GFNY Portugal 2019

NULL

Well-Known Member
#62
Bem... compreendo a indignação mas nem tudo é assim tão fácil.

Acredito que uma boa parte das despesas assumidas por eles terão que ser pagas por eles mesmo não se tendo realizado o evento.

Uma das questões mais importantes é perceber se os custos associados ao policionamento vai ser pago ou não. Grande percentagem dos custos de um GF é no policionamento... chega a ter valores pornográficos.

Em todo o caso a organização deveria ter lidado com isto de melhor forma.
 

Tourmalet

Well-Known Member
#63
Isto faz lembrar quando foi AC DC com o Axl Rose, ao princípio falou-se que a organização não ia devolver o dinheiro a quem não quisesse ir, mas depois fez-se tanto barulho que imperou o bom senso, até pelas mãos da propria banda e quem não quis ir, recebeu o dinheiro de volta.

As grandes marcas associadas a este evento não podem aceitar este tipo de atitudes, obviamente que a não realização do evento desagrada a todos, mas os lesados não podem nem devem ser só os clientes/consumidores, e os restantes lavarem as mãos de responsabilidades, sobretudo quando aparentemente existem falhas graves por parte da organização que comprometeram a sua realização.

Quem cala consente, façam barulho, tornem esta atitude desprezivel viral, mandem pra CMTV, perder mais dinheiro não perdem.
 
#64
No termo de responsabilidade diz o seguinte:

"GFNY Portugal pode, a seu critério, adiar, modificar ou cancelar o evento por qualquer motivo. Eu entendo que a GFNY Portugal tem uma política de “no refund” e entendo que não tenho direito a qualquer devolução da minha entrada ou outros custos decorrentes da minha participação no evento."

Pode ser encontrado aqui: http://gfnyportugal.com/termo-de-responsabilidade/
 

Bruso

Well-Known Member
#65
No termo de responsabilidade diz o seguinte:

"GFNY Portugal pode, a seu critério, adiar, modificar ou cancelar o evento por qualquer motivo. Eu entendo que a GFNY Portugal tem uma política de “no refund” e entendo que não tenho direito a qualquer devolução da minha entrada ou outros custos decorrentes da minha participação no evento."

Pode ser encontrado aqui: http://gfnyportugal.com/termo-de-responsabilidade/
Matreiros. Mas está lá portanto não há nada que possam fazer.
 

Tourmalet

Well-Known Member
#66
Sim, mas sendo uma organização/evento em território nacional ainda obedece ao cumprimento da Legislação Portuguesa, até podem escrever no contracto que estão no direito de matar com uma motoserra todos os participantes que cheguem após determinada hora que ainda incorrem de acusação de homicídio.

Essa do podem a "seu critério" cancelar um evento sem devolução de dinheiro é no mínimo rebuscado. Exemplo: Fazes e pagas uma reserva num restaurante, chegas lá e dizem-te, porque está na cláusula, que hoje não servem reservas, e tudo ok :D
 
#67
Mas o pessoal achava que era porque sim e já estava, não dão ponto sem nó, nunca tive ideia de ir é agora tem uma cruz, se todos fizerem o mesmo para o próximo ano são uns antónimos que vam ou fazem uma corrida de cadeirinhas
 
#68
Penso que as "provas" amadoras têm todas essas clausulas de salvaguarda.

Retirado de um outro GF desses da moda:


CANCELAMENTO OU ADIAMENTO

Art.49.- Não é havido por incumprimento, não podendo daí resultar qualquer responsabilidade para a Organização, o eventual cancelamento ou adiamento da Prova, assim como a alteração dos locais e horários, ou alteração do percurso, por motivos de segurança, de ordem técnica ou qualquer outra circunstância alheia à vontade da mesma. Caso a Prova seja cancelada, antecipada ou adiada devido a circunstâncias alheia à vontade da Organização, esta não poderá ser responsabilizada por qualquer inconveniente, despesa, custo, perdas ou danos sofridos pelos participantes.

Art.50.- Em outros casos de cancelamento não previstos nas situações de força maior, motivos de segurança ou ordem técnica, o valor das inscrições será devolvido em singelo num período máximo de 60 (sessenta) dias após a data prevista para a realização da Prova. Nestes casos compete à organização devolver aos participantes apenas o valor da inscrição, não assumindo qualquer outro custo, encargo, valor ou quantia, ainda que a título de despesa não se responsabilizando por qualquer dano ou prejuízo daí decorrente.



Aqui "por motivos de segurança, de ordem técnica ou qualquer outra circunstância alheia à vontade da mesma." cabe muita coisa, pelo que o artigo 50 será aplicado num cenário mto pouco provável na eventualidade de um cancelamento.
 
#69
Só vos digo que se não houver reembolso, um dia destes vocês participarão no meu granfondo!
Será a mais bela prova que irão ter, e só terão que pagar 50€.
Até podem escolher o que querem para o almoço :cool::cool:
Até ficam "paneleiros dos olhos"
Mas se depois eu cancelar não me venhan cá com conversas... :mad::D

Fora de brincadeiras, espero mesmo que seja possível reaver o dinheiro e que esse ponto do regulamento seja ultrapassado!
 

