Granfondo Santarém 2019 - 13 Outubro

FSilva

Moderador
Staff member
#1
Não há festivalbike este ano mas o granfondo continua.
Não em setembro mas agora em Outubro, dia 13.
Curiosamente no mesmo dia do Granfondo de Tavira.

 

{the_crow}

Well-Known Member
#2
ups... acabei de postar isso no post geral das provas de 2019

Estava para ser a 8 de Setembro... secalhar foram "corridos" por haver o GFNY no mesmo dia..
 

Duke

Well-Known Member
#7
esta organização é tão miserável que para ser muito melhor que estes gajos não deve ser preciso muito...

embora seja perto de casa penso que vou passar... ainda tenho a memoria do que se passou na arrabida e o GF de santarém do ano passado tambem nao foi grande coisa
 

FSilva

Moderador
Staff member
#8
esta organização é tão miserável que para ser muito melhor que estes gajos não deve ser preciso muito...

embora seja perto de casa penso que vou passar... ainda tenho a memoria do que se passou na arrabida e o GF de santarém do ano passado tambem nao foi grande coisa
Tou igual!

Este e o da Arrábida a cada ano estão piores. O que é pena que para mim são dos mais perto de casa e são os que em termos de deslocações e viagens conseguimos poupar mas pronto.

E pior os preços continuam altos, para a qualidade e para o que oferecem comparado com os restantes por este pais fora
 
#10
Granfondo quase em casa mas é numa altura de trabalho forte parar mim, não devo de ir, se tiver disponibilidade como é perto ainda lá dou um salto mas....

E dia 29 de Setembro vou ao GRANFONDO ALDEIAS DO XISTO 2019 ;).
 

{the_crow}

Well-Known Member
#11
Se por exemplo no GF de alpiarça achei um exagero a diferença entre o medio e o granfonfo...um 90km outro 150km o que la era... estes "apenas"30 km de diferença entre o MF e o GF de santarem.. cheira-me que vai dar confusao na chegada do GF..
E digo isto pq o ano passado cheguei com meia horita antes do pessoal do GF e mesmo assim fiz quase 34km/h de media no MF.... este ano ha mais altimetria o que vai encolher essa margem...
Espero estar enganado...
 

FSilva

Moderador
Staff member
#12
Se por exemplo no GF de alpiarça achei um exagero a diferença entre o medio e o granfonfo...um 90km outro 150km o que la era... estes "apenas"30 km de diferença entre o MF e o GF de santarem.. cheira-me que vai dar confusao na chegada do GF..
E digo isto pq o ano passado cheguei com meia horita antes do pessoal do GF e mesmo assim fiz quase 34km/h de media no MF.... este ano ha mais altimetria o que vai encolher essa margem...
Espero estar enganado...
Pode ser que não. A unica questão é este ano terminar em "alto". A meta é no topo da cidade e até lá tens uma subida de 500/600mts se chegar o GF em grupo grande e depois apanharem malta mais lenta a subir do MF é que pode atrapalhar a luta na chegada
 

{the_crow}

Well-Known Member
#15
Obrigado! Felizmente correu "tudo" bem... e a minha "missao" correu bem... visto que consegui levar a minha colega de equipa ao podio nos F40.. e 4º na geral Feminina :)
A prova falhou em algumas sinalizaçoes...inezistentes... e algum policionamento em escassez... cada vez mais acho que as motas da bofia sao para acompanhar os gajos da frente e o resto que se lixe com F...
 
#16
Cá vai o relato do meu último GF do ano

Mediofondo - 90,4km, 1350m D+ . 177º/266 finishers.

Percurso - Sinceramente, de todos os que participei até agora, achei o menos inspirado, apesar do tempo não ter ajudado a ver a paisagem onde tal seria possível. Não havia nenhuma mega subida, mas sim 6 ou 7 momentos de subida distribuídos ao longo do percurso. O grande obstáculo seriam as três subidas consecutivas na chegada à serra (mais planalto pelo meio), mas ainda cheguei ao início da descida principal relativamente fresco.

Organização - Sendo a mesma da Arrábida, notei apenas uma melhoria face ao desastre que foi esse dia. A partida foi num sítio indicado para tal, com amplo espaço para estacionar. Fora isso, mais do mesmo. Abastecimentos fraquíssimos (primeiro só com fruta, queques e cubos de marmelada. O segundo tinha isto mais amendoins. Estrada relativamente bem marcada, apesar do acompanhamento não ter sido nada por aí além. Enfim, contrasta com a forma de trabalhar de outras. Brindes fracos (garrafa da Prozis, gel, mini-barra, garrafa mini do vinho mais barato que se pode arranjar) - Não entendo a inexistência de Jersey, como já sucedeu na Arrábida.

