em estrada já eles inventaram mais alguma coisa!
 

mariosimas

Well-Known Member
#27
Mas vocês tem dados para afirmar que a Shimano perdeu o mercado do BTT e da estrada para a SRAM ? ou é uma informação empirica vossa ?

Do que tenho lido a Shimano têm mais de 50% do mercado de componentes a nivel Mundial.

a SRAM é que necessita de estar constantemente a colocar produtos novos no mercado para tentar conquistar cota de mercado á Shimano.
 

Mendas

Active Member
#28
Mas vocês tem dados para afirmar que a Shimano perdeu o mercado do BTT e da estrada para a SRAM ? ou é uma informação empirica vossa ?

Do que tenho lido a Shimano têm mais de 50% do mercado de componentes a nivel Mundial.

a SRAM é que necessita de estar constantemente a colocar produtos novos no mercado para tentar conquistar cota de mercado á Shimano.
Ainda bem que assim é, o consumidor é que ganha.
 

joseruivo

Well-Known Member
#30
Mas vocês tem dados para afirmar que a Shimano perdeu o mercado do BTT e da estrada para a SRAM ? ou é uma informação empirica vossa ?
Estava a falar de parte importante do mercado de BTT. Quem pensa em fazer upgrade de BTT pensa em Sram de 12 - pergunta aos vendedores das lojas, eles sabem!
Na estrada acho que estavam ela por ela, mas vai deixar de estar. Quem pensar em comprar transmissão com tecnologia topo de gama vai pensar em quê? A Shimano deitou-se a dormir, demorou anos a responder ao Eagle, nem sequer está a conseguir por o grupo de 12v de BTT cá fora, e vai demorar anos a responder ao Axs de 12v em estrada - tomara que não, a bem da concorrência e dos clientes!
 

Wawando

Well-Known Member
#31
45.000 kms ? impecs .........
45.000? Fosgasse... :eek:

Nas lojas andam-me a dizer que os pratos (ultegra) devem ser mudados a cada 3 / 4 correntes, ou seja, mais ou menos com 20.000kms....

Ora, sendo eu um cuidadoso do caraças com limpeza/lubrificação, evito ao máximo o cruzamento da corrente e anda sempre com as mudanças afinadas, será que é mesmo assim?! Ou estão a tentar vender material de desgaste?
Fui agira ver 47829. Acabei de mudar para experimentar 36x52... sempre os mesmo.pratos, dura ace 9000. N sou nada maricas nem cuidadoso, mas alocio a midar as mudanças, claro...
 

Wawando

Well-Known Member
#32
Mas vocês tem dados para afirmar que a Shimano perdeu o mercado do BTT e da estrada para a SRAM ? ou é uma informação empirica vossa ?

Do que tenho lido a Shimano têm mais de 50% do mercado de componentes a nivel Mundial.

a SRAM é que necessita de estar constantemente a colocar produtos novos no mercado para tentar conquistar cota de mercado á Shimano.
Vai a qq evento de btt e olha a tua volta. 99% eagle
 

Wawando

Well-Known Member
#33
Estava a falar de parte importante do mercado de BTT. Quem pensa em fazer upgrade de BTT pensa em Sram de 12 - pergunta aos vendedores das lojas, eles sabem!
Na estrada acho que estavam ela por ela, mas vai deixar de estar. Quem pensar em comprar transmissão com tecnologia topo de gama vai pensar em quê? A Shimano deitou-se a dormir, demorou anos a responder ao Eagle, nem sequer está a conseguir por o grupo de 12v de BTT cá fora, e vai demorar anos a responder ao Axs de 12v em estrada - tomara que não, a bem da concorrência e dos clientes!
Em btt a shimano pura e simplesmente.nao tinha 12s e por.isso perdeu terreno.
Na estrada n estou seguro que isso va acontecer. Pela pressao de marketing sim, na pratica, ainda n olhei para o assunto com a devida atencao. Um ponto é que claro que queremos ter mais mudancas. Os peso é irrelevante. Vamos ver o que acontece e que argumentos reais aparecem...
O eagle foi disruptivo e muito bom, so nao mudou quem nao pode ou nao anda a fundo.
 