Tourmalet

Well-Known Member
#70
Só vos digo que se não houver reembolso, um dia destes vocês participarão no meu granfondo!
Será a mais bela prova que irão ter, e só terão que pagar 50€.
Até podem escolher o que querem para o almoço :cool::cool:
Até ficam "paneleiros dos olhos"
Mas se depois eu cancelar não me venhan cá com conversas... :mad::D

Fora de brincadeiras, espero mesmo que seja possível reaver o dinheiro e que esse ponto do regulamento seja ultrapassado!
Eheheh acrescentem mais 20eur à conta e forneço Buffet de mariscada, com cerveja belga e gajas "bouas mas bouas" a servir e a dar massagens. Oferta de pulseirinha a dizer "Já fui 2020". Já vai em 70Eur por um hipotético dia bem passado :D
 

jpacheco

Moderador
Staff member
#71
Compreende-se que parte dos custos tenham-se evaporado com o cancelamento. Mas a culpa morre quase solteira na organização pelo que percebi da investigação feita aqui: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=10157574633039555&id=671734554 :

- Parte do percurso é que estaria interdito e não houve alternativa encontrada pela organização mesmo tendo sida avisada no ano transato, poderia-se até alterar o percurso na sua totalidade e fazer uma distancia mais curta, no final fazia-se a festa, havia comes e bebes e ninguém se chateava;

A não fazerem isso tem por boa fé:

- em ultimo recurso o pessoal aparecia no evento no dia para levantar o KIT e almoçar, devem ter deitado tanto comida fora? Ou se pouparam ai, devem dividir os custos para devolver aos participantes; Se não houve gastos com policiamento?! devem somar a quantia e dividir com os participantes.
- No fundo que sejam claros nas contas e dividam pelos participantes, nem que não seja em vouchers para o ano que vem. Se forem honestos o pessoal até entende.
 

pratoni

Well-Known Member
#72
No termo de responsabilidade diz o seguinte:

"GFNY Portugal pode, a seu critério, adiar, modificar ou cancelar o evento por qualquer motivo. Eu entendo que a GFNY Portugal tem uma política de “no refund” e entendo que não tenho direito a qualquer devolução da minha entrada ou outros custos decorrentes da minha participação no evento."

Pode ser encontrado aqui: http://gfnyportugal.com/termo-de-responsabilidade/
Lá porque existe a cláusula não significa que seja legal...
 

Duke

Well-Known Member
#73
estava agora a ver o percurso, a zona que passava mais no interior da serra era aquela estrada pela lagoa azul e logo no inicio...
cancelaram a prova só por esse troço? que era facilmente contornado visto ser logo no inicio, ou havia mais zonas interditas?
 

cconst

Well-Known Member
#74
Tambem recebi o email...
Dear GFNY Portugal Rider
The race and all other planned activities have been cancelled by the authorities.
We were summoned in an extremely urgent manner to a meeting in the general command of the civil protection in Lisbon. 13 regions of Portugal are on red alert for wharf of fires that are happening, including the Lisbon region.
We were officially informed that we would have to cancel the race because all the permits for the race were revoked.
Within 24 hours there were 35 fire outbreaks.
The Cascais police forces and the GNR (Republican National Guard) are working on the fire emergencies. As they will not be able to displace their men to control the race, there is no way to make the race safe.
As the decision was made at ministerial level, it is final.
In addition to ours, all events have been canceled.
We’re devastated that you don’t get to enjoy doing the race you worked so hard for. A year’s worth of our work has been destroyed.
As cyclists we depend on mother nature and it shows again that we can’t take her for granted.
Your GFNY Portugal Team
Isto está atrás e aparentemente, quem cancelou o evento foram as autoridades:
The race and all other planned activities have been cancelled by the authorities.
porque:
We were officially informed that we would have to cancel the race because all the permits for the race were revoked.
e
The Cascais police forces and the GNR (Republican National Guard) are working on the fire emergencies. As they will not be able to displace their men to control the race, there is no way to make the race safe.
 

FSilva

Moderador
Staff member
#75
estava agora a ver o percurso, a zona que passava mais no interior da serra era aquela estrada pela lagoa azul e logo no inicio...
cancelaram a prova só por esse troço? que era facilmente contornado visto ser logo no inicio, ou havia mais zonas interditas?
Pela investigação do outro rapaz do fb não tinham sequer um percurso alternativo
 

NULL

Well-Known Member
#80
Cá por perto também aconteceu no Trail....

Veremos como resolvem a questão das inscrições...

É com enorme tristeza que vos informamos do do Desafio Vertical Trilho VS Estrada, que estava agendado para amanhã, dia 14 de Setembro.

Fomos informados esta manhã pelas entidades competentes (Proteção Civil, GNR e ICNF), que ̃ ́ realizar o Desafio Vertical, devido às recentes orientações do Governo que decretam Estado de Alerta em todo o país até às 24h00 de sábado.

Ficará também ̧̃ do evento que estava agendada para o mesmo dia na Junta de Freguesia da Montaria, às 12h.

Infelizmente, por razões que se prendem com aspectos logísticos e de agenda da Carlos Sá Nature Events, não conseguimos encontrar outra data para a realização do Desafio Vertical.

Durante o dia de hoje, a organização irá entrar em contacto com todos os participantes inscritos, apresentando-lhes alternativas que visam minimizar o impacto negativo que esta decisão certamente acarreta para cada um deles.

Lamentamos profundamente o transtorno causado e encontramo-nos totalmente disponíveis para qualquer esclarecimento.