A minha prova - A classificação não reflecte a satisfação com que terminei a prova. Ia com outro camarada com andamento semelhante ao meu, e tínhamos alinhavado que íamos tentar ao máximo não andar sozinhos - algo que já nos tinha acontecido antes, com os resultados que se esperam. Assim fizemos durante boa parte da prova - arranque muito rápido até praticamente ao pé da serra, sempre em grupos que permitiu conservar muita energia. As subidas foram...Fáceis? Mesmo com alguma inclinação em casos particulares, não achei nada de especial. Eram todas curtas-médias e a que tinha piores pendentes, na Gançaria, eram 400 metros. Após a serra apanhámos um grupo grande durante muitos km, até ao segundo abastecimento. Aí andámos mais isolados, tendo tido de puxar sozinho durante muitos km ainda. Felizmente as sensações ainda eram boas. Após a última subida apanhámos um grupo grande novamente que seguimos até às portas de Santarém. Nos últimos 3km, sentindo boas forças, passei para a frente do grupo e quando dei por isso estava sozinho, e assim fui até ao fim. Como normalmente acabava sempre os GF em gestão de esforço e a ser passado a torto e a direito, foi uma mudança grande. :)

PS: @{the_crow}, assim sendo deve ter sido contigo e a tua colega que eu e o meu camarada fomos ainda uma distância valente após o primeiro abastecimento, no topo da serra (zona em que o tempo estava mais carregado). Depois fomos ainda muito tempo convosco naquele grupo grande que se formou até ao muro da Gançaria e ao abastecimento #2 (vocês não pararam, nós aproveitámos para recuperar). Levaste aquela tropa toda às costas ainda um bom bocado!!! :)
 

{the_crow}

Well-Known Member
#17
Cá vai o relato do meu último GF do ano

Mediofondo - 90,4km, 1350m D+ . 177º/266 finishers.

Percurso - Sinceramente, de todos os que participei até agora, achei o menos inspirado, apesar do tempo não ter ajudado a ver a paisagem onde tal seria possível. Não havia nenhuma mega subida, mas sim 6 ou 7 momentos de subida distribuídos ao longo do percurso. O grande obstáculo seriam as três subidas consecutivas na chegada à serra (mais planalto pelo meio), mas ainda cheguei ao início da descida principal relativamente fresco.

Organização - Sendo a mesma da Arrábida, notei apenas uma melhoria face ao desastre que foi esse dia. A partida foi num sítio indicado para tal, com amplo espaço para estacionar. Fora isso, mais do mesmo. Abastecimentos fraquíssimos (primeiro só com fruta, queques e cubos de marmelada. O segundo tinha isto mais amendoins. Estrada relativamente bem marcada, apesar do acompanhamento não ter sido nada por aí além. Enfim, contrasta com a forma de trabalhar de outras. Brindes fracos (garrafa da Prozis, gel, mini-barra, garrafa mini do vinho mais barato que se pode arranjar) - Não entendo a inexistência de Jersey, como já sucedeu na Arrábida.

A minha prova - A classificação não reflecte a satisfação com que terminei a prova. Ia com outro camarada com andamento semelhante ao meu, e tínhamos alinhavado que íamos tentar ao máximo não andar sozinhos - algo que já nos tinha acontecido antes, com os resultados que se esperam. Assim fizemos durante boa parte da prova - arranque muito rápido até praticamente ao pé da serra, sempre em grupos que permitiu conservar muita energia. As subidas foram...Fáceis? Mesmo com alguma inclinação em casos particulares, não achei nada de especial. Eram todas curtas-médias e a que tinha piores pendentes, na Gançaria, eram 400 metros. Após a serra apanhámos um grupo grande durante muitos km, até ao segundo abastecimento. Aí andámos mais isolados, tendo tido de puxar sozinho durante muitos km ainda. Felizmente as sensações ainda eram boas. Após a última subida apanhámos um grupo grande novamente que seguimos até às portas de Santarém. Nos últimos 3km, sentindo boas forças, passei para a frente do grupo e quando dei por isso estava sozinho, e assim fui até ao fim. Como normalmente acabava sempre os GF em gestão de esforço e a ser passado a torto e a direito, foi uma mudança grande. :)

PS: @{the_crow}, assim sendo deve ter sido contigo e a tua colega que eu e o meu camarada fomos ainda uma distância valente após o primeiro abastecimento, no topo da serra (zona em que o tempo estava mais carregado). Depois fomos ainda muito tempo convosco naquele grupo grande que se formou até ao muro da Gançaria e ao abastecimento #2 (vocês não pararam, nós aproveitámos para recuperar). Levaste aquela tropa toda às costas ainda um bom bocado!!! :)
Boas!! Sim.. Era eu.. Com o tempo que estava não sentia necessidade de parar a não ser que a Elizabeth precisasse :)
Qto a tropa toda.. Não me importo :) eu tinha de ir num ritmo constante e ia sempre olhando pelo canto do olho para ver se ela não descolava.. Ela a subir tem limitações.. A rolar ate se aguenta.. Por isso era nessas alturas que tinha de tentar recuperar algumas posições :)
Não podia dizer a malta para ir rondando pq via que ali se ia mais às repeloes do que a um ritmo contaste..
 
#20
Subscrevo as criticas à organização. Pelos 36 euros que cobram é praticamente um roubo que oferecem comparado com outras provas:

- Percurso bem assinalado mas alguns cruzamentos sem ninguém.
- Sem almoço ou pelo menos uma sopa/bifana
- Abastecimentos muito fracos em especial o ultimo (chouriço?)

Para comparar, participei na Clássica de Porto de Mós que se realizava na mesma zona, muito mais barata, todos os cruzamentos com malta, abastecimentos top, troços cronometrados, percurso muito bom (mas duríssimo) e sopa e bifana no fim: preço? 17 euros!

Tour de Gaeiras: idem idem aspas aspas, preço sem almoço? 8 euros!

Sem falar da clássica da figueira...

Está claro que há que organize provas por amor e há quem faça disto um negócio...