Wawando

Well-Known Member
#34
Só porque sim, o 51, não faz diferença nenhuma para 50



Eu também faço BTT, ainda não tenho só 1 prato à frente, mas percebo claramente a vantagem, já várias vezes desejei ter monoprato. Em estrada, depende da utilização... 12xs com monoprato já chega para gravel, ciclocross, cicloturismo. E dependendo das pernas do ciclista pode também já chegar para tudo o resto.



A progressão num prato 48 logicamente deverá ser mais fácil do que num 50, e uma cassete com um prato de 33 torna-se mais leve do que com prato de 34. Ganhos marginais, mas reais. E acredito que ainda vamos ver pratos mais pequenos e cassetes maiores, eplorando a mesma lógica de funcionamento.

Dito isto, eu tenho Shimano em BTT e estrada, e gosto! Em BTT quando fizer upgrade para monoprato não ponho de parte a hipótese de mudar para 1x11 Shimano. Gostaria mesmo era de ver a Shimano a lutar no mercado tato a taco com a Sram e a Campagnolo - perderam muito do mercado de BTT para a Sram, e vão perde outra vez em estrada! E provavelmente quando conseguirem apanhar a Sram em estrada já eles inventaram mais alguma coisa!
Epa, 50 p 51 sao 2%... eu prefiro 51 do que 50...
Em relacao aos pratos e cassetes nao percebo o qie dizes... o qie nao faltam sao cassetez e pratos para todos os gostos... quando comecarem a brincar c os quadros é que a coisa vai ser gira... depois vai vir o argumwnto que a dif de 16 para 13 entre pratos é melhor por iso e aquilo... mas na pratica... cheira-me quw daqui a 1 ou 2 anos qd xo.prares um grupo ou bike vai ser 12s e pronto mas por qjetoes de.oferta de mercado...
 

joseruivo

Well-Known Member
#35
Em btt a shimano pura e simplesmente.nao tinha 12s e por.isso perdeu terreno.
Na estrada n estou seguro que isso va acontecer. Pela pressao de marketing sim, na pratica, ainda n olhei para o assunto com a devida atencao. Um
ponto é que claro que queremos ter mais mudancas.
Antes não tinha em BTT e agora não tem em estrada! O que é que o Di2 2x11 da Shimano faz que o Axs 2x12 não faça? Eu sei que a diferença de funcionamento não é tão disruptiva como foi o Eagle, mas o marketing vai vender (muitas) bicicletas com Sram Axs 2x12 - olha a quantidade de marcas de bicicletas que anunciaram modelos com Axs no mesmo dia que a Sram anunciou o sistema.
 

NULL

Well-Known Member
#36
Antes não tinha em BTT e agora não tem em estrada! O que é que o Di2 2x11 da Shimano faz que o Axs 2x12 não faça? Eu sei que a diferença de funcionamento não é tão disruptiva como foi o Eagle, mas o marketing vai vender (muitas) bicicletas com Sram Axs 2x12 - olha a quantidade de marcas de bicicletas que anunciaram modelos com Axs no mesmo dia que a Sram anunciou o sistema.
Até pode vender... mas esta de obrigar a trocar tudo por causa de um prato foi uma estrada com o pé esquerdo, na minha opinião, claro!
 

nmt

Active Member
#37
Se a SRAM fizer com as 12v em estrada o que fez no btt, ou seja, rapidamente chegaram a todas as gamas com algum interesse, a Shimano vai perder terreno. No BTT não vejo ninguém a pensar em fazer um upgrade para Shimano, toda a gente para SRAM 11 ou 12 v.
No meu caso tenho uma bike de XC com Shimano 2x10 v e uma de trail com SRAM 1x12 v. A de XC, como cada vez ando menos com ela vai-se manter, mas a diferença para 1x12 na facilidade de utilização é enorme, só não tenho é um range tão vasto, mas na bike de trail também não preciso de velocidade de ponta.
 
#39
Se a SRAM fizer com as 12v em estrada o que fez no btt, ou seja, rapidamente chegaram a todas as gamas com algum interesse, a Shimano vai perder terreno. No BTT não vejo ninguém a pensar em fazer um upgrade para Shimano, toda a gente para SRAM 11 ou 12 v.
Para meteres as 12v na estrada tens que pagar perto de 4000€...